text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

408 travestis e transexuais usarão nome social no Enem 2016

      
Neste ano, 408 travestis e transexuais poderão usar o nome social para as <strong><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/04/14/1138322/enem-2016-informaces-importantes-sobre-provas.html title=Enem 2016: as informações mais importantes sobre as provas>provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016</a></strong>, que acontecerão em 5 e 6 de novembro. Segundo o <strong>Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep)</strong>, o número aumentou <strong>46%</strong> em relação à edição do ano passado.<br/><br/><br/><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/02/18/1136491/quase-20-alunos-rede-publica-rejeitam-colegas-trans-gays-travestis.html title=Quase 20% dos alunos da rede pública rejeitam colegas trans, gays e travestis>» <strong>Quase 20% dos alunos da rede pública rejeitam colegas trans, gays e travestis</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2015/10/06/1132053/mulheres-representam-metade-candidatos-enem-2015.html title=Mulheres representam mais da metade dos candidatos ao Enem 2015>» <strong>Mulheres representam mais da metade dos candidatos ao Enem 2015</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/tag/notícias-enem-2016/ title=Todas as notícias sobre o Enem 2016>» <strong>Todas as notícias sobre o Enem 2016<br/><br/><br/></strong></a></p><p>No total, foram enviadas <strong>842 solicitações de uso do nome social</strong> ao Inep, mas 434 delas foram reprovadas pelo Instituto. O motivo foi a ausência do envio da documentação necessária para validação do processo, que estava descrita no edital do exame.<br/><br/></p><p>Para usar o nome social durante as provas do Enem, o candidato precisava fazer a inscrição normalmente, no período estipulado pelo Inep. Depois, os estudantes tiveram um prazo específico para manifestar o interesse e fazer o pedido no sistema, por meio do preenchimento de um formulário, envio de foto e da cópia de um documento de identificação.<br/><br/></p><p>Além de serem tratados pelo nome social, os candidatos <strong><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/02/24/1136656/escola-eua-quer-proibir-transgeneros-usarem-banheiros.html title=Escola dos EUA quer proibir transgêneros de usarem banheiros>travestis e transexuais poderão utilizar o banheiro do gênero com o qual se identificam</a></strong>.</p>
Neste ano, 408 travestis e transexuais poderão usar o nome social para as provas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2016, que acontecerão em 5 e 6 de novembro. Segundo o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), o número aumentou 46% em relação à edição do ano passado.


Você pode ler também:
» Quase 20% dos alunos da rede pública rejeitam colegas trans, gays e travestis
» Mulheres representam mais da metade dos candidatos ao Enem 2015
» Todas as notícias sobre o Enem 2016


No total, foram enviadas 842 solicitações de uso do nome social ao Inep, mas 434 delas foram reprovadas pelo Instituto. O motivo foi a ausência do envio da documentação necessária para validação do processo, que estava descrita no edital do exame.

Para usar o nome social durante as provas do Enem, o candidato precisava fazer a inscrição normalmente, no período estipulado pelo Inep. Depois, os estudantes tiveram um prazo específico para manifestar o interesse e fazer o pedido no sistema, por meio do preenchimento de um formulário, envio de foto e da cópia de um documento de identificação.

Além de serem tratados pelo nome social, os candidatos travestis e transexuais poderão utilizar o banheiro do gênero com o qual se identificam.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.