text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Qualificações no currículo: o que incluir para tornar seu perfil mais atraente no mercado

      
qualificações curriculo
Analise bem suas qualificações para fazer seu currículo se destacar  |  Fonte: iStock

Como montar o currículo ideal


Saber construir um currículo é fundamental na hora de conquistar vagas de emprego. Isto pois é na análise curricular que está a primeira fase eliminatória de um processo seletivo. Os recrutadores, assim que recebem o documento, começam a avaliar o candidato.


Um currículo ideal é aquele que consegue se destacar entre os demais. Mas, para que isso aconteça, precisa estar bem estruturado, conter as informações necessárias e, o mais importante: ser preenchido de forma transparente.


Mas, afinal, o que os candidatos selecionados nessa etapa do processo fazem ao elaborar um bom currículo?


Dados pessoais: elemento fundamental 


Sim, existem candidatos que esquecem de colocar seu próprio nome no currículo. O erro é raro, mas esquecer de informar o telefone e um e-mail para contato é muito mais comum do que se imagina.


Com frequência, recebemos currículos sem os dados básicos. Assim, como entraremos em contato sem ter um telefone ou e-mail pessoal? Além disso, os telefones e o e-mail devem ser válidos e atuais. Existem casos de excelentes candidatos eliminados por não responderam ao chamado ou que passaram contatos errados.


O profissional também deve informar no primeiro item do currículo sua idade e seu endereço


Determinando o objetivo profissional


O objetivo profissional muitas vezes é ignorado no currículo, mas é essencial para que os recrutadores entendam se o perfil do candidato se encaixa nos requisitos da vaga. As pessoas parecem ter medo de colocar o que desejam de sua carreira e na empresa para qual estão se candidatando, mas isso é essencial para direcionarmos o candidato para a oportunidade que ele deseja.


Neste item, que pode ser descrito em uma linha, o candidato precisa colocar seus objetivos profissionais e os cargos que espera ocupar – especialmente na organização contratante. Tenha coerência. Se sua última experiência foi como estagiário, por exemplo, seu objetivo não pode se “gerente ou diretor”.


Saiba descrever experiências prévias


Não basta colocar sua formação acadêmica e competências técnicas sem que você as descreva – sempre de forma sucinta.


É essencial que na formação esteja escrito o nome do curso, instituição de ensino e data de início e conclusão; para as habilidades e qualificações, citar nível de expertise (básico, intermediário, avançado) e, caso tenha cursos extracurriculares, colocar o nome do local onde estudou; já nas experiências profissionais, colocar o nome do cargo, da empresa, data de início e término e descrever, de forma resumida, habilidades e responsabilidades da função.


Vejo que muitos candidatos acabam sendo eliminados por não descreverem o que colocam no currículo. Para uma avaliação assertiva, precisamos dos detalhes.


Acerte na formatação ideal


Um currículo mal organizado é sinônimo de rejeição. Um currículo ideal deve ser dividido em tópicos e contém de uma a duas páginas


Por isso recomendamos que as informações devem ser descritas de forma sucinta, já que facilita a leitura do recrutador, contribui para a objetividade do currículo e oferece destaque aos pontos que realmente são relevantes a respeito do candidato.


É preciso saber definir o que merece mais destaque para descrever seu perfil profissional. Geralmente, as experiências mais recentes devem ser mais detalhadas. 


As qualificações no currículo


Cada tópico deve constar em um lugar determinado, e a parte de qualificações, também conhecida como resumo profissional, deve figurar logo no começo do currículo, após os objetivos. Geralmente, é após concluir a leitura das qualificações no currículo que o recrutador decidirá se continua ou não com a leitura.


Os especialistas recomendam que se utilize frases curtas e de efeito, que ofereçam destaque ao seu tempo de experiência, conhecimentos e quaisquer realizações profissionais importantes na sua trajetória no mercado. 


