text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

5 mitos sobre bons professores

      
<p><strong>Os professores estão em constante mudança</strong>, buscando formas que tornem as aulas mais interessantes para os alunos, <strong><a title=9 hábitos para potencializar o seu aprendizado href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/07/27/1128935/9-habitos-potencializar-aprendizado.html>fazendo com que aprendam mais</a></strong>. Muito se fala sobre como passar o conteúdo da melhor forma possível, mas existem alguns mitos sobre o conceito de boas aulas. <strong> Confira 5 deles:</strong></p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Veja também:</strong></span><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Professores: 10 livros sobre ensino que você PRECISA ler href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/11/1133600/professores-10-livros-sobre-ensino-precisa-ler.html>» <strong>Professores: 10 livros sobre ensino que você PRECISA ler</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Você é um bom professor href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/11/1133606/bom-professor.html>» <strong>Você é um bom professor</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p><strong> 1 – “Dê aulas que você gostaria de ter</strong></p><p>Geralmente a diferença de idade entre você e sua turma é muito grande e, por isso, você não pode se basear no seu gosto quando tinha a idade dos alunos para montar uma aula. Além das tecnologias e conteúdos terem se alterado, a forma como se leciona é completamente diferente da sua época. Por isso, tente sempre criar boas aulas, mas baseadas em conceitos contemporâneos.</p><p> </p><p><strong> 2 – “Deixe a aula acontecer”</strong></p><p>Você realmente pode deixar sua personalidade aflorar, mas também é necessário que tenha um planejamento de aula e não crie todo o roteiro no momento. Ao deixar para montar a aula enquanto ensina, você pode esquecer algum ponto importante, prejudicando o rendimento.</p><p> </p><p><strong> 3 – “Tente ser como o melhor professor que teve”</strong></p><p>Por ter estudado em um período completamente diferente dos seus alunos, você não precisa entender qual perfil que mais agrada a sala hoje. Não use os seus padrões da época acadêmica para construir o professor que quer se tornar. Analise aqueles docentes que são respeitados e queridos pela sua turma, além de entender por meio de diálogos com os estudantes o que eles esperam de um profissional da educação.</p><p> </p><p><strong> 4 – “Comece o ano sendo rígido e depois melhore ao longo do ano”</strong></p><p>Muitas vezes, é comum que os professores comecem o ano letivo com uma postura rígida, fazendo com que os estudantes o respeitem por sentirem medo, seja dele ou das avaliações. No entanto, essa estratégia não é interessante. Você deve encontrar alguma forma de conseguir o respeito dos alunos pela pessoa que é e não por uma “cena” que faz no início do ano. A maior parte dos estudantes tendem a não gostar desse tipo de comportamento e, por isso, não sentem tanta <strong><a title=Professor: como conquistar a empatia dos alunos href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/10/05/1131940/professor-conquistar-empatia-alunos.html>empatia por professores</a></strong> que agem assim.</p><p> </p><p><strong> 5 – “Use seu cargo como uma máscara”</strong></p><p>Muitos professores acreditam que, ao bloquearem a vida pessoal no momento em que entram na sala de aula, sentirão mais confiança para lecionar. No entanto, o que não sabem é que ao se abrir com os alunos, no sentido de mostrar que também tem uma vida convencional fora da escola, a relação pode melhorar. Não confunda isso com abrir sua particularidade, mas sim compartilhar determinadas questões cotidianas que podem inclusive dar mais leveza à aula.</p><p> </p>
Fonte: Shutterstock

Os professores estão em constante mudança, buscando formas que tornem as aulas mais interessantes para os alunos, fazendo com que aprendam mais. Muito se fala sobre como passar o conteúdo da melhor forma possível, mas existem alguns mitos sobre o conceito de boas aulas. Confira 5 deles:

 

Veja também:
» Professores: 10 livros sobre ensino que você PRECISA ler
» Você é um bom professor
» Todas as notícias de Educação

 

1 – “Dê aulas que você gostaria de ter

Geralmente a diferença de idade entre você e sua turma é muito grande e, por isso, você não pode se basear no seu gosto quando tinha a idade dos alunos para montar uma aula. Além das tecnologias e conteúdos terem se alterado, a forma como se leciona é completamente diferente da sua época. Por isso, tente sempre criar boas aulas, mas baseadas em conceitos contemporâneos.

 

2 – “Deixe a aula acontecer”

Você realmente pode deixar sua personalidade aflorar, mas também é necessário que tenha um planejamento de aula e não crie todo o roteiro no momento. Ao deixar para montar a aula enquanto ensina, você pode esquecer algum ponto importante, prejudicando o rendimento.

 

3 – “Tente ser como o melhor professor que teve”

Por ter estudado em um período completamente diferente dos seus alunos, você não precisa entender qual perfil que mais agrada a sala hoje. Não use os seus padrões da época acadêmica para construir o professor que quer se tornar. Analise aqueles docentes que são respeitados e queridos pela sua turma, além de entender por meio de diálogos com os estudantes o que eles esperam de um profissional da educação.

 

4 – “Comece o ano sendo rígido e depois melhore ao longo do ano”

Muitas vezes, é comum que os professores comecem o ano letivo com uma postura rígida, fazendo com que os estudantes o respeitem por sentirem medo, seja dele ou das avaliações. No entanto, essa estratégia não é interessante. Você deve encontrar alguma forma de conseguir o respeito dos alunos pela pessoa que é e não por uma “cena” que faz no início do ano. A maior parte dos estudantes tendem a não gostar desse tipo de comportamento e, por isso, não sentem tanta empatia por professores que agem assim.

 

5 – “Use seu cargo como uma máscara”

Muitos professores acreditam que, ao bloquearem a vida pessoal no momento em que entram na sala de aula, sentirão mais confiança para lecionar. No entanto, o que não sabem é que ao se abrir com os alunos, no sentido de mostrar que também tem uma vida convencional fora da escola, a relação pode melhorar. Não confunda isso com abrir sua particularidade, mas sim compartilhar determinadas questões cotidianas que podem inclusive dar mais leveza à aula.

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.