text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

3 formas simples de ser bem mais criativo

      
Fonte: Shutterstock

Se você está entrando no mercado de trabalho com certeza já foi informado de que os melhores empregos exigem mentes criativas e com potencial para gerar inovação. O problema é: como ser criativo sem fracassar, ficar com cara de bobo, ou repetir a “criatividade” já trilhada por muitos antes de você? Não existe receita mágica para a inovação, mas você pode fazer algumas coisas no seu cotidiano para impulsionar o lado criativo do seu cérebro. Veja as dicas a seguir:

Leia também:
» Todas as notícias sobre empreendedorismo universitário
» 7 discretas qualidades que são essenciais para o sucesso

1. Crie seus próprios “E se...”
Bons inovadores não criam as suas ideias do nada. Eles começam com um objeto preexistente, e fazem questionamentos para mudar o conceito da coisa e torna-la algo novo. Steve Jobs não inventou o smartphone, ele só pegou um celular e fez uma pergunta simples: “Como posso melhorar isso?”.

Mas Jobs já usou essa receita, e portanto a sua inovação deve começar de forma diferente. Não adianta pegar o mesmo objeto e fazer a mesma pergunta. O segredo da inovação é se inspirar nas histórias de sucesso, mas só parcialmente. Elas devem, acima de tudo, se encaixar à sua realidade e aos seus interesses, modo de pensar e ao time do qual você faz parte. Comece com essas três perguntas simples:

• O que aconteceria se eu mudasse isso?
• O que eu mudaria ou melhoraria se eu quisesse usar esse objeto em 10 anos?
• O que eu faria se tivesse um investimento alto para melhorar esse objeto?

Essas perguntas podem ser ferramentas poderosas para quem quer pensar diferente, mas elas não devem ser feitas só porque você leu que elas funcionam. Elas devem se adaptar à sua realidade. É importante exercitar essas habilidades através da repetição, se não dessas perguntas, dos seus próprios questionamentos.

2. Treine sonhar
Um grande paradoxo para o pensamento criativo é que ele não é diretamente relacionado com inteligência ou conhecimentos tradicionais. Na verdade, grande parte de ser criativo vem da prática. Com uma frequência cada vez maior somos obrigados a focar completamente na tarefas (ou tarefas) com as quais lidamos imediatamente, e no fim do dia a ideia mais criativa que temos é parar um pouco para assistir televisão.

Tente mudar essa rotina e, enquanto você trabalha ou se diverte, aplique as três perguntas à ação. Isso permite que a sua mente adquira o hábito de sonhar, que é parte fundamental de ser criativo.

3. Arranje tempo para pensar criativamente
Qualquer livro sobre criatividade defende que você reserve tempo para pensar em inovação. O Google, por exemplo, pede que seus times usem 20% do seu tempo para trabalhar em novos projetos.

O problema é que a criatividade pode não aparecer na hora que lhe foi reservada, e as ideias podem (decepcionantemente) não estourar como pipoca na sua frente. Existem duas razões para isso acontecer. A primeira é que as pessoas não praticam a criatividade, a segunda é que elas não focam em ter ideias coesas.

Para resolver esse problema, distribua seu tempo criativo. Talvez seja uma hora por dia ou por semana voltada para pensar criativamente sobre algo especifico. Isso não significa parar o que você está fazendo e olhar para o vazio. Use o seu tempo de transporte, ou durante atividades leves.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.