text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Crianças em orfanatos têm notas melhores do que em lares problemáticos

      
Fonte: Shutterstock

Crianças que moram em orfanatos ou abrigos têm melhor desempenho escolar do que aquelas que continuam morando em lares problemáticos, aponta um estudo das Universidades de Oxford e Bristol. Os pesquisadores calcularam uma diferença de, pelo menos, 6 pontos nas avaliações dos dois grupos.

 

Você pode ler também:

» Crianças hiperativas e com déficit de atenção sofrem mais bullying, diz estudo
» Bullying homofóbico pode afetar futuro profissional dos alunos
» Todas as notícias de Educação

 

Contudo, os resultados também mostram que, em ambos os casos, os alunos não conseguem se sair tão bem na escola quanto os estudantes em situação regular. Ao todo, foram analisadas as notas de 640.000 adolescentes da Inglaterra, referentes ao ano de 2013.

 

Em entrevista à rede de notícias BBC, o Professor David Berridge, da Universidade de Bristol, disse que, uma vez confortável e em segurança, a criança passa a ter notas melhores na escola. O especialista também afirma que quanto mais tempo a criança em estado de vulnerabilidade permanecer no abrigo, melhor será seu desempenho.

 

Durante as entrevistas feitas pelos pesquisadores, os alunos disseram que escapar do abuso, fome e intimidação fez com que ganhassem coragem, disciplina e a sensação de segurança necessárias para se sair melhor nos estudos. “Eles também nos disseram que só conseguiram ver um aumento de suas notas, quando começaram a se sentir protegidos e também quando suas família biológicas passaram a receber algum tipo de apoio”, disse Berridge.

 

O estudo também concluiu que os adolescentes vulneráveis iam menos à escola, contabilizando um total de faltas de 5%. A baixa frequência fez com que esses alunos tivessem uma queda de dois pontos nas notas das avaliações.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.