text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Enem no Divã: quando a idade NÃO importa

      
<p>Aumenta a cada ano o número de adultos e idosos inscritos no Enem. São pessoas que buscam o certificado de conclusão do ensino médio, uma mudança de carreira ou a realização de um sonho. A <a title=Série Ilustrativa Enem no Divã href=https://noticias.universia.com.br/tag/s%C3%A9rie-enem-no-div%C3%A3/>série ilustrativa Enem no Divã</a>, da <strong>Universia Brasil</strong>, mostra nesta quarta-feira (07) como não se sentir intimidado em relação à idade e à concorrência com muitos jovens. Confira as opiniões dos especialistas:</p><p><img style=display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; src=https://imagenes.universia.net/gc/net/images/educacion/e/en/ene/enem-diva-idade-nao-importa.jpg alt=width=500 height=697/></p><p> </p><blockquote style=text-align: center;><strong>Maria da Conceição Coropos Uvaldo</strong> (psicóloga e coordenadora da orientação profissional da USP )</blockquote><p><br/> Geralmente, quando você acompanha pessoas mais velhas, elas tendem a ser bastante empenhadas, então isso não costuma ser complicado em termos de vestibular. A grande questão é depois. Se você for prestar um curso que as pessoas são muito mais jovens que você, poderá ter problemas referentes à adaptação. Pense em tudo isso antes e conheça a cultura da faculdade. Às vezes é mais interessante prestar um curso noturno, mesmo que você possa estudar durante o dia, para encontrar pessoas um pouco mais velhas. Ou seja, você pode ir imaginando e tentando descobrir como essa adaptação seria melhor.</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Sandro Caramaschi</strong> (psicólogo e professor da Unesp)</blockquote><p><br/> Ele deve pensar que está exercendo seu direito de acesso à educação. Além disso, ter a maturidade e a estabilidade necessárias para relevar os olhares tortos ou incrédulos que se têm normalmente em relação às pessoas mais velhas e fazer a prova focando em resultados. De certa forma, se blindar em relação às atitudes dos outros candidatos.</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Helio Roberto Deliberador</strong> (psicólogo e professor da PUC-SP)</blockquote><p><br/> Você está realizando um sonho, mesmo estando mais velho. Isso não deve ser motivo de intimidação. Ao contrário: deve ser motivo de orgulho, de interesse. Há maturidade para fazer. Acho isso muito louvável.</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Leia também sobre o Enem 2015:</strong></span><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=11 recursos de coesão para usar na sua redação do Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/09/30/1131818/11-recursos-coesao-usar-redacao-enem-2015.html>» <strong>11 recursos de coesão para usar na sua redação do Enem 2015</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Tudo sobre a redação do Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/tag/redação-enem-2015>» <strong>Tudo sobre a redação do Enem 2015</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias sobre o Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/tag/notícias-enem-2015/>» <strong>Todas as notícias sobre o Enem 2015</strong></a></p><p> </p>
Fonte: Shutterstock

Aumenta a cada ano o número de adultos e idosos inscritos no Enem. São pessoas que buscam o certificado de conclusão do ensino médio, uma mudança de carreira ou a realização de um sonho. A série ilustrativa Enem no Divã, da Universia Brasil, mostra nesta quarta-feira (07) como não se sentir intimidado em relação à idade e à concorrência com muitos jovens. Confira as opiniões dos especialistas:

 

Maria da Conceição Coropos Uvaldo (psicóloga e coordenadora da orientação profissional da USP )


"Geralmente, quando você acompanha pessoas mais velhas, elas tendem a ser bastante empenhadas, então isso não costuma ser complicado em termos de vestibular. A grande questão é depois. Se você for prestar um curso que as pessoas são muito mais jovens que você, poderá ter problemas referentes à adaptação. Pense em tudo isso antes e conheça a cultura da faculdade. Às vezes é mais interessante prestar um curso noturno, mesmo que você possa estudar durante o dia, para encontrar pessoas um pouco mais velhas. Ou seja, você pode ir imaginando e tentando descobrir como essa adaptação seria melhor".

Sandro Caramaschi (psicólogo e professor da Unesp)


"Ele deve pensar que está exercendo seu direito de acesso à educação. Além disso, ter a maturidade e a estabilidade necessárias para relevar os olhares tortos ou incrédulos que se têm normalmente em relação às pessoas mais velhas e fazer a prova focando em resultados. De certa forma, se blindar em relação às atitudes dos outros candidatos".

Helio Roberto Deliberador (psicólogo e professor da PUC-SP)


"Você está realizando um sonho, mesmo estando mais velho. Isso não deve ser motivo de intimidação. Ao contrário: deve ser motivo de orgulho, de interesse. Há maturidade para fazer. Acho isso muito louvável".

 

Leia também sobre o Enem 2015:
» 11 recursos de coesão para usar na sua redação do Enem 2015
» Tudo sobre a redação do Enem 2015
» Todas as notícias sobre o Enem 2015

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.