text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisa responde: É melhor ser inteligente ou bondoso?

      
<p>A organização norte-americana <a href=https://kindness.sesamestreet.org/ title=Sesame Street target=_blank>Sesame Street</a> publicou essa semana o <a href=https://kindness.sesamestreet.org/view-the-results/ title=resultado de sua pesquisa target=_blank>resultado de sua pesquisa</a> sobre como a bondade afeta as crianças. A pesquisa falou com professores e pais dos Estados Unidos para saber o que eles achavam mais valioso na educação de crianças: bondade ou desempenho acadêmico?</p><p><span style=color: #333333;><strong>Leia também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/tag/notícias-sobre-educação/ title=Educação>» <strong>Todas as notícias sobre educação</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/10/18/1144699/estudar-tempo-resulta-melhores-salarios-diz-pesquisa.html title=Estudar mais tempo resulta em melhores salários, diz pesquisa>» <strong>Estudar mais tempo resulta em melhores salários, diz pesquisa</strong></a></p><p>A pesquisa foi feita com 2.000 pais e 500 professores. Os pais tinham filhos entre 3 e 12 anos, e os professores ensinavam da pré-escola até a sexta série. O time queria saber <strong>qual a importância que pais e professores davam ao ensino da compaixão nas crianças</strong>. A pesquisa revelou que a importância é grande.</p><p>Entre os professores, 78% afirmou que a bondade é essencial para o sucesso no futuro. Mais do que o sucesso acadêmico. Entre os pais, 73% respondeu a mesma coisa. Mas a pesquisa também apontou um problema: pais e professores se preocupam com a ideia de que o mundo não é bondoso com as crianças.</p><p>Quanto a presença dessas qualidades nas crianças, os professores foram mais generosos que os pais.</p><p><strong>Bondade nas crianças</strong><br/> 73% dos professores acha que sua classe é majoritariamente bondosa<br/> 59% dos pais acha que seus filhos são bondosos</p><p><strong>Habilidade para reflexão nas crianças</strong><br/> 52% dos professores acha que sua classe é majoritariamente reflexiva<br/> 46% dos pais acha que seus filhos são reflexivos</p><p><strong>Vontade de ajudar nas crianças</strong><br/> 65% dos professores acha que sua classe tem vontade de ajudar<br/> 40% dos pais acha que seus filhos têm vontade de ajudar</p><p>A pesquisa perguntou aos professores se o comportamento dos pais era adequado para formar crianças bondosas e respeitosas, e a resposta foi que não. <strong>44% dos professores acredita que os pais estão criando as crianças para serem respeitosas</strong>, e apenas <strong>34% afirmou que a educação formaria indivíduos empáticos e bondosos</strong>. Os pais, por outro lado, acreditam que estão fazendo a sua parte. 75% afirmou que fala com seu filho pelo menos uma vez por semana sobre ver as coisas sobre a perspectiva do outro. 88% acredita que seu filho é bondoso.</p>
Fonte: Shutterstock

A organização norte-americana Sesame Street publicou essa semana o resultado de sua pesquisa sobre como a bondade afeta as crianças. A pesquisa falou com professores e pais dos Estados Unidos para saber o que eles achavam mais valioso na educação de crianças: bondade ou desempenho acadêmico?

Leia também:
» Todas as notícias sobre educação
» Estudar mais tempo resulta em melhores salários, diz pesquisa

A pesquisa foi feita com 2.000 pais e 500 professores. Os pais tinham filhos entre 3 e 12 anos, e os professores ensinavam da pré-escola até a sexta série. O time queria saber qual a importância que pais e professores davam ao ensino da compaixão nas crianças. A pesquisa revelou que a importância é grande.

Entre os professores, 78% afirmou que a bondade é essencial para o sucesso no futuro. Mais do que o sucesso acadêmico. Entre os pais, 73% respondeu a mesma coisa. Mas a pesquisa também apontou um problema: pais e professores se preocupam com a ideia de que o mundo não é bondoso com as crianças.

Quanto a presença dessas qualidades nas crianças, os professores foram mais generosos que os pais.

Bondade nas crianças
73% dos professores acha que sua classe é majoritariamente bondosa
59% dos pais acha que seus filhos são bondosos

Habilidade para reflexão nas crianças
52% dos professores acha que sua classe é majoritariamente reflexiva
46% dos pais acha que seus filhos são reflexivos

Vontade de ajudar nas crianças
65% dos professores acha que sua classe tem vontade de ajudar
40% dos pais acha que seus filhos têm vontade de ajudar

A pesquisa perguntou aos professores se o comportamento dos pais era adequado para formar crianças bondosas e respeitosas, e a resposta foi que não. 44% dos professores acredita que os pais estão criando as crianças para serem respeitosas, e apenas 34% afirmou que a educação formaria indivíduos empáticos e bondosos. Os pais, por outro lado, acreditam que estão fazendo a sua parte. 75% afirmou que fala com seu filho pelo menos uma vez por semana sobre ver as coisas sobre a perspectiva do outro. 88% acredita que seu filho é bondoso.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.