text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

“Não caímos nas artimanhas de ideias complicadas”, diz ex-corretor da redação do Enem

      
Fonte: Universia Brasil

As provas do Exame Nacional do Ensino Médio acontecerão neste sábado (24) e domingo (25). Na reta final de preparação, às vésperas da prova, a Universia Brasil conversou com o professor do laboratório de redação e do Centro de Treinamento e Capacitação para o Enem Adrian Chan para dar dicas sobre as melhores estratégias para escrever a redação deste ano. Confira:

 

 

Veja também:
» Enem 2015: o que levar para a prova
» Enem 2015: entenda os critérios de correção da prova de redação
» Todas as notícias sobre o Enem 2015

 

Cadastre-se aqui para receber novidades sobre o ENEM

1 – Revisão do texto

O docente acredita que revisar o texto logo que os candidatos terminarem de escrever é essencial para ter um bom desempenho. Assim, é possível encontrar pequenos erros que podem ser consertados, aumentando as chances de uma boa nota. “Faça uma leitura global do texto, para ver se está legal”, auxilia.

 

2 – Use o conhecimento escolar

Para ele, “é fundamental que os candidatos utilizem conhecimentos da escola, como os aprendidos em História, Geografia, Filosofia, as leituras de jornal e os exemplos literários”.

 

3 – Respeite a estrutura da prova

Chan contou que a prova de redação do Enem tem uma estrutura muito bem definida e que os alunos devem segui-la. O docente comenta que “nos primeiros dois parágrafos, os candidatos devem abordar as ideias genéricas que estão na coletânea. No terceiro, citar um problema sobre o tema. Já no quarto parágrafo, finalizar o texto com uma proposta de intervenção que respeite os direitos humanos”.

 

4 – Usar a coletânea

Em todas as edições, o Enem fornece uma coletânea de textos base para que o aluno consiga nortear o raciocínio e construir um bom texto. A principal dica do professor sobre o assunto é que os candidatos aproveitem esse recurso da melhor forma possível.

 

5 – Materialize seu pensamento

O docente explica que é fundamental que o aluno busque ao máximo colocar no papel tudo que está pensando de maneira clara. Para Chan, “às vezes os candidatos querem impressionar o corretor, mas nós estamos acostumados. Não caímos nas artimanhas de ideias complicadas que apenas servem para complicar o texto e desviar o foco do assunto a ser tratado”.

 

6 – Seja direto

Durante o período de correção do Enem, os professores corrigem uma quantidade muito grande de redações por dia e, por isso, seu texto precisa ser objetivo. Ser direto e fácil de ler torna-se uma grande vantagem para o candidato: “não estou falando que a redação tem que ser curta, mas que tem que ser fluente. Os exemplos que forem colocados ao longo do texto devem ser minimamente explicados. Ele requer autonomia”, afirmou.

 

7 – Controle o tempo

Chan afirmou que é muito importante que tomem cuidado com o tempo para conseguirem responder todas as provas. “Recomenda-se que o aluno comece um rascunho de redação e o faça em 40 minutos. Em seguida, que faça a prova teste, para voltar ao texto, revisá-lo e passar a limpo”.

Além disso, reforçou a importância de realizar mudanças na prova à medida que o aluno a estiver passando a limpo. “Lembrando que revisar o texto, não é apenas copiar e tirar os rabiscos. É fazer eventuais mudanças que sejam necessárias. A gente precisa se distanciar do olhar de autor para ter um senso crítico sobre o próprio texto”, completou.

 

Como estruturar um bom texto?

 

Adrian Chan explicou que a introdução da redação do Enem não pode ser maçante. Para ele, “os candidatos perdem muito tempo explicando coisas óbvias, anunciando o que vão falar. Isso não é necessário. O ideal é começar o raciocínio sobre o assunto e deixar que ele flua, norteado pelas ideias da coletânea”.

 

O desenvolvimento deve ser bem argumentado, demonstrando o domínio do aluno sobre o tema proposto. Todos os candidatos precisam selecionar um problema para que, posteriormente, seja resolvido na conclusão do texto.

 

Levando em conta o parágrafo final, o docente acredita que os candidatos têm apenas duas tarefas para conseguirem uma boa nota. Segundo ele, “é necessário apresentar um direito humano, que pode ser resolvido com o estudo da Declaração Universal dos Direitos Humanos, que pode ser baixada no site da ONU, e dizer quem irá fazer o que e de que maneira para resolver o problema proposto”. 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.