text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Lei de Cotas garante 150 mil vagas a estudantes negros

      
<p>Um levantamento da <strong><a title=Secretaria de Política para a Promoção da Igualdade Racial (Seppir) href=https://www.portaldaigualdade.gov.br/ target=_blank>Secretaria de Política para a Promoção da Igualdade Racial (Seppir)</a></strong>, órgão vinculado ao <strong>Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos</strong>, constatou que a Lei de Cotas, estabelecida em 2012, já garantiu a vaga de 150 mil negros nas universidades federais. A estimativa tomou como base as 111 mil vagas oferecidas nos últimos dois anos e também a projeção relativa ao ano de 2015.</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Veja também:</strong></span><br/><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Brasil tem queda no índice de analfabetos, diz pesquisa href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/16/1133725/brasil-queda-indice-analfabetos-diz-pesquisa.html>» <strong>Brasil tem queda no índice de analfabetos, diz pesquisa</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Santander Universidades entrega 100 bolsas para alunos do ensino superior href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/13/1133704/santander-universidades-entrega-100-bolsas-alunos- ensino-superior.html>» <strong>Santander Universidades entrega 100 bolsas para alunos do ensino superior</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p>Segundo dados do <strong>Ministério da Educação (MEC)</strong>, em 1997, apenas 1,8% dos jovens que estavam cursando ou haviam concluído o ensino superior eram negros e 2,2% pardos. Em 2013, com a adesão de diversas universidades à política de cotas raciais, <strong>os números subiram para 8,8% e 11%, respectivamente</strong>.</p><p> </p><p>A Lei de Cotas instituiu que 50% das vagas de todos os cursos superiores de instituições federais de ensino deveriam ser reservadas, levando em consideração critérios raciais e socioeconômicos. O objetivo era atingir essa meta de forma gradual, chegando na metade das vagas até o final de 2016. No entanto, já no ano passado foi alcançado o percentual de 40%. Hoje, 128 instituições federais adotaram a política de cotas.</p><p> </p><p>Além da Lei de Cotas, outros <strong><a title=MEC quer incluir negros e índios na pós-graduação href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/09/17/1131363/mec-quer-incluir-negros-indios-pos-graduacao.html>projetos ajudam a garantir vagas para alunos negros no ensino superior</a></strong>, como é o caso do <strong>Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)</strong> e também do <strong>Programa Universidade para Todos (Prouni)</strong>. Segundo dados de 2014 do MEC, os candidatos de cor negra representam mais da metade dos financiamento do Fies (50,07%) e do Prouni (52,10%).</p>
Fonte: Shutterstock

Um levantamento da Secretaria de Política para a Promoção da Igualdade Racial (Seppir), órgão vinculado ao Ministério das Mulheres, da Igualdade Racial e dos Direitos Humanos, constatou que a Lei de Cotas, estabelecida em 2012, já garantiu a vaga de 150 mil negros nas universidades federais. A estimativa tomou como base as 111 mil vagas oferecidas nos últimos dois anos e também a projeção relativa ao ano de 2015.

 

Veja também:

» Brasil tem queda no índice de analfabetos, diz pesquisa
» Santander Universidades entrega 100 bolsas para alunos do ensino superior
» Todas as notícias de Educação

 

Segundo dados do Ministério da Educação (MEC), em 1997, apenas 1,8% dos jovens que estavam cursando ou haviam concluído o ensino superior eram negros e 2,2% pardos. Em 2013, com a adesão de diversas universidades à política de cotas raciais, os números subiram para 8,8% e 11%, respectivamente.

 

A Lei de Cotas instituiu que 50% das vagas de todos os cursos superiores de instituições federais de ensino deveriam ser reservadas, levando em consideração critérios raciais e socioeconômicos. O objetivo era atingir essa meta de forma gradual, chegando na metade das vagas até o final de 2016. No entanto, já no ano passado foi alcançado o percentual de 40%. Hoje, 128 instituições federais adotaram a política de cotas.

 

Além da Lei de Cotas, outros projetos ajudam a garantir vagas para alunos negros no ensino superior, como é o caso do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e também do Programa Universidade para Todos (Prouni). Segundo dados de 2014 do MEC, os candidatos de cor negra representam mais da metade dos financiamento do Fies (50,07%) e do Prouni (52,10%).


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.