text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisadores criam aplicativo de tradução para línguas indígenas

      
<p>Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Tocantins (UFT) desenvolveu um aplicativo para traduzir palavras escritas em línguas dos índios Xerente e Apinajé para o português. Chamado de “<strong><a title=TraduzÍndio href=https://www.traduzindio.com.br/ target=_blank>TraduzÍndio</a></strong>”, o app foi lançado oficialmente nesta semana, durante o <strong>Jogos Mundiais dos Povos Indígenas</strong>, que aconteceu em Palmas (TO).</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Veja também:</strong></span><br/><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Professor: 7 aplicativos que você precisa conhecer href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/10/07/1132096/professor-7-aplicativos-precisa-conhecer.html>» <strong>Professor: 7 aplicativos que você precisa conhecer</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Top List: 10 aplicativos para aprender inglês de graça href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/06/18/1126959/top-list-10-aplicativos-aprender-ingles-graca.html>» <strong>Top List: 10 aplicativos para aprender inglês de graça</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p>A invenção do aplicativo surgiu de uma necessidade. <strong><a title=MEC vai criar programa de intercâmbio para negros e indígenas href=https://noticias.universia.com.br/mobilidade-academica/noticia/2013/08/29/1045709/mec-vai-criar-programa-intercambio-negros-e-indigenas.html>Com um número cada vez mais expressivo de indígenas frequentando as universidades</a></strong>, foi preciso criar uma solução para facilitar a comunicação entre esses estudantes, os professores e outros alunos das instituições que não dominam os idiomas falados pelas tribos.</p><p> </p><p>O app “TraduzÍndio” começou como uma plataforma para a web, mas logo ganhou uma versão compatível com dispositivos mobile, para facilitar o acesso e permitir que qualquer pessoa possa usar os seus recursos.</p><p> </p><p>No estado do Tocantins existem<strong> sete etnias indígenas,</strong> que falam <strong>quatro línguas diferentes: apinajé, xerente, carajá e krahô</strong>. Por enquanto, apenas duas delas, apinajé e xerente, estão disponíveis no aplicativo, porque são as únicas já documentadas e que contam com vocabulário e dicionário próprios. No entanto, um grupo de pesquisadores já está trabalhando para incluir mais dois idiomas no app: carajá e krahô.</p>
Fonte: Shutterstock

Um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Tocantins (UFT) desenvolveu um aplicativo para traduzir palavras escritas em línguas dos índios Xerente e Apinajé para o português. Chamado de “TraduzÍndio”, o app foi lançado oficialmente nesta semana, durante o Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, que aconteceu em Palmas (TO).

 

Veja também:

» Professor: 7 aplicativos que você precisa conhecer
» Top List: 10 aplicativos para aprender inglês de graça
» Todas as notícias de Educação

 

A invenção do aplicativo surgiu de uma necessidade. Com um número cada vez mais expressivo de indígenas frequentando as universidades, foi preciso criar uma solução para facilitar a comunicação entre esses estudantes, os professores e outros alunos das instituições que não dominam os idiomas falados pelas tribos.

 

O app “TraduzÍndio” começou como uma plataforma para a web, mas logo ganhou uma versão compatível com dispositivos mobile, para facilitar o acesso e permitir que qualquer pessoa possa usar os seus recursos.

 

No estado do Tocantins existem sete etnias indígenas, que falam quatro línguas diferentes: apinajé, xerente, carajá e krahô. Por enquanto, apenas duas delas, apinajé e xerente, estão disponíveis no aplicativo, porque são as únicas já documentadas e que contam com vocabulário e dicionário próprios. No entanto, um grupo de pesquisadores já está trabalhando para incluir mais dois idiomas no app: carajá e krahô.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.