text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

MEC anuncia mudanças no Fies

      
Na sexta-feira (15), o <strong>Ministério da Educação (MEC)</strong> anunciou <strong><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/07/12/1141749/mec-formaliza-novos-criterios-fies.html title=MEC formaliza novos critérios do Fies>medidas para reformular o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies)</a> </strong>e garantir a sustentabilidade do programa. Entre as novidades, foi determinado que as instituições de ensino superior passarão a ser as responsáveis pela remuneração dos bancos na concessão dos empréstimos do programa.<br/><br/><br/><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/07/12/1141773/enade-2016-instituices-devem-inscrever-alunos-7-agosto.html title=Enade 2016: instituições devem inscrever alunos até 7 de agosto>» <strong>Enade 2016: instituições devem inscrever alunos até 7 de agosto</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/07/12/1141749/mec-formaliza-novos-criterios-fies.html title=MEC formaliza novos critérios do Fies>» <strong>MEC formaliza novos critérios do Fies</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao title=Todas as notícias de Educação>» <strong>Todas as notícias de Educação<br/><br/><br/></strong></a></p><p>A <strong>Medida Provisória 741</strong>, que entrou em vigor na última sexta-feira, determina que a remuneração ficará a cargo das universidades e corresponderá à remuneração mensal de 2 por cento sobre o valor dos encargos educacionais liberados. Os valores serão repassados diretamente aos agentes financeiros. Até o momento, os bancos eram remunerados pelo Tesouro Nacional, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional do MEC.<br/><br/></p><p>De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, que concedeu uma entrevista coletiva sobre o assunto, a mudança representará uma <strong>economia imediata de aproximadamente R$ 200 milhões aos cofres públicos e de R$ 400 milhões anuais</strong>, considerando os atuais contratos. Segundo o ministro, o montante economizado será investido no programa e na educação básica.<br/><br/></p><p><strong>Mais vagas no Fies</strong></p><p>Com o novo modelo, batizado de <strong>Fies Turbo</strong>, o MEC espera garantir a continuação sustentável do programa e ampliar o número de vagas ofertadas. A expectativa é que o novo formato já passe a valer a partir do ano que vem.</p>
Fonte: Universia Brasil
Na sexta-feira (15), o Ministério da Educação (MEC) anunciou medidas para reformular o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) e garantir a sustentabilidade do programa. Entre as novidades, foi determinado que as instituições de ensino superior passarão a ser as responsáveis pela remuneração dos bancos na concessão dos empréstimos do programa.


Você pode ler também:
» Enade 2016: instituições devem inscrever alunos até 7 de agosto
» MEC formaliza novos critérios do Fies
» Todas as notícias de Educação


A Medida Provisória 741, que entrou em vigor na última sexta-feira, determina que a remuneração ficará a cargo das universidades e corresponderá à remuneração mensal de 2 por cento sobre o valor dos encargos educacionais liberados. Os valores serão repassados diretamente aos agentes financeiros. Até o momento, os bancos eram remunerados pelo Tesouro Nacional, por meio do Fundo Nacional de Desenvolvimento Educacional do MEC.

De acordo com o ministro da Educação, Mendonça Filho, que concedeu uma entrevista coletiva sobre o assunto, a mudança representará uma economia imediata de aproximadamente R$ 200 milhões aos cofres públicos e de R$ 400 milhões anuais, considerando os atuais contratos. Segundo o ministro, o montante economizado será investido no programa e na educação básica.

Mais vagas no Fies

Com o novo modelo, batizado de Fies Turbo, o MEC espera garantir a continuação sustentável do programa e ampliar o número de vagas ofertadas. A expectativa é que o novo formato já passe a valer a partir do ano que vem.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.