text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Universidade da terceira idade quer recuperar a autoestima dos alunos

      
<p>No última semana, uma turma animada de calouros começou a circular pelos corredores da <strong>Universidade Federal de Pelotas (UFPel)</strong>, mas se engana quem pensa que os novos alunos são jovens recém-formados no ensino médio. No dia 11 de abril, começaram as aulas da <strong>Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI)</strong>, um projeto da UFPel, que tem como objetivo inserir o público com mais de 60 anos no universo acadêmico.</p><p> </p><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=EUA ganham primeira escola vegana do país href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/04/06/1138067/eua-ganham-primeira-escola-vegana-pais.html>» <strong>EUA ganham primeira escola vegana do país</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Primeira professora com Síndrome de Down recebe prêmio de educação href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/10/30/1133136/primeira-professora-sindrome-down-recebe-premio-educacao.html>» <strong>Primeira professora com Síndrome de Down recebe prêmio de educação</strong></a><br/><a style=color: #ff0000; text-decoration: none; text-weight: bold; title=Todas as notícias de Educação href=https://noticias.universia.com.br/educacao>» <strong>Todas as notícias de Educação</strong></a></p><p> </p><p>Participam da iniciativa professores e servidores da instituição, que trabalham para melhorar a <strong>qualidade de vida do público idoso</strong>, além de estimular essas pessoas a continuarem estudando. Para a assessora da reitoria da universidade, Lorena Gill, o projeto visa, principalmente, resgatar a autoestima dos alunos, fazendo com que se sintam integrados à nova comunidade.</p><p> </p><p><img style=display: block; margin-left: auto; margin-right: auto; src=https://imagenes.universia.net/gc/net/images/educacion/u/un/uni/universidade-para-idosos-noticias1.jpg alt=Divulgação/UNATI width=500 height=350/></p><p> </p><p>Ao todo, 361 candidatos se inscreveram para as 60 vagas da <strong>universidade da terceira idade</strong>, que, neste primeiro momento, opera em um projeto piloto. Um dos aprovados na oportunidade foi o professor aposentado Tito Luiz Machado, que está cursando dois dos seis cursos oferecidos pela UNATI, sendo que em um deles, <em>A Leitura, A Escrita e a Moda</em>, ele é o único representante masculino. O principal motivo apontado pelo senhor Tito para ter se inscrito no projeto é que <strong><a title=5 estratégias para impulsionar a sua memória href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/08/04/1129312/5-estrategias-impulsionar-memoria.html>os cursos são ótimos para desenvolver a memória e aprender coisas novas</a></strong>.</p><p> </p><p>Para mais informações sobre cursos e oportunidades, <strong><a title=inscrições UNATI href=https://www.unatiuerj.com.br/cursos.htm target=_blank>clique aqui</a></strong>.</p>
Fonte: Shutterstock

No última semana, uma turma animada de calouros começou a circular pelos corredores da Universidade Federal de Pelotas (UFPel), mas se engana quem pensa que os novos alunos são jovens recém-formados no ensino médio. No dia 11 de abril, começaram as aulas da Universidade Aberta à Terceira Idade (UNATI), um projeto da UFPel, que tem como objetivo inserir o público com mais de 60 anos no universo acadêmico.

 

Você pode ler também:
» EUA ganham primeira escola vegana do país
» Primeira professora com Síndrome de Down recebe prêmio de educação
» Todas as notícias de Educação

 

Participam da iniciativa professores e servidores da instituição, que trabalham para melhorar a qualidade de vida do público idoso, além de estimular essas pessoas a continuarem estudando. Para a assessora da reitoria da universidade, Lorena Gill, o projeto visa, principalmente, resgatar a autoestima dos alunos, fazendo com que se sintam integrados à nova comunidade.

 

Divulgação/UNATI

 

Ao todo, 361 candidatos se inscreveram para as 60 vagas da universidade da terceira idade, que, neste primeiro momento, opera em um projeto piloto. Um dos aprovados na oportunidade foi o professor aposentado Tito Luiz Machado, que está cursando dois dos seis cursos oferecidos pela UNATI, sendo que em um deles, A Leitura, A Escrita e a Moda, ele é o único representante masculino. O principal motivo apontado pelo senhor Tito para ter se inscrito no projeto é que os cursos são ótimos para desenvolver a memória e aprender coisas novas.

 

Para mais informações sobre cursos e oportunidades, clique aqui.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.