text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Pesquisa mostra que a jornada semanal de 40 horas é coisa do passado

      
Pesquisa mostra que a jornada semanal de 40 horas é coisa do passado
Pesquisa mostra que a jornada semanal de 40 horas é coisa do passado  |  Fonte: Shutterstock

Se o seu trabalho envolve entrar às 9 e sair às 18h, boa sorte para achá-lo. De acordo com uma pesquisa feita pela EY, pessoas ao redor do mundo estão trabalhando muito mais do que as gerações passadas.

Nessa pesquisa foram entrevistados 9.700 adultos entre as idades de 18 e 67 anos, e as respostas deles mostraram que trabalhar oito horas é uma realidade do passado. Quase metade (46%) dos administradores ao redor do mundo reportaram trabalhar mais de 40 horas por semana, e 40% diz que suas horas aumentaram nos últimos cinco anos.

Os norte-americanos estão indo particularmente mal: 58% dos seus administradores reportaram trabalhar mais de 40 horas por semana. O único país em que as pessoas trabalham ainda mais é o México, onde 61% diz a mesma coisa. O Brasil fica um pouco atrás, com 51% dos administradores afirmando trabalhar mais de 40 horas por semana. Para comparação, na China só 19% dos administradores diz trabalhar assim.

A pesquisa mostra que os pais viram as suas horas aumentar mais que aqueles que não têm filhos. Entre administradores, 41% dos pais que trabalham em tempo integral dizem que suas horas aumentaram nos últimos 5 anos, enquanto 37% de quem não tem filhos disse a mesma coisa.

Não é surpresa, portanto, que um terço dos trabalhadores tenha dito que ficou difícil balancear o trabalho e a família nos últimos 5 anos. Na verdade, enquanto a maioria das pessoas disse valorizar a flexibilidade no trabalho, aproximadamente 10% dos trabalhadores americanos que implementaram uma jornada de trabalho flexível dizem ter sofrido consequências negativas, como ter uma promoção negada, como resultado.

As companhias precisam repensar suas políticas para horários flexíveis se querem manter seus trabalhadores. Mais de dois terços dos participantes da pesquisa diz que consideraria largar o emprego se o seu chefe não lhe permitisse um trabalho mais flexível.

Veja mais sobre emprego, carreira e dicas sobre o tema.

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.