text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Brasil tem 10 dos 50 melhores cursos universitários do mundo, diz estudo

      
Fonte: Shutterstock

Uma pesquisa divulgada anualmente pela empresa britânica Quacquarelli Symonds (QS) elegeu os 50 melhores cursos universitários do mundo em 2016, em 42 áreas do conhecimento. Na lista dos melhores do mundo estão inclusos 10 cursos superiores brasileiros, todos de universidades públicas de São Paulo.

 

Guia de Profissões: confira cursos universitários aqui

Você pode ler também:
» USP é eleita 9ª melhor dos países emergentes
» USP e FGV aparecem em ranking internacional de melhores universidades
» Todas as notícias de Educação

 

Os resultados foram baseados em uma pesquisa com 44.426 empregadores e 76.798 educadores e acadêmicos, além da análise de 113 milhões de citações bibliográficas e 28,5 milhões de trabalhos e pesquisas científicas.

 

O primeiro dos cursos universitários brasileiros a aparecer na lista é Odontologia na Universidade de São Paulo (USP), que ocupa o 9º lugar do ranking. A USP foi a instituição do País com os melhores resultados, tendo também citados os cursos de Agronomia (26º), Antropologia (34º), Engenharia de Minas (36º), Arquitetura (37º) e Veterinária (38º).

 

No estudo também está a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) com os cursos de Odontologia, em 20º lugar, e Agronomia, em 31º. A Universidade Estadual Paulista (Unesp) entrou na lista com as carreiras de Odontologia (25º) e Veterinária (46º).

 

Na visão geral do estudo, a presença brasileira teve uma alta de 7% em relação à última edição da pesquisa, com 20 universidades citadas e 196 cursos universitários entre os melhores avaliados. Isso fez com o que o País se destacasse como o mais citado da América Latina e tivesse 5 das dez melhores universidades da região, tendo a USP como a 1ª colocada, a Unicamp em 2º lugar, a Universidade Federal do Rio de Janeiro em 5º, a Unesp em 8º e a Universidade de Brasília (UnB) em 10º.

 

No entanto, apesar dos resultados positivos, o número de graduações brasileiras no ranking dos 50 melhores cursos universitários do mundo caiu de 14, em 2015, para 10 em 2016, fazendo com que o México superasse os resultados do Brasil, com 11 carreiras citadas.

 

Ainda segundo o estudo, os Estados Unidos correspondem a quase 36% dos cursos que estão entre os 50 melhores, tendo a Universidade de Harvard e O Instituto de Tecnologia de Massachusetts como seus maiores representantes. Em segundo lugar está a Ásia, com 16,06% dos cursos.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.