text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Tema da redação do Enem 2016 pode causar confusão, diz professora

      

Universia Enem: plataforma gratuita de estudos

Conheça aqui a plataforma

O combate à intolerância religiosa foi o tema da prova de redação do Enem 2016, aplicada neste domingo (6).

Leia também:
» Gabaritos e correção Enem 2016 [Oficina do Estudante]
» Tudo sobre as provas do Enem 2016

O Enem exigiu que os candidatos escrevessem um texto dissertativo-argumentativo de, no máximo, 30 linhas apontando os “caminhos para combater a intolerância religiosa no Brasil” finalizando com uma proposta de intervenção para o problema abordado.

“Foi um tema excelente, mas pode causar confusão. Os estudantes que defenderem seu credo podem reprovar no Enem. O correto é pensar em perspectivas de combate com uma proposta de intervenção aliada aos direitos humanos”, disse Saray Azenha, diretora pedagógica do curso pré-vestibular Oficina do Estudante, de Campinas.

“Foi um tema bastante pertinente. Os candidatos não devem ter encontrado dificuldade para escrever. O aluno não podia apenas discutir o assunto, mas exercer a sua cidadania apresentando ao menos duas propostas de intervenção”, completou a professora Maria Aparecida Custodia, do Laboratório de Redação do Objetivo, de São Paulo.

Ao final de cada dia de prova, a partir das 19h, os professores do Oficina do Estudante estarão em uma maratona de correção que será publicada em tempo real. Todos os resultados estarão no portal e nas páginas da Universia Brasil no Facebook e no Twitter. Quem quiser pode enviar suas próprias dúvidas via Twitter para o perfil @UniversiaBrasil e com a hashtag #UniversiaNoEnem.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.