Colocaremos a seguir alguns exemplos:


Recepcionista de Hotel


  • Experiência comprovada de 2 anos

  • Domínio dos principais softwares de gestão hoteleira

  • Inglês e Espanhol fluentes

  • Fui considerado por três vezes “funcionário do mês”


Professor de Inglês


  • Graduação no idioma

  • Diploma de TESOL pela Texas University

  • Morei por 4 anos nos Estados Unidos

  • Experiência de 8 anos comprovada no ensino de Língua inglesa 


Analista de Comércio Exterior


  • Curso de Tecnólogo em Comércio Exterior

  • 5 anos de experiência comprovada em consultoria

  • Inglês, Espanhol e Francês fluentes

  • Prestei consultoria para Empresas Comerciais Exportadoras do Brasil e consegui aumentar em 20% a receita delas no espaço de 1 ano.


Acompanhante de Idoso


  • Curso técnico de enfermagem

  • Experiência comprovada de 5 anos em Asilos

  • Ótimas referências


Gerente de Marketing


  • Graduação em Propaganda e Marketing com especialização em mídias digitais

  • Pacote Office e domínio dos principais softwares de marketing digital

  • Inglês fluente

  • Experiência comprovada de 4 anos prestando consultoria para pequenas e médias empresas de vários setores de atuação


Não há necessidade de se mencionar qualidades como ágil, habilidoso, comunicativo, flexível e coisas do tipo, pois quaisquer qualidades que sejam essenciais para a vaga serão verificadas pelo recrutador no processo de entrevista. 


Não recorra a mentiras


Mentiras são facilmente encontradas em currículos, especialmente nos tópicos de habilidades e qualificações. O candidato coloca que possui nível avançado em determinada competência, mas não mostra como a aprendeu. Assim já começamos a desconfiar.


Se o recrutador, eventualmente, não perceber a mentira, o candidato será eliminado em outra fase do processo, porque os requisitos básicos de uma vaga são analisados com testes ou diretamente na entrevista com o gestor. Existem casos de candidatos que afirmaram que conseguiriam fazer uma entrevista em inglês, mas, quando o gestor fez as perguntas, não sabia responder.


A transparência é um dos fatores mais positivos na hora da contratação; assim como a mentira é o que causa mais eliminações durante um processo.


A importância de adaptar o CV a cada vaga


Um detalhe que costuma ser esquecido ou negligenciado por muitos candidatos, é que a recomendação é de que se escreva um currículo diferente e, consequentemente, com qualificações diversas, para cada vaga que se deseja concorrer. 


Antigamente ter apenas uma versão de seu currículo era perfeitamente aceitável. Contudo, essa prática já se foi há muito tempo. Utilizar um currículo genérico pode prejudicar você na disputa por uma vaga. Por isso, é fundamental recorrer a personalização do documento e sempre adequar seu currículo ao perfil buscado na vaga.


O mercado de trabalho atual é cada vez mais dinâmico e os recrutadores não têm mais tempo de analisar um currículo em detalhes. Conclusão: ou você se mostra como a opção certa logo de cara ou perde uma oportunidade de ouro. Não sabe como fazer isso? Veja dicas úteis:


1. Leia a descrição do cargo


Avalie as habilidades e experiências exigidas, veja como estão descritas as tarefas do cargo. A partir dessas descrições, crie uma lista de palavras-chave e frases para utilizar ao personalizar seu currículo genérico.


Uma boa estratégia para fazer seu currículo se destacar é aproveitar essas palavras-chave para resumir suas qualidades e sua experiência. Assim, você faz uma descrição de maneira breve que chamará atenção dos recrutadores de imediato.


2. Direcione o título


Se o seu currículo começa com um título, não deixe que ele seja genérico. Em vez disso, use o título que aparece no anúncio do emprego para criar uma identificação imediata.


3. Ajuste seu objetivo profissional


Se você vai incluir um objetivo em seu currículo, personalize-o com palavras-chave e qualificações que você identificou a partir da descrição do cargo. Você pode, por exemplo, utilizar o nome da empresa ao invés de usar a palavra companhia.


4. Adicione as qualificações certas


Você pode ter um ótimo resumo de qualificações, mas isso não irá ajudar se elas não puderem ser utilizadas no cargo pelo qual você está competindo. Por isso, é fundamental que você revise essa área e inclua as características que possam ser melhor aproveitadas na nova posição.


É importante que você dê destaque para suas habilidades e qualificações para que os recrutadores vejam claramente os motivos pelos quais você é o candidato ideal para a vaga.


