Notícias

Os melhores livros de 2016 para empreendedores

      
Os melhores livros de 2016 para empreendedores
Os melhores livros de 2016 para empreendedores  |  Fonte: Shutterstock

Começar o próprio negócio é a vontade de 76% dos jovens universitários, mas não é por acaso que a maioria deles nunca coloca a ideia em prática.

O empreendedorismo exige conhecimento, o que dificilmente é aprendido só na prática. [Conheça a trilha de formação para jovens empreendedores publicada pela Universia Brasil em parceria com a HSM Experience].

Para começar o seu negócio com uma base forte, aprenda com o que tem de melhor e mais novo. A seguir está a lista dos melhores livros sobre empreendedorismo de 2016, todos eles tão “fresquinhos” que ainda nem foram traduzidos para o português:

1. #ASKGARYVEE - GARY VAYNERCHUK
Subtítulo: A ideia de um empreendedor sobre liderança, mídias sociais, e autoconhecimento

Por que você deveria ler: Esse livro é inspirador, divertido e cheio de novas ideias. Ele vai ajudar você a se comprometer com a sua carreira e o seu negócio com um novo entusiasmo.

Melhor trecho: “Existem muitas pessoas que são medianas no que fazem, e que ficam confusas com os resultados medianos que obtém... Se tem algum conselho que eu possa oferecer que vai mudar a trajetória da sua carreira, é que você comece a se esforçar de todos os lados. Aumente o critério na sua filosofia de negócio, cave mais fundo na sua arte. Você quer ser um bom arquiteto na mesma medida que quer ser um bom pedreiro. Você deve ser capaz de simultaneamente pensar alto e colocar as mãos na massa”.

2. VENTURE DEALS - BRAD FELD E JASON MENDELSON
Subtítulo: Seja mais esperto que o seu advogado e capitalista de risco

Por que você deveria ler: Fique avisado, essa não é uma leitura fácil. Porém, ele contém os conhecimentos cruciais para quem está considerando entrar no capitalismo de risco como estratégia de crescimento.

Melhor trecho: “Mesmo que fosse desejável que o capitalismo de risco pudesse ser feito com um acordo sobre o preço, um aperto de mãos e um curto acordo legal, isso raramente acontece. E mesmo que tenham havido várias tentativas de fazer um contrato padrão ao longo dos anos, a proliferação de advogados, capitalistas de risco e empreendedores, assim como um crescente número de investimentos, não deixou que isso acontecesse”.

3. BORN FOR THIS – CHRIS GUILLEBEAU
Subtítulo: Como achar o trabalho que você foi destinado a fazer

Por que você deveria ler: É impossível aconselhar quem não sabe o que quer, por isso esse livro pode ser uma ótima ferramenta. Ele ajuda você a se centrar no que realmente quer fazer, depois disso fazer um negócio ao redor dessa atividade é só um detalhe.

Melhor trecho: “Você já perdeu a noção de tempo quando imerso num projeto que ama? Você já fez parte de alguma atividade na qual era pago, mas que faria de graça sem problemas? Vamos chamar isso de fluxo condicional: a arte de maximizar habilidades e se perder em algo em que você sabe fazer bem. Essa condição, assim como dinheiro e felicidade, é essencial para o trabalho que você foi destinado a fazer. Existem várias coisas que nós fazemos mais ou menos bem ou até razoavelmente bem. Trabalho no fluxo é diferente. Você não faz meio bem ou razoavelmente bem: você faz ele muito bem. É algo que vem naturalmente e com facilidade para você. Quando você faz esse tipo de trabalho, outras pessoas ficam impressionadas com a facilidade com que você parece atingir ótimos resultados”.

4. THE THIRD WAVE – STEVE CASE
Subtítulo: A visão de um empreendedor sobre o futuro

Por que você deveria ler: As visões de Case sobre a tecnologia não são particularmente inovadoras, mas ler o livro é essencial para quem está entrando na área. Ele mostra quais são as ideias consolidadas na área, e pode ajudar quem planeja investir ou trabalhar com tecnologia.

Melhor trecho: “A terceira onda é uma era em que a internet deixa de pertencer às companhias de internet. É uma era em que produtos vão precisar da internet, mesmo que ela não os defina. É quando o termo ‘compatível com a internet’ vai soar tão ridículo quanto ‘compatível com eletricidade’, como se algum deles fosse um diferenciador. É uma era em que o conceito de internet das coisas – de adicionar sensores conectados aos produtos – vai ser vista como muito limitadora porque perceberemos que algo muito mais amplo está emergindo”.

5. MAIN STREET ENTREPRENEUR - MICHAEL GLAUSER
Subtítulo: Construa a sua companhia dos sonhos fazendo o que você gosta, onde você mora

Por que você deveria ler: Muita gente pensa no empreendedorismo em termos de um “tanque de tubarões”, mas a maioria das startups são negócios locais criados para servir uma necessidade local. Esse livro é excelente para empreendedores que não têm a pretensão de ser o próximo Zuckerberg.

Melhor trecho: “Quase 90% dos perguntados viam pequenos negócios favoravelmente, com 53% deles dando uma avaliação ‘muito favorável’. Adicionalmente, quase metade dos norte-americanos diz que donos que pequenos negócios possuem padrões morais elevados; só 6% diz isso sobre CEOs de grandes corporações. Talvez mais importante, dois terços de nós preferiríamos comprar num negócio pequeno mesmo se os preços forem um pouco mais altos”.

Saiba tudo sobre empreendedorismo universitário e o universo empreendedor!


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.