text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

24 milhões de crianças em zonas de conflito estão longe das escolas, diz Unicef

      
<p>Um <strong>relatório divulgado pela Unicef</strong>, no início deste mês, apontou que quase <strong>24 milhões de crianças que moram em zonas de conflito estão fora da escola</strong>. O estudo foi feito com mais de 109 milhões de alunos da <strong><a title=Os 5 melhores países do mundo para estudar href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/01/04/1135144/5-melhores-paises-mundo-estudar.html>educação primária e secundária, em 22 países em situação de guerra</a></strong>. O número representa uma relação de uma criança fora da escola para cada quatro que estão frequentando as aulas.</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/18/1133829/garota-afega-passou-5-anos-vestindo-menino-poder-estudar.html>» <strong>Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Professora afegã ganha prêmio de educação no Catar href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/11/09/1133473/professora-afega-ganha-premio-educacao-catar.html>» <strong>Professora afegã ganha prêmio de educação no Catar</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p>A Unicef estima que os números possam ser ainda maiores, já que, por conta da instabilidade nas regiões, não foi possível coletar os dados com precisão.</p><p> </p><p>O Sudão do Sul, localizado no nordeste da África, foi o país com a <strong>maior proporção de crianças privadas de educação</strong>: 51% estão longe do ambiente escolar. Em seguida, vem a Nigéria, com 47%, o Sudão, com 41%, e o Afeganistão, com 40%.</p><p> </p><p> </p><p>Somente o grupo terrorista Boko Haram, que atua em regiões africanas, como a Nigéria, já afastou mais de um milhão de crianças das escolas. Nos últimos 4 anos, a <strong>guerra civil na Síria</strong> também tirou 2 milhões das salas de aula, de acordo com a pesquisa.</p><p> </p><p>Para a Unicef, os longos períodos de conflito podem contribuir para crises econômicas e sociais nos países envolvidos, já que as crianças ficam impedidas de aprender conhecimentos básicos, como ler e escrever.</p>
Fonte: Shutterstock

Um relatório divulgado pela Unicef, no início deste mês, apontou que quase 24 milhões de crianças que moram em zonas de conflito estão fora da escola. O estudo foi feito com mais de 109 milhões de alunos da educação primária e secundária, em 22 países em situação de guerra. O número representa uma relação de uma criança fora da escola para cada quatro que estão frequentando as aulas.

 

Você pode ler também:

» Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar
» Professora afegã ganha prêmio de educação no Catar
» Todas as notícias de Educação

 

A Unicef estima que os números possam ser ainda maiores, já que, por conta da instabilidade nas regiões, não foi possível coletar os dados com precisão.

 

O Sudão do Sul, localizado no nordeste da África, foi o país com a maior proporção de crianças privadas de educação: 51% estão longe do ambiente escolar. Em seguida, vem a Nigéria, com 47%, o Sudão, com 41%, e o Afeganistão, com 40%.

 

 

Somente o grupo terrorista Boko Haram, que atua em regiões africanas, como a Nigéria, já afastou mais de um milhão de crianças das escolas. Nos últimos 4 anos, a guerra civil na Síria também tirou 2 milhões das salas de aula, de acordo com a pesquisa.

 

Para a Unicef, os longos períodos de conflito podem contribuir para crises econômicas e sociais nos países envolvidos, já que as crianças ficam impedidas de aprender conhecimentos básicos, como ler e escrever.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.