text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Programa do Mercosul recruta estudantes do ensino médio

      
O <strong>Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM)</strong>, que busca estudantes do ensino médio interessados em contribuir de forma ativa para a melhoria da educação na região, está com inscrições abertas até o dia <strong>5 de setembro</strong>.<br/><br/><br/><p><span style=color: #333333;><strong>Você pode ler também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/07/29/1142306/santander-dara-100-bolsas-estudo-valor-5-mil-euros.html title=Santander dará 100 bolsas de estudo no valor de 5 mil euros>» <strong>Santander dará 100 bolsas de estudo no valor de 5 mil euros</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/destaque/noticia/2016/07/28/1142236/competicao-videos-onu-dara-premios-dinheiro-viagem-marrocos.html title=Competição de vídeos da ONU dará prêmios em dinheiro e viagem para o Marrocos>» <strong>Competição de vídeos da ONU dará prêmios em dinheiro e viagem para o Marrocos</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/estudar-exterior title=Todas as notícias sobre Bolsas de estudo e prêmios>» <strong>Todas as notícias sobre bolsas de estudo e prêmios<br/><br/><br/></strong></a></p><p>A iniciativa tem como objetivo <strong>recrutar jovens que exerçam papéis de protagonismo</strong> em suas escolas, consultando colegas, professores e outros membros da comunidade escolar sobre temas de interesse, de forma a dar voz às suas necessidades. Essa função será atribuída aos alunos pelos próximos dois anos.<br/><br/></p><p>Para participar, o estudante deve elaborar um projeto de protagonismo juvenil, contemplando temas como <strong><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/06/09/1140655/unesco-defende-debate-sobre-sexualidade-questes-genero-sala-aula.html title=Unesco defende debate sobre sexualidade e questões de gênero em sala de aula>integração regional, inclusão educativa, gênero, jovem e trabalho, direitos humanos ou participação cidadã</a></strong>. A proposta será encaminhada à unidade regional da secretaria de educação ou a uma instituição da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, junto com a documentação exigida no edital.<br/><br/></p><p>Na primeira fase, <strong>serão selecionados 108 candidatos</strong>. Na etapa seguinte, será escolhido um representante por estado brasileiro e um para o distrito federal, totalizando 27 participantes. A previsão é que esta etapa aconteça seja on-line, em um portal elaborado pelo <strong>Ministério da Educação (MEC)</strong>.<br/><br/></p><p>Os escolhidos para representar o Brasil serão desafiados a criar um documento com o tema <strong><em>O Ensino Médio que Queremos</em></strong>, que deverá ser elaborado com os participantes dos outros países-membros do Mercosul, Argentina, Uruguai e Paraguai, e das nações associadas ao bloco, Bolívia e Colômbia.<br/><br/></p><p>Para mais informações, <strong><a href=https://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=45651-edital-pjm-2016-pdf&category_slug=julho-2016-pdf&Itemid=30192 title=Programa Juvenil do Mercosul target=_blank>acesse o edital</a></strong>.</p>
Fonte: Shutterstock
O Parlamento Juvenil do Mercosul (PJM), que busca estudantes do ensino médio interessados em contribuir de forma ativa para a melhoria da educação na região, está com inscrições abertas até o dia 5 de setembro.


Você pode ler também:
» Santander dará 100 bolsas de estudo no valor de 5 mil euros
» Competição de vídeos da ONU dará prêmios em dinheiro e viagem para o Marrocos
» Todas as notícias sobre bolsas de estudo e prêmios


A iniciativa tem como objetivo recrutar jovens que exerçam papéis de protagonismo em suas escolas, consultando colegas, professores e outros membros da comunidade escolar sobre temas de interesse, de forma a dar voz às suas necessidades. Essa função será atribuída aos alunos pelos próximos dois anos.

Para participar, o estudante deve elaborar um projeto de protagonismo juvenil, contemplando temas como integração regional, inclusão educativa, gênero, jovem e trabalho, direitos humanos ou participação cidadã. A proposta será encaminhada à unidade regional da secretaria de educação ou a uma instituição da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, junto com a documentação exigida no edital.

Na primeira fase, serão selecionados 108 candidatos. Na etapa seguinte, será escolhido um representante por estado brasileiro e um para o distrito federal, totalizando 27 participantes. A previsão é que esta etapa aconteça seja on-line, em um portal elaborado pelo Ministério da Educação (MEC).

Os escolhidos para representar o Brasil serão desafiados a criar um documento com o tema O Ensino Médio que Queremos, que deverá ser elaborado com os participantes dos outros países-membros do Mercosul, Argentina, Uruguai e Paraguai, e das nações associadas ao bloco, Bolívia e Colômbia.

Para mais informações, acesse o edital.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.