text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Marcas mudam política de venda de refrigerantes em escolas

      
As marcas <strong>Ambev, Pepsico e Coca-Cola</strong> decidiram mudar sua política de vendas nas escolas brasileiras. A partir do mês de agosto, o portfólio de bebidas comercializadas nas cantinas sofrerá alguns ajustes. Os refrigerantes e bebidas gaseificadas <strong>não poderão ser mais vendidos</strong> a crianças com menos de 12 anos. Já a água mineral, os sucos com 100% de fruta, a água de coco e bebidas à base de leite estão liberadas para todos.<br/><br/><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/02/24/1136656/escola-eua-quer-proibir-transgeneros-usarem-banheiros.html title=Escola dos EUA quer proibir transgêneros de usarem banheiros>» <strong>Escola dos EUA quer proibir transgêneros de usarem banheiros</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/01/28/1135867/diretora-pede-pais-tomem-banho-tirem-pijamas-antes-levar-filhos-escola.html title=Diretora pede a pais que “tomem banho e tirem seus pijamas” antes de levar filhos à escola>» <strong>Diretora pede a pais que “tomem banho e tirem seus pijamas” antes de levar filhos à escola</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao title=Todas as notícias de Educação>» <strong>Todas as notícias de Educação<br/><br/></strong></a></p><p>Em um comunicado divulgado à imprensa, as três empresas disseram que “o novo portfólio tem como referência diretrizes de associações internacionais de bebidas”, e que a escolha da gama de produtos ofertados nas escolas do País foi baseada em conversas com especialistas de saúde pública, alimentação e nutrição, além de profissionais e instituições ligadas aos <strong>direitos das crianças</strong>.<br/><br/></p><p>A obesidade infantil e a falta de maturidade das crianças para fazer escolhas de consumo foram outros dois fatores que contribuíram para as mudanças. “Coca-Cola Brasil, Ambev e PepsiCo Brasil entendem que devem auxiliar os pais ou responsáveis a moldar um ambiente em escolas que facilite escolhas mais adequadas para crianças em idade escolar, assim como estimular a hidratação e a nutrição, contribuindo para uma alimentação mais equilibrada”.</p>
Fonte: Shutterstock
As marcas Ambev, Pepsico e Coca-Cola decidiram mudar sua política de vendas nas escolas brasileiras. A partir do mês de agosto, o portfólio de bebidas comercializadas nas cantinas sofrerá alguns ajustes. Os refrigerantes e bebidas gaseificadas não poderão ser mais vendidos a crianças com menos de 12 anos. Já a água mineral, os sucos com 100% de fruta, a água de coco e bebidas à base de leite estão liberadas para todos.

Você pode ler também:
» Escola dos EUA quer proibir transgêneros de usarem banheiros
» Diretora pede a pais que “tomem banho e tirem seus pijamas” antes de levar filhos à escola
» Todas as notícias de Educação

Em um comunicado divulgado à imprensa, as três empresas disseram que “o novo portfólio tem como referência diretrizes de associações internacionais de bebidas”, e que a escolha da gama de produtos ofertados nas escolas do País foi baseada em conversas com especialistas de saúde pública, alimentação e nutrição, além de profissionais e instituições ligadas aos direitos das crianças.

A obesidade infantil e a falta de maturidade das crianças para fazer escolhas de consumo foram outros dois fatores que contribuíram para as mudanças. “Coca-Cola Brasil, Ambev e PepsiCo Brasil entendem que devem auxiliar os pais ou responsáveis a moldar um ambiente em escolas que facilite escolhas mais adequadas para crianças em idade escolar, assim como estimular a hidratação e a nutrição, contribuindo para uma alimentação mais equilibrada”.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.