text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

MEC libera R$ 568,3 milhões para bolsas da Capes

      
Na quarta-feira (6), o <strong>Ministério da Educação (MEC)</strong> liberou<strong><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/06/08/1140629/mec-libera-r-336-5-milhes-bolsas-estudo-capes.html title=MEC libera R$ 336,5 milhões para bolsas de estudo da Capes>R$ 568,3 milhões para o financiamento de bolsas de pós-graduação</a></strong> de mestrado, doutorado, pós-doutorado, professor Visitante Sênior, Iniciação Científica, professores, coordenadores pedagógicos e coordenadores-gerais do programa <strong>Idiomas sem Fronteiras</strong>.<br/><br/><br/><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/estudar-exterior/noticia/2016/07/06/1141580/instituicao-oferece-bolsas-92-mil-dolares-mestrado-australia.html title=Instituição oferece bolsas de 92 mil dólares para mestrado na Austrália>» <strong>Instituição oferece bolsas de 92 mil dólares para mestrado na Austrália</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/07/05/1141549/alunos-rede-publica-podem-concorrer-intercambio-eua.html title=Alunos da rede pública podem concorrer a intercâmbio para os EUA>» <strong>Alunos da rede pública podem concorrer a intercâmbio para os EUA</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/estudar-exterior title=Todas as notícias sobre Bolsas de estudo e prêmios>» <strong>Todas as notícias sobre bolsas de estudo e prêmios<br/><br/><br/></strong></a></p><p>Os recursos liberados são para bolsas nacionais e internacionais da <strong>Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes)</strong>. A maior parte do montante será destinada a bolsistas que realizem suas atividades no Brasil 9R$ 195 milhões). Ao todo, 89.100 estudantes serão beneficiados, nas mais diversas modalidades.<br/><br/></p><p>Além disso, o dinheiro será utilizado para o custeio de programas de pós-graduação apoiados pelo Programa de Excelência Acadêmica (Proex) e pelo <strong>Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap)</strong>. Foram reservados R$ 136 milhões para o Ciência sem Fronteiras, com o objetivo de beneficiar 7,9 mil estudantes e 71 projetos. Programas de educação a distância, bolsistas da <strong>Universidade Aberta do Brasil (UAB)</strong> e outros 160 mil alunos de 56 instituições públicas do ensino superior também estão contemplados no investimento.<br/><br/></p><p>Também haverá repasse para a educação básica, por meio do pagamento de bolsas de iniciação à docência, programas de formação de professores e bolsas do <strong>Observatório da Educação (Obeduc)</strong>.</p>
Fonte: Shutterstock
Na quarta-feira (6), o Ministério da Educação (MEC) liberouR$ 568,3 milhões para o financiamento de bolsas de pós-graduação de mestrado, doutorado, pós-doutorado, professor Visitante Sênior, Iniciação Científica, professores, coordenadores pedagógicos e coordenadores-gerais do programa Idiomas sem Fronteiras.


Você pode ler também:
» Instituição oferece bolsas de 92 mil dólares para mestrado na Austrália
» Alunos da rede pública podem concorrer a intercâmbio para os EUA
» Todas as notícias sobre bolsas de estudo e prêmios


Os recursos liberados são para bolsas nacionais e internacionais da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). A maior parte do montante será destinada a bolsistas que realizem suas atividades no Brasil 9R$ 195 milhões). Ao todo, 89.100 estudantes serão beneficiados, nas mais diversas modalidades.

Além disso, o dinheiro será utilizado para o custeio de programas de pós-graduação apoiados pelo Programa de Excelência Acadêmica (Proex) e pelo Programa de Apoio à Pós-Graduação (Proap). Foram reservados R$ 136 milhões para o Ciência sem Fronteiras, com o objetivo de beneficiar 7,9 mil estudantes e 71 projetos. Programas de educação a distância, bolsistas da Universidade Aberta do Brasil (UAB) e outros 160 mil alunos de 56 instituições públicas do ensino superior também estão contemplados no investimento.

Também haverá repasse para a educação básica, por meio do pagamento de bolsas de iniciação à docência, programas de formação de professores e bolsas do Observatório da Educação (Obeduc).


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.