text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como aperfeiçoar a sua técnica de estudo durante o verão

      
Uma rotina e um plano de ação são indispensáveis para obter rendimento nos estudos
Uma rotina e um plano de ação são indispensáveis para obter rendimento nos estudos
  • Para muitas pessoas de diferentes idades o calor do verão chega a ser sufocante e incômodo. Mas, algumas vezes é o momento em que não há outra saída que estudar.
  • E quando o assunto são os estudos, é preciso abordar a situação de maneira estratégica.
  • É importante ser realistas e pensar se queremos passar nas provas ou em um concurso, um processo seletivo de emprego importante. Se optamos por sentar e estudar para nos superarmos, devemos traçar um plano de ação que seja viável.

O primeiro que devemos planejar para que o estudo no verão seja rentável é decidir a hora do dia que escolheremos para este fim. Depois, as horas de estudo, o lugar, como distribuir as temas e a maneira de preparar toda a matéria.

O melhor momento do dia para estudar são as manhas. O cérebro descansa melhor durante à noite e assimila melhor os conteúdos no período matutino. Podemos estaudar todas as manhãs e deixar uma delas livre e todas as tarde, para aproveitar as atividades do período de férias.

Há os que preferem ficar em casa estudando e há os que preferem ir a uma biblioteca, distante de qualquer elemento que possa servir de distração, principalmente os dispositivos como o smartphone e seus tao atraentes aplicativos.

Dependendo do tipo de prova a superar e dependendo das matérias o ideal é que se dedique entre uma e quatro horas de estudo. É necessária a introdução de descansos breves de cinco minutos e nunca superiores a quinze minutos depois de três horas de estudo.

Nesses períodos curtos de descanso é recomendável evitar ver televisão ou se distrair na Internet. É mais produtivo conversar um pouco ou comer algo.

O ideal é reservar ao menos um dia para revisar os capítulos, os conceitos, ou os textos aprendidos durante os cinco dias anteriores; pode ser uma sexta-feira ou um sábado, assim é possível se dar um prêmio no final de semana. 

Metodologicamente falando, devemos criar um sistema de estudo que empregue características como a constância, a responsabilidade e o esforço. Agir desta forma repercute em eficiência com relação ao menor tempo investido e à maior quantidade de informação compreendida e armazenada no nosso cérebro.

Uma vez sentados diante do conteúdo a ser aprendido, os passos a seguir são:

Ler o texto que vai ser estudado pelo menos duas vezes, primeiro rapidamente e segundo mais ao nosso ritmo normal. E, ao finalizar, ser capazes de contar algumas ideias gerais sobre o que se leu. Se não se der o caso, ler novamente.

A seguinte dica é sublinhar as próprias anotações, de maneira conexa e compreensiva. Deste modo, o cérebro realiza o esforço de sintetizar e unir conceitos. É possível anotar em outro lugar as palavras chave, aquelas que são mais importantes, e que devem ser memorizadas de forma esquemática.

Depois já podemos realizar um mapa mental com as palavras chave, sem olhar o texto, unindo conceitos e só verificando no final. O cérebro começará a reter ideias em uma determinada ordem que depois pode ser recortada e ampliada.

Fazer esquemas também pode servir de recurso, mas levam mais tempo para esta época do ano, onde a questão é obter o máximo rendimento. Mas, se é uma técnica que te deixa seguro, lembre-se de redigi-los com a sua linguagem. É como ir traduzindo um texto, o cérebro o adapta na sua forma de entender as coisas.

Para fazer a revisão dos estudos, prepare resumos escritos primeiro e depois, quando já se tem o domínio do texto adquirido, então é possível realizar revisões orais. Para os estudantes que apresentem dificuldades na expressão escrita, o melhor sempre é tentar escrever. Escrever o que se pensa é a melhor maneira de praticar.

No final de cada dia é sempre bom fazer uma revisão do que foi estudado no dia anterior e, no final da semana, dedicar o tempo de estudo a revisar tudo.

Desta forma o trabalho árduo fica mais fácil e relembramos o que lemos com mais facilidade da que possamos imaginar.

Durante às tardes é importante aproveitar o tempo para realizar todo tipo de atividades lúdico-esportivas que te façam sentir como o resto dos mortais.

Este tipo de distração modifica um pouco a rotina e nos mantém relaxados. Desta forma, na hora de dormir, veremos de forma positiva o tempo que aproveitamos e isso te motivará a iniciar a sessão do dia seguinte.  


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.