Notícias

As 10 qualidades essenciais de um bom docente

      
Ganhe a confiança dos alunos: será fundamental para a aprendizagem
Ganhe a confiança dos alunos: será fundamental para a aprendizagem
  •  Considerada uma profissão vocacional, a docência deve levar para a sala de aula valores humanos.
  • A empatia do professor é fundamental na aprendizagem.
  • A relação professor-aluno é uma troca, já não existe a postura impositiva.  

Vocação, experiência de vida e pluridisciplinar ou o esforço no trabalho diário durante os estudos para conseguir um bom expediente acadêmico não são suficientes para forjar as qualidades que um bom professor deve ter.

Independentemente de sua qualificação e preparação profissional, o professor deveria ter um perfil que potenciasse suas qualidades, que junto com o trabalho e a dedicação integrassem um profissional mais humano.

1. Gentileza e proximidade

Quebrar o gelo é uma ação indispensável na hora de estabelecer uma relação com o aluno. O professor deve conseguir que seus alunos não se sintam coibidos em participar da aula, de fazer perguntas. Ser aquela figura que faz uma escuta ativa e aconselha é positivo para aprendizagem do grupo.

2. Integridade e autoridade

A palavra “autoridade” pode parecer negativa, principalmente se existe um contraponto com a palavra “simpatia”. Mas o professor deve saber equilibrar a balança e não pecar de excesso de simpatia. Os alunos encontram rapidamente uma brecha para abusar da excessiva confiança.

O respeito deve permanecer como uma referencia por parte do docente, e mesmo que deva ser mútuo, será o professor, quem colocará os limites. Para isto deve manter-se firme quando for necessário e quando a sua posição dentro da sala de aula corra perigo e, claro, sempre longe de qualquer forma de violência.

3. Paciência

Uma das bases da educação atual é de que não há dois indivíduos iguais dentro da sala de aula. Seus ritmos de trabalho, seus comportamentos e todos os fatores externos que possam afetar a sua aprendizagem provocam desfases nas necessidades temporais de aprendizagem de cada um.

Uns precisam de mais tempo do que outros para fazer as tarefas e compreender o que foi visto na sala de aula. O docente deve ser paciente, tanto com os que captam os conceitos rapidamente como com os que precisam de mais tempo para entender o que estão aprendendo, inclusive se há necessidade de voltar a dar uma nova explicação.

4. Entusiasmo e entrega

Entusiasmo e entrega no trabalho diário são qualidades vocacionais do professor. Com vocação, a capacidade de entrega se elevará ao máximo.

Os professores não desenvolvem uma atividade rotineira, sem humanidade e sem paixão pelo que se faz. Os alunos devem receber esse entusiasmo e ser conscientes em todos os momentos de que estão sendo levados a serio e de que o docente não está simplesmente cumprindo com um horário.

5. Humildade

A humildade pode ser até mesmo positiva para manter o respeito e a autoridade porque aumentará a confiança dos alunos no seu professor, tendo-o como uma referência em sala de aula, afinal também se trata de um ser humano que pode cometer erros.

6. Facilidade na comunicação

Saber se expressar deve ser uma característica essencial de um professor. No processo comunicativo que se estabelecerá cada dia em sala de aula, será ele quem fará na maior parte do tempo o papel de emissor da mensagem. Mas também receberá respostas e deve saber mostrar empatia. 

7. Criatividade e decisão

Duas características diferentes, mas que tem que ser levadas em conta em conjunto, pois não serve para nada que um professor seja criativo na hora de enfrentar situações para as que são difícil encontrar uma solução ou fazer propostas didáticas interessantes, caso não tenha poder para decidir para executá-las.

8. Ser aberto e reflexivo

Assim como é importante que o professor tenha criatividades, deve mostrar interesse, ser aberto a receber as ideias criativas. Às vezes podem ser absurdas, mas nem por isso deve mostrar falta de interesse. Nestes casos é importante que se mostre aberto e reflexivo para avaliar a viabilidade das ideias propostas antes de descartá-las.

Na relação com os alunos, muitas vezes receberá respostas ambíguas, que terá que saber avaliar em função do contexto.

9. Esforço

Durante as tarefas individuais, os alunos sempre requerem a observação e o apoio do professor. Além disso, o professor também trabalha em casa, o que não deveria ser um problema, já que este trabalho é mais que nada, uma vocação. O professor averigua, estuda e investiga, tanto dentro como fora da instituição.

10. Segurança em si mesmo

Para ter poder de decisão, o professor deve ser seguro de si mesmo, senão será difícil que se atreva a tomar decisões complexas. Na hora de ter que exercer a sua autoridade e mostrar integridade, essa segurança em si mesmo facilitarão as coisas.



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.