text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Conheça 2 inovações que podem ser aplicadas na sala de aula

      
<p>Por causa das novas demandas dos estudantes, os professores dedicam-se cada vez mais para conseguir criar maneiras de mantê-los atentos e aprendendo. Além de potencializar a criatividade dos docentes, há ferramentas que podem facilitar o aumento do interesse dos estudantes pelos conteúdos.</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a title=“Inovar não requer grandes investimentos financeiros”, diz especialista href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/04/04/1137955/inovar-requer-grandes-investimentos-financeiros-diz-especialista.html>» <strong>“Inovar não requer grandes investimentos financeiros”, diz especialista</strong></a><br/><a title=Inovação: smartphones e outros gadgets para estudantes href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/03/28/1137741/inovacao-smartphones-outros-gadgets-estudantes.html>» <strong>Inovação: smartphones e outros gadgets para estudantes </strong></a><br/><a title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p>A inovação dentro da sala de aula torna-se uma das saídas mais eficientes para manter a atenção dos estudantes. Durante a feira <strong>Bett Educar Brasil 2016</strong>, que aconteceu dos dias 18 a 21 de maio, os professores puderam ter contato com uma série de equipamentos que podem mudar a experiência do aluno dentro da sala de aula. <strong> Confira dois deles a seguir:</strong></p><p> </p><p><strong> 1 – Na Real Educação Imersiva</strong></p><p>A ideia centra da inovação é unir a tecnologia ao ensino, trazendo uma nova plataforma que usa a realidade virtual como princípio. Os estudantes poderiam aprender sobre 10 temas distintos de atualidades, sendo a dengue, a poluição e as drogas alguns deles. O conceito básico é que cada assunto seja mostrado por um vídeo de cerca de 5 minutos.</p><p> </p><p>O material é voltado especialmente para os alunos do 6º ao 9º ano. Por ser criado com base na tecnologia da realidade virtual, os estudantes poderão assistir a vídeos em 360°, utilizando seus <em>smartphones</em> acoplados a óculos especiais. Segundo <strong>Eliane Guetter, vice-presidente da empresa Positivo Informática Tecnologia Educacional</strong>, o foco é sempre encontrar algo que empolgue os alunos.</p><p> </p><p>Para explicar como o “na Real” funciona, explicou que o aluno passa a ficar imerso em outra realidade. “O aluno é imerso em uma situação que o impacto de estar vivenciado aquilo vai de alguma forma alterar sua percepção. Com a realidade virtual você pode fazer um mergulho nos locais onde o fato está acontecendo e mostrar para os estudantes”.</p><p> </p><p><strong> 2 – Pense Matemática</strong></p><p>Considerando que muitos estudantes têm dificuldades para aprender matemática, outro material que pode ser utilizado em sala de aula é a plataforma “Pense Matemática”. Para Eliane, “o objetivo é despertar a percepção de como a matemática está presente no cotidiano e também sua importância, estimulando os alunos a adquirir confiança em usar a criatividade para propor diferentes caminhos para resolver problemas”.</p><p> </p><p>O programa é destinado ao Ensino Infantil e Fundamental 2, sendo que cada série poderá encontrar exercícios que condigam com o conteúdo que aprenderam até aquele momento letivo. Dentre os tópicos que podem ser melhorados por meio do uso dessa tecnologia estão o senso numérico, a investigação, a fluência matemática e a resolução de problemas.</p><p> </p>
Fonte: Shutterstock

Por causa das novas demandas dos estudantes, os professores dedicam-se cada vez mais para conseguir criar maneiras de mantê-los atentos e aprendendo. Além de potencializar a criatividade dos docentes, há ferramentas que podem facilitar o aumento do interesse dos estudantes pelos conteúdos.

 

Você pode ler também:
» “Inovar não requer grandes investimentos financeiros”, diz especialista
» Inovação: smartphones e outros gadgets para estudantes
» Todas as notícias de Educação

 

A inovação dentro da sala de aula torna-se uma das saídas mais eficientes para manter a atenção dos estudantes. Durante a feira Bett Educar Brasil 2016, que aconteceu dos dias 18 a 21 de maio, os professores puderam ter contato com uma série de equipamentos que podem mudar a experiência do aluno dentro da sala de aula. Confira dois deles a seguir:

 

1 – Na Real Educação Imersiva

A ideia centra da inovação é unir a tecnologia ao ensino, trazendo uma nova plataforma que usa a realidade virtual como princípio. Os estudantes poderiam aprender sobre 10 temas distintos de atualidades, sendo a dengue, a poluição e as drogas alguns deles. O conceito básico é que cada assunto seja mostrado por um vídeo de cerca de 5 minutos.

 

O material é voltado especialmente para os alunos do 6º ao 9º ano. Por ser criado com base na tecnologia da realidade virtual, os estudantes poderão assistir a vídeos em 360°, utilizando seus smartphones acoplados a óculos especiais. Segundo Eliane Guetter, vice-presidente da empresa Positivo Informática Tecnologia Educacional, o foco é sempre encontrar algo que empolgue os alunos.

 

Para explicar como o “na Real” funciona, explicou que o aluno passa a ficar imerso em outra realidade. “O aluno é imerso em uma situação que o impacto de estar vivenciado aquilo vai de alguma forma alterar sua percepção. Com a realidade virtual você pode fazer um mergulho nos locais onde o fato está acontecendo e mostrar para os estudantes”.

 

2 – Pense Matemática

Considerando que muitos estudantes têm dificuldades para aprender matemática, outro material que pode ser utilizado em sala de aula é a plataforma “Pense Matemática”. Para Eliane, “o objetivo é despertar a percepção de como a matemática está presente no cotidiano e também sua importância, estimulando os alunos a adquirir confiança em usar a criatividade para propor diferentes caminhos para resolver problemas”.

 

O programa é destinado ao Ensino Infantil e Fundamental 2, sendo que cada série poderá encontrar exercícios que condigam com o conteúdo que aprenderam até aquele momento letivo. Dentre os tópicos que podem ser melhorados por meio do uso dessa tecnologia estão o senso numérico, a investigação, a fluência matemática e a resolução de problemas.

 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.