text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Alunos estudam de pé para melhorar saúde e produtividade

      
<p>A rotina diária de trabalhos e estudos nos força a passar tempo demais sentados, o que, segundo os médicos, pode ter efeitos negativos na nossa saúde. Problemas ortopédicos, de circulação e até psicológicos costumam ser consequência das longas horas sem ficar de pé.</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=4 atitudes ERRADAS na hora de estudar href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/19/1133852/4-atitudes-erradas-hora-estudar.html>» <strong>4 atitudes ERRADAS na hora de estudar</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/18/1133829/garota-afega-passou-5-anos-vestindo-menino-poder-estudar.html>» <strong>Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p>Pensando nisso, a <strong>Escola Elementar Vallecito</strong>, em San Rafael, na Califórnia, tomou uma decisão polêmica: extinguiu as tradicionais carteiras e as substituiu por mesas altas, para que os alunos possam estudar em pé. Segundo os professores e gestores da escola, a medida <strong><a title=Tomar café da manhã pode melhorar desempenho do aluno href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/18/1133824/tomar-cafe-manha-pode-melhorar-desempenho-aluno.html>melhorou o desempenho dos estudantes e sua concentração nas tarefas</a></strong>.</p><p> </p><p>Caso os alunos se cansem, existem bancos espalhados pelas salas de aulas e seu uso é livre. No entanto, os representantes da escola afirmam que as crianças quase não usam os assentos e preferem continuar os estudos nas novas mesas.</p><p> </p><p>Em entrevista à BBC Mundo, a diretora da escola, Tracy Smith, disse que a ideia foi uma sugestão dos país e responsáveis, que estavam preocupados com os efeitos que a rotina poderia causar na saúde de seus filhos. “<strong>As crianças hoje em dia passam muito tempo sentadas,</strong> e não só na a escola. Ficam sentadas em casa, jogando videogame, usando tablets”, diz. Para ela, esses novos hábitos fazem com que essa geração seja muito menos ativa que as anteriores.</p><p> </p><p>Alguns estudos indicaram que o uso de bancadas e mesas elevadas pode resultar em uma melhoria de 15% nas notas dos alunos e em um aumento de cerca de 25% da queima de calorias. No entanto, para aderir ao projeto, a escola precisa desembolsar aproximadamente R$ 22 mil por sala. No casa da escola da Califórnia, a <strong>organização StandUpKids</strong> arrecadou dinheiro para compra das novas mesas e implantação na iniciativa.</p>
Fonte: Shutterstock

A rotina diária de trabalhos e estudos nos força a passar tempo demais sentados, o que, segundo os médicos, pode ter efeitos negativos na nossa saúde. Problemas ortopédicos, de circulação e até psicológicos costumam ser consequência das longas horas sem ficar de pé.

 

Você pode ler também:

» 4 atitudes ERRADAS na hora de estudar
» Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar
» Todas as notícias de Educação

 

Pensando nisso, a Escola Elementar Vallecito, em San Rafael, na Califórnia, tomou uma decisão polêmica: extinguiu as tradicionais carteiras e as substituiu por mesas altas, para que os alunos possam estudar em pé. Segundo os professores e gestores da escola, a medida melhorou o desempenho dos estudantes e sua concentração nas tarefas.

 

Caso os alunos se cansem, existem bancos espalhados pelas salas de aulas e seu uso é livre. No entanto, os representantes da escola afirmam que as crianças quase não usam os assentos e preferem continuar os estudos nas novas mesas.

 

Em entrevista à BBC Mundo, a diretora da escola, Tracy Smith, disse que a ideia foi uma sugestão dos país e responsáveis, que estavam preocupados com os efeitos que a rotina poderia causar na saúde de seus filhos. “As crianças hoje em dia passam muito tempo sentadas, e não só na a escola. Ficam sentadas em casa, jogando videogame, usando tablets”, diz. Para ela, esses novos hábitos fazem com que essa geração seja muito menos ativa que as anteriores.

 

Alguns estudos indicaram que o uso de bancadas e mesas elevadas pode resultar em uma melhoria de 15% nas notas dos alunos e em um aumento de cerca de 25% da queima de calorias. No entanto, para aderir ao projeto, a escola precisa desembolsar aproximadamente R$ 22 mil por sala. No casa da escola da Califórnia, a organização StandUpKids arrecadou dinheiro para compra das novas mesas e implantação na iniciativa.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.