text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Encorajar as crianças a dizer o que sentem pode ajudar na sala de aula

      
Falar o que sente é o caminho para combater males como o bullying
Falar o que sente é o caminho para combater males como o bullying  |  Fonte: Shutterstock

Muitas vezes, as crianças acabam por guardar o que estão sentindo e alguns problemas podem passar batidos por pais e professores. Cada vez mais é comum que os pequenos sofram de males como estresse e depressão. Em grande parte das ocasiões, tais questões podem ser notadas – e também cuidadas – com uma simples conversa.

Leia também:
» Em pesquisa, crianças ao redor do mundo avaliam educação em seus países
» Lição de casa pode fazer mal a crianças pequenas, diz estudo

A principal lição vinda do incentivo às crianças a falar é o combate ao bullying. Alunos que sentem a liberdade de expressar como estão sentindo são mais seguros e acreditam mais que, caso estejam passando por uma situação assim, um adulto poderá ajudar.

O método para se fazer isso, porém, nem sempre parece simples aos educadores. Não basta dizer que você está disponível para escutá-los, é preciso fazer com que eles compreendam isso no dia a dia, durante atividades. Brincadeiras que inspirem a confiança e até mesmo livros podem ser grande aliados.

A ideia é que falar sobre os próprios sentimentos passe a ser algo natural para as crianças. Atividades lúdicas, que expliquem ao aluno que algumas coisas só podemos saber quando verbalizadas pode ajudar. Pode ser um jogo com palavras ou até mesmo desenhos, vai da imaginação do professor.

Incentivar às crianças a exporem seus sentimentos faz com que questões como o bullying sejam combatidas, mas também alguns transtornos psicológicos sejam notados precocemente, sendo tratados também mais cedo. Auxilia a dinâmica da própria classe e permite também ao educador saber se o seu método de ensino atinge os alunos da melhor maneira.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.