text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

45,5 mil privados de liberdade farão o Enem 2015

      
Fonte: Shutterstock

Pessoas privadas de liberdade e que cumprem medidas socioeducativas vão fazer as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2015 nestas terça (1º) e quarta-feira (2). Ao todo, 45,5 mil detentos e internos se inscreveram no exame, que será aplicado dentro das unidades prisionais e socioeducativas.

 

Você pode ler também:

» Mais uma instituição portuguesa usará o Enem em seu processo seletivo
» Enem 2015: Inep libera cadernos de prova para download
» Todas as notícias de Educação

 

No primeiro dia, serão realizadas as provas de Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofa e Sociologia) e de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Química, Física e Biologia), com duração de 4 horas e 30 minutos. Já no segundo dia será a vez dos testes de conhecimento em linguagens e códigos (língua portuguesa, literatura e língua estrangeira – inglês ou espanhol), matemática e redação. A segunda avaliação é mais longa, com 05 horas e 30 minutos.

 

Neste ano, o total de privados de liberdade inscritos no Enem aumentou 19% em relação a edição anterior, em que foram registradas 38,1 mil inscrições. Participam da prova somente as unidades prisionais que firmaram acordo com Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

As pessoas privadas de liberdade terão as mesmas oportunidades do restante dos estudantes, podendo utilizar a nota do Enem 2015 para ingressar em instituições de ensino superior e técnico, e também para comprovar a conclusão do ensino médio. Pela lei, cada 12 de horas de estudo de um detento, um dia inteiro é abatido de sua pena.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.