text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Let’s Talk: o temido eterno nível intermediário de inglês

      
Fonte: Shutterstock

Como ficar fluente em inglês? Essa é uma dúvida que atormenta diversos estudantes do idioma, pois simplesmente não conseguem sair do nível intermediário do curso. Pensando nisso, o Centro Britânico preparou um artigo que vai te ajudar a ser mais fluente e se tornar apto a interagir com nativos, sem aquela sensação de insegurança.

 

Veja também:

» Siga a coluna Let's Talk

 

Como sair do nível intermediário

O nível intermediário é aquele onde o aluno já é capaz de “se virar” em diversas situações. Ou seja, ele consegue estabelecer uma boa comunicação. Se for em um contexto de compras, ele estará apto a perguntar o preço, pedir por mais opções de modelos e cores, negociar descontos e finalizar a compra.

 

Porém, mesmo dominando grande parte da língua, há vários elementos que denunciam a não proficiência no idioma, como a pronúncia inadequada ou muito influenciada pela língua materna e um vocabulário pobre. O estudante também pode saber utilizar somente um tipo de estrutura da língua e ter termos gramaticais limitados, gerando um entendimento parcial da mensagem por parte do receptor.

 

Consequentemente, o aluno intermediário “sobrevive” quando interage. E é aí que reside o problema. Já que ele conta com os recursos de comunicação básicos para interagir, a tendência é que fique acomodado em um zona de conforto e estabilidade, evitando os voos mais altos.

 

Porém, há dados de realidade que colocam em perspectiva essa visão de “lugar seguro”. Em primeiro lugar, cada vez mais o mercado de trabalho exige conhecimentos avançados ou fluência em inglês, especialmente para as posições mais bem pagas e disputadas. A razão está nas relações de trabalho, que hoje são cada vez mais globalizadas, especialmente quando se almeja um cargo em uma multinacional ou empresas nacionais de grande porte. Em inúmeras companhias que fazem parte de conglomerados internacionais, não é incomum que seu chefe trabalhe e resida em outro país. Portanto, comunicar- se bem em inglês virou uma habilidade essencial.

 

Quando se almeja uma especialização, seja através de um mestrado, doutorado, PhD ou mesmo um MBA, há uma coletânea de livros e artigos de vanguarda que são publicados no idioma. Ou seja, a língua inglesa é um veículo de propagação do conhecimento mais apurado e recente em nível mundial.

 

Como ter proficiência em inglês

Para acabar com esse problema e começar o próximo ano evoluindo nos estudos de idioma, veja algumas orientações:

 

- Para reforçar o vocabulário leia bastante e tome notas das expressões usadas e compare-as com aquelas que você vê em seriados ou filmes. Tente identificar e compreender o que nativos ou falantes proficientes da língua usam em determinados contextos (bares, restaurantes, ambiente familiar e profissional, etc) e busque replicá-las sempre que tiver chance (no curso de inglês ou com amigos que falam a língua).

 

- Tenha um bom livro de gramática, mas não limite-se a fazer somente exercícios. Busque entender como a gramática é realmente usada em situações de conversação.

 

- Escute músicas em inglês, especialmente aquelas que fazem sucesso e tocam a todo instante. Essa é uma maneira de fixar o vocabulário e expressões. Busque a letra da música na internet e estude as expressões usando dicionários online. Isso vai te ajudar a entender o que está cantando e melhorar a retenção de expressões e vocabulário.

 

- Caso já esteja no mercado de trabalho ou na faculdade, busque livros que sejam de seu interesse e passe a estudar esses materiais em inglês. Hoje há vários sites na internet que vendem livros usados e os enviam para o Brasil por um preço acessível. Quanto mais livros você ler em inglês, mais você irá se acostumar com as expressões e mais veloz será a sua leitura.

 

- Há ainda a opção de cursos de inglês, sendo essencial apostar escolher uma escola de excelência. Isso pode ser detectado pela qualidade do material didático, pela abordagem séria e realista por parte do comercial da escola (fuja de escolas que prometem milagres) e pela qualificação dos professores.

 

Em um curso regular, para sair do nível intermediário e consolidar o avançado é necessário, em média, de um a dois anos de estudo sério. Ou seja, não há formulas milagrosas.

 

Portanto, planeje-se. Essa é a melhor época do ano para se organizar, entender quais são as suas possibilidades e como você pode deixar a tão temida zona de conforto do nível intermediário. Faça um plano para 2016 e comece a implantá-lo já no dia primeiro de janeiro. O primeiro passo é o mais importante!

 

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.