text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Conheça os 10 melhores professores do mundo

      
Shutterstock
Shutterstock

O prêmio Global Teacher Prize, da ONG Varkey Foundation, irá eleger, neste domingo (13), o melhor professor do mundo, entre 10 finalistas selecionados. O vencedor do concurso ganhará US$ 1 milhão.

 

Você pode ler também:

» Professor: identifique alunos confiantes
» Professora de 102 anos continua a ensinar alunos nos EUA
» Todas as notícias de Educação

 

O prêmio, que está em sua segunda edição, tem como objetivo valorizar o trabalho dos profissionais da educação em diferentes partes do mundo, nas condições mais diversas de ensino. O júri responsável por selecionar o melhor professor do mundo é composto por jornalistas, empresários, educadores, entre outros formadores de opinião. O critério de escolha do profissional vencedor será baseado na opinião de colegas e alunos, além do impacto de seus feitos na comunidade em que leciona.

 

A professora norte-americana Nancie Atwell foi a ganhadora da primeira edição do Global Teacher Prize, graças às suas técnicas de ensino do idioma inglês.

 

A seguir, confira a lista dos 10 melhores professores do mundo e conheça suas histórias:

 

Aqeela Asifi (Paquistão)

Em 1992, a professora Aqeela Asifi começou a viver em um campo de refugiados no Paquistão, fugindo da guerra no Afeganistão. Ali, Aqeela começou a dar aulas para crianças refugiadas em uma tenda improvisada e sem muitos recursos. Até hoje, a professora já formou mais de 1.100 meninas que, em outras condições, jamais teriam frequentado a escola.

 

Ayub Mohamud (Quênia)

Mohamud leciona ensino religioso para crianças no Quênia e luta para combater o preconceito, o extremismo religioso e a violência no país.

 

Colin Hegarty (Reino Unido)

Com auxílio da internet, o professor Hegarty conseguiu aproximar os alunos da matemática, tornando o assunto mais acessível para os que tinham dificuldade em aprendê-lo. Hoje, o docente tem um canal no YouTube com mai de 1.500 vídeos, contabilizando um total de quase cinco milhões de visualizações.

 

Hana Al Hroub  (Palestina) 

Luta para combater a influência da violência e da guerra no comportamento infantil, por meio de jogos e aprendizado lúdico.

 

Joe Fatheree (Estados Unidos)

Incentiva que seus alunos aprendam através de métodos criativos e inovadores, oferecendo atividades com músicas, filmes e outras atividades diferentes dentro da sala de aula. Seu objetivo é reformar o sistema de ensino norte-americano.

 

Kazuza Takahashi (Japão)

Em uma sociedade tradicional e rígida como a japonesa, Takahashi tenta mostrar aos alunos que eles têm outras opções de carreiras para seguir. Em suas aulas, o professor tenta estimular a criatividade, a cidadania e a liberdade.

 

Maarit Rossi (Finlândia)

Desenvolveu métodos para facilitar o ensino de matemática, tornando-o mais prático e próximo à realidade. Em uma de suas aulas, Maarit levou a classe para aprender na neve.

 

Michael Soskil (Estados Unidos)

Michael incentiva seus alunos, por meio de videoconferências, a trocarem experiências com profissionais e cientistas ao redor do mundo, ultrapassando as barreiras geográficas em nome da educação.

 

Richard Johnson (Austrália)

O diferencial do professor Johnson fica por conta de seu laboratório de ciências, que mais parece ter saído de um filme de ficção científica. Com aulas sobre robótica, realidade aumentada e outras tecnologias, Johnson proporciona uma rica experiência aos seus alunos.

 

Robin Chaurasiya (Índia)

A professora Robin Chaurasiya está levando educação a meninas indianas que jamais sonharam em entrar dentro de uma sala de aula. Com Robin, as alunas aprendem sobre música, escrita e danças, além de participarem de discussões e serem incentivadas a seguir uma carreira acadêmica.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.