text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Aluno com Síndrome de Down tira nota 10 em TCC

      
Fonte: Divulgação UFPeL

O aluno Gabriel Nogueira conquistou um dos maiores sonhos de todo universitário: formar-se com nota 10 no TCC. Estudante de teatro na Universidade Federal de Pelotas (UFPel), Gabriel tem Síndrome de Down e aproveitou o trabalho de conclusão de curso para falar sobre igualdade e oportunidades.

 

Você pode ler também:

» Primeira professora com Síndrome de Down recebe prêmio de educação
» Indiano com paralisia cerebral é PhD em tecnologia
» Todas as notícias de Educação

 

No início deste mês, o estudante reuniu uma plateia calorosa, composta por amigos, familiares e professores, para o seu primeiro grande ato: a banca de apresentação do TCC. Sob o título “Oficina de Teatro Down: Todos Somos Capazes de Fazer Tudo”, o trabalho foi bastante elogiado pelos avaliadores e acabou levando a nota máxima.

 

Para a apresentação, Gabirel interpretou uma das cenas mais famosas de Hamlet, obra do grande escritor e dramaturgo inglês William Shakespeare, e convidou o grupo Novos Caminhos, projeto de diversidade do Núcleo de Artes, Linguagens e Subjetividade da UFPel, para realizar um exercício teatral. Seu objetivo era comprovar que as brincadeiras e jogos feitos durante a atividade teatral podem deixar os alunos mais participativos e comunicativos.

 

Em entrevista divulgada pela universidade, Gabriel disse que o trabalho proporcionou novos conhecimentos. “Aprendi bastante com essa experiência como professor com Síndrome de Down para alunos que também têm Síndrome de Down”, contou o bacharel em teatro. Para Denise Bussoletti, orientadora do formando, a conquista representa um marco. ““Esse trabalho é um começo. É absolutamente inovador, não só na Universidade, mas além”, afirmou.

 

Quando a nota 10 foi anunciada pelos avaliadores, o estudante foi bastante aplaudido e ficou emocionado. “Esse trabalho vai ajudar outras pessoas”, disse. A mãe de Gabriel, Joseane Almeida, disse que o filho sempre surpreendeu a família com suas escolhas. “Isso é um mérito dele e das pessoas que acreditaram nele. A Universidade deu essa grande oportunidade, não estabeleceu limites e ‘deu corda’ para que ele seguisse em frente”, contou Joseane.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.