text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Estudando na Austrália: tudo que você precisa saber sobre o dia a dia no país

      
Estudando na Austrália: tudo que você precisa saber sobre o dia a dia no país
Estudando na Austrália: tudo que você precisa saber sobre o dia a dia no país  |  Fonte: Shutterstock
Acompanhe tudo sobre a Expo Educação Austrália e Nova Zelândia e fique por dentro

Estudar na Austrália é o sonho de muita gente. Além da infraestrutura, o país possui uma vasta fauna e flora e é muito receptivo a estrangeiros. Direto da Expo Educação Austrália e Nova Zelândia, a Universia Brasil tem algumas dicas sobre tudo o que você precisa saber antes de ir estudar na terra dos cangurus. Confira!

A INTERAÇÃO COM OS AUSTRALIANOS

Apesar de ser um país muito aberto aos estrangeiros, a Austrália requer que você se empenhe para conhecer realmente seus habitantes. Isso porque, em geral, os australianos que permanecem no país tendem a ficar nas cidades em que nasceram, o que gera círculos muito próximos de amizade. Mas não se desespere! É totalmente possível fazer amizade com quem nasceu no país! A dica de quem já foi é não ficar preso a grupos somente de brasileiros e buscar realizar ao máximo atividades extracurriculares. Isso aumentará a sua chance de ter amigos locais.

TRABALHAR NA AUSTRÁLIA

Ir para a Austrália de modo não turístico requer que você seja estudante. Quer seja em um curso de inglês, uma graduação ou um mestrado, é necessário estudar algo para poder ficar no país – claro que isso muda se uma empresa de lá convidar você ou se uma empresa daqui te enviar pra lá. Porém, o governo australiano autoriza que estudantes trabalhem até 20 horas semanais.

Em geral, quem está estudando no país trabalha em agências de turismo, restaurantes, pubs e outros pontos de comércio. Também é possível obter estágios não remunerados, dependendo da universidade para qual você irá. A dica é conseguir indicações. Boa parte dos estrangeiros começa a trabalhar após ser indicados por outras pessoas que viveram a mesma situação, ou seja, nada de ter vergonha! Quanto mais amigos, maiores as chances.

MORADIA

Existem várias opções de moradia para quem vai estudar na Austrália. Algumas universidades oferecem a opção de morar no campus e existem também a possibilidade de morar na casa de famílias australianas, mas boa parte dos estudantes optam por dividir casa com outros alunos. Além de ter um custo inferior, essa opção proporciona a interação com pessoas de outros países e facilita no processo de adaptação. Por ser conhecida como um país forte para o intercâmbio, é muito comum viver com alunos da China, da Índia, do Irã, da Argentina e de diversos países. Em geral, as casas são divididas por até cinco estudantes.

DOMINANDO O INGLÊS

Um dos principais impactos vividos por quem vai para a Austrália é a dificuldade de falar o inglês. Mesmo quem já possui alguns conhecimentos do idioma relata ter alguns problemas no começo. Resultado, talvez, do forte sotaque australiano com o qual não estamos tão acostumados. Mas não tenha medo! Convivendo diariamente com a língua, em um mês o avanço já é bastante significativo. O ideal é praticar sempre que possível. Por isso também o conselho de evitar se misturar apenas com brasileiros: quanto mais gente de outras nacionalidades convivendo com você, maior o uso do inglês no seu dia a dia.

DIFICULDADES E CHOQUE CULTURAIS

A principal dificuldade enfrentada por quem vai estudar na Austrália é a distância da família. Por se tratar de uma viagem cara e bastante longa, é difícil que você consiga fazer visitas ao Brasil ou que seus familiares consigam ir para a Austrália. O clima na Austrália é similar ao brasileiro e, falando em aspectos culturais, assim como por aqui, a Austrália é uma mistura de diferentes culturas – e gastronomias! Logo, esteja pronto para encontrar um pedacinho de cada canto do mundo por lá.

Os estudantes costumam ajudar muito uns aos outros. Seja relacionado ao trabalho, moradia, lugares para ir. Sempre tem alguém disposto a ajudar. A principal dica de quem vai é, no primeiro momento, encontrar um brasileiro que já esteja no país para dar algumas dicas e “situar” você no país. Depois disso, a adaptação se dá naturalmente.

DICAS IMPORTANTES

Aproveite sua ida e se abra para as experiências. Participe de grupos e atividades extracurriculares e, se for possível, viaje pelo país. Use esse período para conhecer pessoas de culturas totalmente diferentes da sua e mantenha a mente aberta. No quesito “hábitos sociais”, o que vale é o bom senso. Seja educado, respeite o ambiente em que você está e não tenha medo de interagir com as pessoas. Ah, claro, não vá embora da Austrália sem fazer ao menos uma aula de surf – mesmo que seja para levar muitos caldos.

EXPO EDUCAÇÃO AUSTRÁLIA E NOVA ZELÂNDIA

A Expo Educação Austrália e Nova Zelândia é uma feira de intercâmbio que acontece em 23, 25, 26 e 28 de março e percorrerá Porto Alegre, Curitiba, São Paulo e Belo Horizonte, respectivamente. A entrada no evento é gratuita. Organizada pela LAE Educação Internacional, consultoria especializada em intercâmbio, a Expo tem como objetivo aproximar os estudantes das universidades da Oceania.

Leia também:
» Qual o perfil do brasileiro que busca bolsas de estudos para a Austrália e Nova Zelândia?
» Três coisas que universidades levam em consideração na hora de dar uma bolsa de estudos


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.