text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Educação no Brasil continua entre as piores do mundo

      
Fonte: Shutterstock

Os resultados do Pisa 2015 (Programa Internacional de Avaliação de Estudantes) foram divulgados essa terça-feira. A pesquisa acontece a cada três anos, e é feita sempre com dados baseados no ano anterior ao seu lançamento. Seu objetivo é avaliar estudantes do mundo inteiro em 3 áreas: leitura, matemática e ciências. O teste é feito em 70 países, e a partir dos resultados obtidos são traçadas as médias entre eles.

Leia também:
» Todas as notícias sobre educação
» De olho no futuro: descubra competências essenciais que serão pedidas em 2020

O Brasil ficou abaixo da média internacional em todas as matérias, e ainda teve um desempenho inferior quando comparado ao seus resultados no Pisa anterior, feito em 2012. O país está entre os piores do ranking educacional desde o começo do teste, e a cada ano desce mais. Na sua primeira participação, o Brasil estreou na 37ª posição; em 2012 já tinha descido para a 57ª; e nos resultados de 2015 o Brasil consolidou a sua posição entre os piores do mundo ficando com a 63ª posição (sendo que a posição mais baixa é a 70ª, ocupada pela República Dominicana).

Se antes o Brasil estava lentamente melhorando seus resultados, esse ano houve um retrocesso. Confira a comparação entre o resultado desse ano e o anterior:

Em 2012, o Brasil tinha ficado com as seguintes médias:
Ciências – 405 pontos
Leitura – 410 pontos
Matemática – 391 pontos

Em 2015, ele ficou com as seguintes médias:
Ciências – 401 pontos
Leitura – 407 pontos
Matemática – 377 pontos

O Programa leva em consideração as condições econômicas dos países participantes, mas isso ainda não é desculpa para o desempenho ruim do Brasil. Como afirma a secretária executiva do Ministério da Educação, Maria Helena Guimarães de Castro para a Agência Brasil, o resultado geral do Brasil "é muito ruim em comparação até com países que têm investimento menor que o nosso em educação e, inclusive, um nível de desenvolvimento inferior ao do Brasil. Países como a Colômbia e o México, que tinham um desempenho parecido e agora já superaram o Brasil".

Entre os melhores colocados do ranking estão países como Cingapura (primeira colocada em todas as matérias), Japão e China, com médias acima de 500. Entre os piores colocados, além do Brasil, estão países como Kosovo, República Dominicana e Argélia. Confira o ranking completo aqui.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.