text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Por que estudar Engenharia Têxtil

      
Por que estudar Engenharia Têxtil
Por que estudar Engenharia Têxtil  |  Fonte: Universia Brasil

Fique por dentro da sua futura carreira

Visite aqui o Universia Profissões

Com campo de atuação bastante amplo, a Engenharia é uma ótima opção de curso universitário para quem se identifica com as matérias das ciências exatas. Além da afinidade com números e cálculos, um bom engenheiro deve ser criativo e usar suas habilidades para criar soluções inovadoras para problemas do dia a dia.

Se você gosta da área, mas ainda não sabe para qual especialização seguir, comece a fazer pesquisas sobre cada um dos segmentos disponíveis. Para ajudar nessa escolha, confira a seguir tudo que você precisa saber sobre a Engenharia Têxtil.

O QUE FAZ UM ENGENHEIRO TÊXTIL

O engenheiro têxtil atua na produção da indústria de tecidos. Além de projetar equipamentos, ele controla os gastos, etapas de fabricação e ainda pode prestar assessoria a empresas do setor. Além disso, é possível trabalhar na área de pesquisa, analisando e criando novos materiais, que podem trazer resultados mais positivos para o mercado do que os já existentes.

Por causa da alta competitividade dos produtos asiáticos, principalmente chineses, é fundamental que os engenheiros têxteis se preocupem sempre em aprender mais e aplicar novas tecnologias e técnicas nos seus produtos. Dessa forma, conseguem se destacar no mercado e, consequentemente, recebem maior espaço.

GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA TÊXTIL

Para tornar-se um engenheiro têxtil, o profissional pode optar pela graduação, que tem duração média de 5 anos, ou por um tecnólogo, que costuma durar 3 anos. Os cursos técnicos podem ter especializações diferentes e, por isso, é importante analisar como funciona o da instituição de ensino que o aluno irá ingressar. Durante o bacharelado, o estudante entrará em contato com disciplinas básicas à Engenharia, como Matemática, Física e Química.

Além disso, também existem aquelas específicas, voltadas à área têxtil. Entre elas estão Controle Estatístico de Qualidade, Instalações Industriais Têxteis, Fibras Têxteis, entre outras que fazem com que o estudante conheça tanto os materiais, como saibam analisar suas características específicas e qualidade.

Para que o estudante tenha uma formação completa, ele tem diversas aulas práticas durante a graduação. Além disso, o estágio supervisionado faz parte das atividades que o aluno precisa realizar para conseguir o diploma de engenheiro têxtil. Quanto mais experiências os estudantes conseguirem acumularem durante o curso, estarão mais bem preparados para enfrentar o mercado de trabalho e, consequentemente, conseguirem uma vaga quando recém-formados.

Conheça a série Por que Estudar sobre as principais profissões

Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.