5. Edite sua experiência


As experiências profissionais descritas no seu currículo devem ser pertinentes ao cargo para o qual você está se candidatando. Revise todas as suas experiências profissionais anteriores e identifique as atribuições que podem ser aproveitadas na vaga pela qual está competindo. Essas são as informações que você deve incluir.


6. Avalie seus cargos anteriores sob um novo ponto de vista


Se, no fim das contas, seus cargos anteriores não se relacionam em nada com a vaga pela qual você está competindo, não se desespere. Se você refletir com mais calma conseguirá identificar um conjunto de habilidades que seja relevante.


7. Inclua dados respaldados em números sempre que possível


Utilizar números que comprovem suas conquistas profissionais é ideal para que a empresa perceba sua competência. Se você obteve bons resultados em seu último emprego que podem ser transformados em números – como ter desenvolvido um projeto que superou uma meta anual de vendas –, utilize-os em seu currículo.


8. Fotos são dispensáveis


Não é usual, tampouco recomendável anexar fotos no documento, exceto quando solicitado pelo recrutador. O que está em análise, neste momento, não é a sua aparência, mas sim os seus conhecimentos e experiências profissionais.


9. Descarte os cursos que não estão relacionados à área da vaga


Se você conclui o Ensino Superior, não é preciso incluir os dados da formação do Ensino Médio. Cursos técnicos só devem ser relacionados se vinculados à área da vaga. Priorize as formações que realmente fazem a diferença. É importante incluir os nomes das instituições de ensino e as datas de início e fim do curso (mês/ano).


10. Cuidado com erros ortográficos e gramaticais


Fique atento para não cometer erros de ortografia, concordância e até mesmo de digitação. Qualquer deslize pode demonstrar falta de cuidado ou zelo no preparo do documento. Além do mais, o domínio da Língua Portuguesa é requisito básico para qualquer vaga. A dica, portanto, é: revise, revise e revise. Recorrer à ajuda de amigos para reler o currículo também pode ser válido.


11. Pretensão salarial


A indicação da pretensão salarial também é dispensável. Esse é um assunto confidencial, que deve ser discutido no ato da entrevista. Mas, caso solicitado, analise o mercado e faça uma oferta compatível ao valor aplicado – nem maior nem menor. Enfatize também sua disposição em conduzir futuras negociações.


12. Nada de expor os documentos pessoais


Preserve os dados de seus documentos pessoais (CPF, RG, número da carteira de trabalho, título de eleitor ou carteira de reservista). Apresente-os apenas quando for solicitado e minimize os riscos deles caírem na mão de pessoas erradas.


Algumas dicas gerais 

É sempre bom salientar a importância de se revisar o currículo antes da entrevista, porque o recrutador irá questionar o que está escrito e pode querer saber mais sobre algum ponto de mais interesse ou que foi pouco esclarecido. 


Sendo assim, é importante que o candidato tenha muita atenção com o que for colocar nas qualificações para currículo, evitando exageros e descartando informações inverídicas ou fatos que carecem de comprovações. 


Em vista disso, é fundamental que o candidato antes de se candidatar para uma vaga de emprego, verifique se o seu perfil é apropriado ou desejável para a vaga. Certamente, muitos constrangimentos e esforços em vão serão evitados. 


Por outro lado, carecer das habilidades ou qualificações necessárias para uma vaga não deve, necessariamente, fazer com que o candidato desanime, pois a partir dos anúncios de vaga e do seu próprio interesse na mesma, ele pode começar a trabalhar a própria formação e desenvolver as habilidades para que futuramente ele possa concorrer à vaga desejada.


Seguindo algumas dicas básicas, você tem a chance de personalizar o seu currículo para as vagas de emprego que pretende aplicar e realmente garantir aquele tão sonhado cargo na empresa que deseja. Não perca mais tempo enviando currículos padronizados, customize o seu e dê destaque ao que você tem de mais valioso e único. Essa é a sua chance!

Descubra como ter sucesso em uma entrevista de emprego

Aumente substancialmente as suas probabilidades de contratação com estes conselhos para o sucesso em qualquer processo de recrutamento.

Faça a download do E-book aqui


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.