text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Escola sueca elimina aulas e permite que alunos aprendam sozinhos

      
<p>A empresa sueca <a href=https://vittra.se/english/Schools/StockholmSouth/Telefonplan.aspx title=Vittra target=_blank>Vittra</a> trabalha com um sistema de ensino diferente daquele conhecido pela educação tradicional. Na <strong>Vittra School Telefonplan</strong>, na Suécia, as aulas são abertas, e o modelo de sala de aula tradicional foi abandonado. Os alunos são munidos de um laptop e um espaço amplo no qual podem trabalhar sozinhos ou em grupos, e a ideia é que o modelo incentive o aprendizado.</p><p><span style=color: #333333;><strong>Leia também:</strong></span><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/tag/notícias-sobre-educação/ title=Notícias Sobre Educação>» <strong>Todas as notícias sobre educação</strong></a><br/><a href=https://noticias.universia.com.br/educacao/noticia/2016/10/26/1144935/baixe-71-mil-mapas-antigos-graca.html title=Baixe mais de 71 mil mapas antigos de graça!>» <strong>Baixe mais de 71 mil mapas antigos de graça!</strong></a></p><p>O modelo tradicional, baseado nas escolas da Idade Média, em que as salas de aula são semelhantes a pódios de Igreja com o professor ocupando o papel do padre, foram substituídos por um modelo que <strong>incentiva a criatividade dos alunos</strong>. Não existem classes, os alunos são agrupados por princípios pedagógicos diferentes da idade. As instruções são dadas pelo professor online, e a experiência de aprendizado conta com um estúdio de animação, música e edição de vídeo.</p><p>A arquiteta responsável pelo projeto foi a dinamarquesa Rosan Bosch, que dividiu a escola em cinco áreas: processo de grupo, chance de encontro, experimentação e trabalho prático, concentração individual, e apresentação de trabalhos. O colégio está aberto desde 2011, e educa crianças entre 5 e 13 anos.</p>
Fonte: Shutterstock

A empresa sueca Vittra trabalha com um sistema de ensino diferente daquele conhecido pela educação tradicional. Na Vittra School Telefonplan, na Suécia, as aulas são abertas, e o modelo de sala de aula tradicional foi abandonado. Os alunos são munidos de um laptop e um espaço amplo no qual podem trabalhar sozinhos ou em grupos, e a ideia é que o modelo incentive o aprendizado.

Leia também:
» Todas as notícias sobre educação
» Baixe mais de 71 mil mapas antigos de graça!

O modelo tradicional, baseado nas escolas da Idade Média, em que as salas de aula são semelhantes a pódios de Igreja com o professor ocupando o papel do padre, foram substituídos por um modelo que incentiva a criatividade dos alunos. Não existem classes, os alunos são agrupados por princípios pedagógicos diferentes da idade. As instruções são dadas pelo professor online, e a experiência de aprendizado conta com um estúdio de animação, música e edição de vídeo.

A arquiteta responsável pelo projeto foi a dinamarquesa Rosan Bosch, que dividiu a escola em cinco áreas: processo de grupo, chance de encontro, experimentação e trabalho prático, concentração individual, e apresentação de trabalhos. O colégio está aberto desde 2011, e educa crianças entre 5 e 13 anos.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.