text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Enem no Divã: quando o namoro atrapalha os estudos

      
<p>A <span style=text-decoration: underline;><a title=Série ilustrativa Enem no Divã - Universia Brasil href=https://noticias.universia.com.br/tag/s%C3%A9rie-enem-no-div%C3%A3/>série ilustrativa Enem no Divã</a></span>, da Universia Brasil, traz nesta quarta-feira (08) o tema Namoro X Estudos. Você saberia dizer quando o namoro ajuda ou atrapalha os estudos? Os relacionamentos podem gerar conflitos familiares, especialmente se são considerados fatores de distração em ano de Enem e vestibulares. Veja o que pensam os especialistas convidados da semana:</p><p><img style=display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; src=https://imagenes.universia.net/gc/net/images/educacion/n/na/nam/namoro-atrapalha-estudos-enem-1442443860476.jpg alt=width=500 height=520/></p><blockquote style=text-align: center;><strong>Maria da Conceição Coropos Uvaldo</strong> (psicóloga e coordenadora da orientação profissional da USP)</blockquote><p><br/> É normal que o aluno fique meio perdido no início do namoro, mas logo o casal se organiza. Normalmente essa desculpa de que o relacionamento atrapalha é usada por pais que perdem a dimensão do histórico escolar do filho. É importante analisar se um dia a pessoa focou, estudou e foi diferente do que está sendo no momento do relacionamento. Em geral, cada um tem um jeito de aprender e de estudar e o namoro pode ser uma desculpa para o filho não estar fazendo o que os pais gostariam que ele estivesse. O que se mostra é que há um apoio mútuo em casais de namorados que estão fazendo cursinho ou estudam juntos. É uma ajuda a mais e não uma situação que tira o foco.<br/> No entanto, é comum que haja perda de foco se um deles estiver na faculdade e o outro no cursinho, porque o primeiro já passou pelos vestibulares. Nada melhor que um bate papo, que os próprios pais podem fazer com quem está nesta outra etapa. É importante que ele(a) lembre como era o período de provas e, assim, possa apoiar o parceiro(a).</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Helio Roberto Deliberador</strong> (psicólogo e professor da PUC-SP)</blockquote><p><br/> Uma vivência amorosa pode consumir o jovem deixando os estudos, de certa forma, de lado. Do ponto de vista da experiência, é possível compatibilizar o namoro e a escola. É uma questão de conseguir achar o caminho para que isso deixe de ser um obstáculo e passe a ser um estímulo positivo. Eles podem, por exemplo, estudar juntos ou em um pequeno grupo em que tenham amigos próximos, sempre é uma estratégia bacana.</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Antonio Carlos Amador Pereira</strong> (psicólogo e professor da PUC-SP)</blockquote><p><br/> Tem uma hora para cada coisa. Se você precisa estudar um ano para prestar vestibular, é preciso que você entenda que seus horários de estudo vão ter que ser constantes e que abrirá mão de algumas coisas. No entanto, você também vai precisar de momentos de relaxamento, de descanso. Você pode equilibrar o namoro dessa forma. Converse com a namorada ou o namorado. É importante que a pessoa compreenda que nesse ano você precisa se dedicar mais aos estudos. E isso é uma questão de disciplina pessoal também: estudar pensando no namorado (a) é uma distração. Estudar é uma questão de regularidade. Se você tiver horários constantes, conseguirá ter tempo para fazer outras coisas.</p><p> </p><p><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Professor: saiba como aumentar o foco dos estudantes href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/05/22/1125598/professor-saiba-aumentar-foco-estudantes.html>» <strong>Professor: saiba como aumentar o foco dos estudantes</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Tudo sobre a redação do Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/tag/redação-enem-2015>» <strong>Tudo sobre a redação do Enem 2015</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias sobre o Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/tag/notícias-enem-2015/>» <strong>Todas as notícias sobre o Enem 2015</strong></a></p><p> </p>
Fonte: Universia Brasil

A série ilustrativa Enem no Divã, da Universia Brasil, traz nesta quarta-feira (08) o tema Namoro X Estudos. Você saberia dizer quando o namoro ajuda ou atrapalha os estudos? Os relacionamentos podem gerar conflitos familiares, especialmente se são considerados fatores de distração em ano de Enem e vestibulares. Veja o que pensam os especialistas convidados da semana:

Maria da Conceição Coropos Uvaldo (psicóloga e coordenadora da orientação profissional da USP)


"É normal que o aluno fique meio perdido no início do namoro, mas logo o casal se organiza. Normalmente essa desculpa de que o relacionamento atrapalha é usada por pais que perdem a dimensão do histórico escolar do filho. É importante analisar se um dia a pessoa focou, estudou e foi diferente do que está sendo no momento do relacionamento. Em geral, cada um tem um jeito de aprender e de estudar e o namoro pode ser uma desculpa para o filho não estar fazendo o que os pais gostariam que ele estivesse. O que se mostra é que há um apoio mútuo em casais de namorados que estão fazendo cursinho ou estudam juntos. É uma ajuda a mais e não uma situação que tira o foco.
No entanto, é comum que haja perda de foco se um deles estiver na faculdade e o outro no cursinho, porque o primeiro já passou pelos vestibulares. Nada melhor que um bate papo, que os próprios pais podem fazer com quem está nesta outra etapa. É importante que ele(a) lembre como era o período de provas e, assim, possa apoiar o parceiro(a)."

Helio Roberto Deliberador (psicólogo e professor da PUC-SP)


"Uma vivência amorosa pode consumir o jovem deixando os estudos, de certa forma, de lado. Do ponto de vista da experiência, é possível compatibilizar o namoro e a escola. É uma questão de conseguir achar o caminho para que isso deixe de ser um obstáculo e passe a ser um estímulo positivo. Eles podem, por exemplo, estudar juntos ou em um pequeno grupo em que tenham amigos próximos, sempre é uma estratégia bacana."

Antonio Carlos Amador Pereira (psicólogo e professor da PUC-SP)


"Tem uma hora para cada coisa. Se você precisa estudar um ano para prestar vestibular, é preciso que você entenda que seus horários de estudo vão ter que ser constantes e que abrirá mão de algumas coisas. No entanto, você também vai precisar de momentos de relaxamento, de descanso. Você pode equilibrar o namoro dessa forma. Converse com a namorada ou o namorado. É importante que a pessoa compreenda que nesse ano você precisa se dedicar mais aos estudos. E isso é uma questão de disciplina pessoal também: estudar pensando no namorado (a) é uma distração. Estudar é uma questão de regularidade. Se você tiver horários constantes, conseguirá ter tempo para fazer outras coisas."

 

» Professor: saiba como aumentar o foco dos estudantes
» Tudo sobre a redação do Enem 2015
» Todas as notícias sobre o Enem 2015

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.