text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Entenda como a tecnologia pode impactar os métodos tradicionais de ensino

      
Fonte: Shutterstock
Fonte: Shutterstock

Ao longo de gerações, os livros didáticos foram frequentemente utilizados no processo educacional dos estudantes, tanto nas escolas, como nos cursinhos e nas universidades. No entanto, nos últimos anos, esse material de estudo tem perdido boa parte da sua força. É o que aponta matéria publicada na revista The Atlantic.

 

Leia também:
» Estudante: 5 habilidades que devem ser desenvolvidas para ter sucesso no futuro
» Mudanças positivas na educação podem implicar no crescimento econômico, afirma estudo 
» 5 e-books para aprender algo novo

 

Muitas escolas já têm substituído os livros de papel pelos digitais, o que revela uma nova tendência para a educação moderna. Um dos principais fatores que impulsionam essa mudança, certamente, seria o descontentamento provocado ainda na infância, quando muitas crianças começam a sofrer com dores crônicas nas costas, provocadas pelo peso dos livros que costumam carregar na mochila.

 

Já na faculdade, o problema se torna mais intenso: o preço elevado de muitos livros exigidos no cronograma de ensino requer um alto investimento por parte dos universitários, que muitas vezes, não possuem condições financeiras para arcar com esse tipo de despesa.

 

É nesse cenário em que atua a educação virtual: os materiais digitais de aprendizagem, como softwares e E-books, por exemplo, têm se tornando cada vez mais eficientes e populares entre os estudantes.

 

Além de facilitar os estudos de muitos alunos, esses novos materiais têm mudado o papel do professor no que se refere à maneira de conduzir as aulas em sala, bem como aos métodos de avaliação da turma. 

 

Essas mudanças têm gerado muita controvérsia entre setores diversos, provocando, inclusive uma crescente polêmica a respeito do possível fim dos livros didáticos. Enquanto alguns profissionais defendem a implementação da tecnologia como um substituto dos métodos de ensino tradicionais, outros apresentam uma visão cética, chegando a criticar o aprendizado digital em alguns casos, julgando-o prejudicial ao bom desempenho acadêmico dos alunos.

 

Em meio a inúmeras apostas e incertezas para o futuro da educação digital, é possível afirmar que as mudanças implementadas pela tecnologia trouxeram mais autonomia aos alunos, que, de fato, estão aprendendo em um espaço educacional que está em constante evolução.

 

 

E você, concorda com a introdução das ferramentas digitais na educação? Queremos saber a sua opinião! Leia todas as notícias de Educação. Comente e compartilhe abaixo

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.