text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Escolas inglesas podem proibir o uso do véu por alunas muçulmanas

      
Fonte: Shutterstock

A secretária de Educação do governo da Inglaterra, Nicky Morgan, declarou, recentemente, que é uma escolha das escolas do país proibir, ou não, o uso do véu por alunas muçulmanas, principalmente do véu que cobre a boca das meninas, desde que tenha objetivo pedagógico.

 

Você pode ler também:

» 24 milhões de crianças em zonas de conflito estão longe das escolas, diz Unicef
» Garota afegã passou 5 anos se vestindo de menino para poder estudar
» Todas as notícias de Educação

 

A declaração foi feita após uma polêmica levantada por Sir Michael Wilshaw, inspetor chefe das escolas da Inglaterra, que disse que as vestes religiosas que cobrem a face podem, às vezes, representar um problema de comunicação.

 

Em entrevista à rede BBC, nesta terça-feira (19), a secretária Morgan disse que o governo não tem o direito de dizer às pessoas como elas devem se vestir, já que isso vai de encontro aos valores do país e também contra a liberdade. No entanto, segundo Nicky Morgan, em alguns casos a escola faz questão de seguir uma política de uniformes e pode, sim, exigir que alunas e professoras não utilizem o véu.

 

“Além disso, sobretudo quando se trata da alfabetização das crianças, é muito importante que os alunos vejam o movimento dos lábios do professor, e vice-versa, para que haja aprendizado e entendimento completo da matéria”, complementa.

 

Morgan também fez um apelo à comunidade muçulmana, para que eles entendam a medida e compreendam que é essencial para a sociedade garantir que as mulheres sejam tratadas de forma igualitária e justa, para que não haja retrocessos.

 

Você concorda com a opinião da secretaria de educação? Deixe sua opinião nos comentários!


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.