text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Justiça determina nova correção da redação de candidato com paralisia cerebral

      
Fonte: Universia Brasil

A Justiça Federal do estado de Alagoas determinou que o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) refaça a correção da redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de um candidato com paralisia cerebral e hidrocefalia.

 

Você pode ler também:

» Instituto português está com inscrições abertas para alunos do Enem
» 1º colocado em Direito na Fuvest 2016 dá dicas para vestibulandos
» Todas as notícias de Educação

 

Felipe Alves Pereira, 20, prestou a última edição do Enem e tirou nota zero na prova de redação, cujo tema foi "A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira". A nota impossibilitou a participação do candidato no Sistema de Seleção Unidifcada (Sisu), que dá acesso ao ensino superior público.

 

A mãe de Felipe, Mônica Nunes, que mora junto com o estudante no município alagoano de Arapiraca, ficou indignada com o resultado do exame e entrou com um pedido na justiça, exigindo uma nova correção da prova de redação. Além disso, Mônica escreveu um texto no Facebook questionando os critérios de correção utilizados pelo Inep.

 

“Aquela nota foi difícil digerir. Aliás, a ausência dela. Vocês conseguiram, fui dormir em exaustão de chorar. Mas pela manhã já me refiz para dizer: vocês não sabem ler. Não a vida que ele escreve. Ele ficou seis horas numa sala, escreveu 30 linhas e, do seu jeito, disse que mulheres não merecem ser agredidas. Mas vocês não entenderam”, disse a mãe.

 

O juiz responsável pelo caso considerou contraditório o Inep permitir a inscrição do candidato, oferecer critérios e condições especiais para que ele realize as provas, mas julgá-lo da mesma forma que fez com os outros participantes. Agora, foi determinado um prazo de 30 dias para que seja refeita a correção.

 

Em nota, o Inep disse que ainda não recebeu uma notificação sobre a decisão, mas que irá recorrer.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.