text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Enem no Divã: como administrar as notas baixas às vésperas do Enem

      
<p>O estresse gerado com as notas baixas no terceiro ano do Ensino Médio pode prejudicar o desempenho nas provas dos vestibulares e Enem. Veja o que indicam os especialistas convidados da <a title=Série Ilustrativa Enem no Divã href=https://noticias.universia.com.br/tag/s%C3%A9rie-enem-no-div%C3%A3/>série ilustrativa Enem no Divã</a>, da <strong>Universia Brasil</strong>, nesta sexta-feira (09):</p><p><img style=display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; src=https://imagenes.universia.net/gc/net/images/educacion/e/en/ene/enem-no-diva-notas-baixas-1443727383954.jpg alt=width=undefined height=undefined/></p><blockquote style=text-align: center;><strong>Maria da Conceição Coropos Uvaldo</strong> (psicóloga e coordenadora da orientação profissional da USP )</blockquote><p><br/> O Enem não é como as provas da escola, porque mede raciocínio e tem uma outra configuração. Então é possível você ir bem? Sim, é possível. Mas não existe milagre. Um aluno que não estuda, não irá bem na prova. Às vezes você não gosta de estudar muito na escola, não vai tão bem por desinteresse, mas tem algum nível de estudo. Você precisa se preparar para a prova do Enem. Pode não ser do mesmo jeito que para a escola, mas é necessário.</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Sandro Caramaschi</strong> (psicólogo e professor da Unesp)</blockquote><p><br/> Basicamente, é preciso descobrir o que está fazendo com que ele tenha essas notas baixas. Precisamos descobrir se é um problema de estudo, envolvimento e dedicação às matérias ou pessoal. Primeiramente é necessário fazer um diagnóstico do motivo desse estudante ir tão mal no Ensino Médio. Se as causas não forem eliminadas, pode não ser aprovado no vestibular e Enem.</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Antonio Carlos Amador Pereira</strong> (psicólogo e professor da PUC-SP)</blockquote><p><br/> Um problema de cada vez. Não adianta pensar no vestibular se você ainda não acabou o Ensino Médio. Você tem que se concentrar em terminar o nível médio. Depois, pensar no vestibular, decidir se você tem condição de fazer imediatamente ou se precisa de mais um ano de preparação. Não é sorteio. Demanda preparação.</p><blockquote style=text-align: center;><strong>Helio Roberto Deliberador</strong> (psicólogo e professor da PUC-SP)</blockquote><p><br/> Talvez esse estudante precise de um tempo a mais para se preparar melhor. Esse é um processo importante, no qual não se pode ter muita pressa. Às vezes, demorar um tempo maior é também se preparar melhor e amadurecer para ter uma experiência universitária mais significativa e saudável. As pessoas são diferentes, percorrem caminhos diferentes. Um ano não é o que pode mudar decisivamente e negativamente uma situação.</p><p> </p><blockquote style=text-align: center;>Cadastre-se <span style=text-decoration: underline;><a id=REGISTRO USUARIOS class=enlaces_med_registro_universia title=Cadastre-se aqui para receber novidades sobre o Enem href=https://usuarios.universia.net/registerUserComplete.action?idC=2&idS=NOTICIAS_BR target=_blank>aqui</a></span> para receber novidades sobre o <strong>ENEM</strong></blockquote><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Leia também sobre o Enem 2015:</strong></span><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Conheças as principais diferenças entre as redações do Enem e da Fuvest href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/07/02/1127642/conhecas-principais-diferencas-re daces-enem-fuvest.html>» <strong>Conheças as principais diferenças entre as redações do Enem e da Fuvest</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Tudo sobre a redação do Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/tag/redação-enem-2015>» <strong>Tudo sobre a redação do Enem 2015</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias sobre o Enem 2015 href=https://noticias.universia.com.br/tag/notícias-enem-2015/>» <strong>Todas as notícias sobre o Enem 2015</strong></a></p><p> </p>
Fonte: Universia Brasil

O estresse gerado com as notas baixas no terceiro ano do Ensino Médio pode prejudicar o desempenho nas provas dos vestibulares e Enem. Veja o que indicam os especialistas convidados da série ilustrativa Enem no Divã, da Universia Brasil, nesta sexta-feira (09):

Maria da Conceição Coropos Uvaldo (psicóloga e coordenadora da orientação profissional da USP )


"O Enem não é como as provas da escola, porque mede raciocínio e tem uma outra configuração. Então é possível você ir bem? Sim, é possível. Mas não existe milagre. Um aluno que não estuda, não irá bem na prova. Às vezes você não gosta de estudar muito na escola, não vai tão bem por desinteresse, mas tem algum nível de estudo. Você precisa se preparar para a prova do Enem. Pode não ser do mesmo jeito que para a escola, mas é necessário".

Sandro Caramaschi (psicólogo e professor da Unesp)


"Basicamente, é preciso descobrir o que está fazendo com que ele tenha essas notas baixas. Precisamos descobrir se é um problema de estudo, envolvimento e dedicação às matérias ou pessoal. Primeiramente é necessário fazer um diagnóstico do motivo desse estudante ir tão mal no Ensino Médio. Se as causas não forem eliminadas, pode não ser aprovado no vestibular e Enem".

Antonio Carlos Amador Pereira (psicólogo e professor da PUC-SP)


"Um problema de cada vez. Não adianta pensar no vestibular se você ainda não acabou o Ensino Médio. Você tem que se concentrar em terminar o nível médio. Depois, pensar no vestibular, decidir se você tem condição de fazer imediatamente ou se precisa de mais um ano de preparação. Não é sorteio. Demanda preparação".

Helio Roberto Deliberador (psicólogo e professor da PUC-SP)


"Talvez esse estudante precise de um tempo a mais para se preparar melhor. Esse é um processo importante, no qual não se pode ter muita pressa. Às vezes, demorar um tempo maior é também se preparar melhor e amadurecer para ter uma experiência universitária mais significativa e saudável. As pessoas são diferentes, percorrem caminhos diferentes. Um ano não é o que pode mudar decisivamente e negativamente uma situação".

 

Cadastre-se aqui para receber novidades sobre o ENEM

 

Leia também sobre o Enem 2015:
» Conheças as principais diferenças entre as redações do Enem e da Fuvest
» Tudo sobre a redação do Enem 2015
» Todas as notícias sobre o Enem 2015

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.