text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

7 dicas para passar no vestibular sem fazer cursinho

      

Quer saber como passar no vestibular sem fazer cursinho, mas ainda não sente muita segurança para dar início aos estudos? É provável que você conheça as histórias de uma ou mais pessoas que conseguiram ser aprovadas sem precisar se matricular em cursos preparatórios. Todas elas nos ensinam que, até a conquista da vaga, muito suor precisa ser derramado, e muitos neurônios, acionados.

De qualquer forma, um dos maiores desafios é conciliar os estudos com a própria necessidade de colocação profissional ou a escola. Independentemente da condição socioeconômica, nessa fase, todo jovem se vê diante de múltiplas responsabilidades, sobre as quais precisa ganhar experiência na base de tentativa e erro.

Pensando nisso, destacamos 7 dicas para você, que quer otimizar seu tempo e estudar sem cursinho. O melhor de tudo é que, de quebra, você economiza uma grana!

1. Use todo o tempo livre que tiver

O primeiro passo a ser dado é aproveitar o tempo da melhor forma. Como você não terá horários para comparecer às aulas ou assistir a lições em vídeo, a tarefa de dividir o tempo para os estudos será 100% sua.

Reservar dias e horas fixas para estudar é, certamente, a melhor maneira de se manter focado e em ritmo de aprendizado constante. Contudo, em se tratando de vestibular, o salto de qualidade está nas muitas revisões que você fizer dos conteúdos estudados.

Portanto, no seu tempo livre, a prioridade é rever tudo que já foi estudado nos horários predeterminados. Isso inclui até mesmo aquelas horas em que você estiver no transporte público ou aguardando sua vez de ser chamado no consultório médico.

2. Faça aulas particulares

Disciplinas como Matemática, Física e Química são estritamente técnicas, ou seja, dependem da assimilação de fórmulas, números ou conceitos muito difíceis de se aprender quando se estuda só.

Para essas matérias — e quaisquer outras que representem dificuldade —, contar com aulas particulares pode ser a melhor solução. A vantagem é que as aulas são adaptadas às suas necessidades e limitações, sejam em nível de aprendizado ou de tempo.

Em uma turma de cursinho, você precisaria se adequar ao ritmo imposto pelos professores, o que não acontece com aulas particulares. Assim, a assimilação de conteúdo é muito mais rápida.

3. Saiba do que você precisa para passar

Fazer o vestibular para Medicina não é o mesmo que para Administração. Cada curso tem suas matérias específicas e abordagens e apresenta processos evolutivos distintos no aspecto tecnológico.

Além das particularidades nas provas, a relação candidato/vaga também deve ser considerada como parte de uma estratégia para conseguir aprovação. A nota de corte, como é chamado o conceito mínimo para aprovação, varia de um curso para outro. É importante você considerar esse aspecto para que seus esforços sejam orientados para a nota desejada.

4. Monte uma estratégia de estudos

Como você sabe, o vestibular é um concurso em que são exigidos conhecimentos de múltiplas disciplinas. Por isso, na hora de montar seus horários dedicados aos estudos de novas matérias ou de revisar o que já foi estudado, considere sempre seus pontos fortes e fracos.

Faça o cotejo com as provas anteriores e avalie se vale mais a pena reforçar os estudos no que já é bom ou dedicar mais tempo para estudar matérias em que você tem dificuldade.

Considere o seguinte: focando as matérias em que já tem força, você garante que os conteúdos permaneçam sempre vivos na memória. Assim, evita perda de pontos que podem ser conquistados com mais facilidade.

Por outro lado, ao reforçar os estudos nas matérias em que não é tão bom, você pode garantir pontos que não seriam obtidos se não fosse pelo esforço extra.

5. Evite períodos prolongados sem estudar

Quando há o objetivo de ser aprovado no vestibular, tempo é um recurso valiosíssimo. Como você já viu, é fundamental aproveitar qualquer momento que tiver livre, e isso significa que quanto mais intenso for o ritmo de estudos, melhor.

Estando sempre em contato com as matérias, você evita que aquele detalhe seja ignorado, o que pode fazer a diferença na hora da prova. A atividade constante também é a garantia de que o conhecimento estará sempre na ponta da língua — ou dos dedos —, algo importante para manter a confiança e a tranquilidade.

6. Faça pausas programadas

Por mais determinado que você esteja, cedo ou tarde, seu corpo vai pedir um “pit stop”.

Como estamos lidando com o tempo, não seria mais sensato se essas paradas fossem programadas, para que você mantenha o foco e aproveite para descansar?

A necessidade de se esforçar em níveis elevados não significa que você deva estudar sem limites — muito pelo contrário. No processo de aprendizagem, as paradas são importantes, até porque ajudam a consolidar as sinapses realizadas pelo cérebro, o que é imprescindível para a formação do conhecimento.

Com o tempo, perceberá que o que aprendeu passou a fazer parte de você, tornando-se algo natural, mas, para isso, é necessário algum tempo longe dos livros.

7. Resolva questões de provas anteriores

Quando se fala de vestibular, tão importante quanto ler muito e estudar as disciplinas é saber transmitir o que você sabe, principalmente nas provas discursivas e de Redação. Nesse aspecto, a banca de correção deixa claro nos editais o que espera ver nas respostas para atribuir nota máxima.

A melhor forma de conhecer o estilo da banca que corrige as provas é resolver questões de exames passados. Essa é a maneira que você vai ter para testar seus conhecimentos antes da prova, ao mesmo tempo em que se familiariza com os tipos de questões que geralmente caem.

Na falta dos tradicionais “simulados”, caberá a você criar os seus. Felizmente, na internet, as provas anteriores da maioria dos exames podem ser encontradas e baixadas, facilitando os estudos.

De qualquer maneira, como passar no vestibular sem fazer cursinho é um esforço individual, você precisará resolver provas anteriores de forma criteriosa. Isso significa ter atenção para as matérias com que já tenha tido contato, certo?

Com muita disciplina, foco e dedicação, você vai ver que é possível ser aprovado sem cursinho. Quer outra dica? Assine nossa newsletter, receba conteúdo de qualidade para ajudar na sua jornada e fique ainda mais próximo da sonhada vaga!



    Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.