text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Mais 4 universidades portuguesas vão usar a nota do Enem

      
Fonte: Shutterstock

Os alunos que prestaram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) poderão usar as notas das provas para entrar em mais quatro instituições de ensino superior de Portugal. A novidade foi divulgada nesta quarta-feira (2) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

 

Você pode ler também:

» Confira os gabaritos oficiais do Enem 2015
» Entenda por que estudar para o Enem é cada vez mais importante
» Todas as notícias de Emprego

 

A partir de 2016, as universidades de Lisboa e de Aveiro e os Institutos politécnicos de Coimbra e Guarda também vão começar a utilizar os resultados do exame para o processo seletivo de estudantes brasileiros.

 

Serão diversas oportunidades em áreas como educação, saúde, turismo e hotelaria, comunicação e muitas outras. Por exemplo, no caso da Universidade de Lisboa, que é a maior do país, com aproximadamente 45 mil alunos, cerca de 20% das vagas são destinadas a estudantes estrangeiros.

 

Universidade de Coimbra

Primeira instituição a fechar acordo com o Inep sobre o uso do Enem, a Universidade de Coimbra também firmou um termo aditivo ao protocolo de cooperação assinado em 2014. O reitor da universidade, João Gabriel Silva, reafirmou a importância do exame para a educação no Brasil e disse que a parceria com o Inep é um grande sucesso, já que a Universidade de Coimbra é a instituição fora do Brasil com mais alunos selecionados via Enem.

 

Estudar em Portugal com o Enem

A seleção de estudantes de outros países para estudar em Portugal terá início em janeiro de 2016, mesmo período em que serão divulgados os resultados do Enem 2015. Atualmente, 11 instituições portuguesas aceitam o Enem, sendo que, somente no Instituto Politécnico de Coimbra, 1,5 mil vagas serão destinadas aos alunos brasileiros.

 

Desde 2014, as universidades portuguesas de Coimbra e Algarve têm acordo firmado com o Inep. Em 2015, os institutos politécnicos de Portalegre (IPP), do Porto (IPP), de Leiria (IPL) de Beja (IPBeja) e de Barcelos (IPCA) também assinaram convênios com o Inep.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.