Notícias

Como construir uma aprendizagem baseada em projetos

      
A aprendizagem baseada em projetos é um método para ensinar conteúdo, de forma ativa. A atividade prática é utilizada como forma de estimular a reflexão sobre os problemas propostos e onde as crianças aprendem brincando.
A aprendizagem baseada em projetos é um método para ensinar conteúdo, de forma ativa. A atividade prática é utilizada como forma de estimular a reflexão sobre os problemas propostos e onde as crianças aprendem brincando.  |  Fonte: istock

De onde veio a aprendizagem baseada em projetos?

Um dos grandes defensores da aplicação da aprendizagem baseada em projetos, John Dewey dizia que o papel dos professores não era o de impor aos seus alunos um conceito ou forma de abordar um problema, mas sim estimular os jovens a construir a sua própria maneira de resolução do dilema que estava a sua frente. 

Desde o final dos anos 90, o Buck Institute for Education tem agregado pesquisadores e interessados em estudar e difundir esse método para expandir o números de professores com o conhecimento e capacidade para aplicar a aprendizagem baseada em projetos aos seus alunos.

Hoje, essa metodologia é aplicada em escolas, como é o caso da Quest to Learn, em Nova York, uma das pioneiras na aplicação dos jogos como ferramenta de ensino. 

No Brasil, o espaço para aplicação da aprendizagem baseada em projetos, aos poucos, ganha mais adeptos. Recentemente, a Universidade UniAmérica, em Foz do Iguaçú/PR realizou um evento cultural com essa abordagem e há ainda o Porvir com um projeto inovador chamado “Aprendizado Mão na Massa”.

As sete etapas do PBL

A aprendizagem baseada em projetos é construída a partir de sete etapas distintas, cada uma elaborada com um objetivo específico:

  1. Pergunta motivadora - O professor apresenta um problema que, ao primeiro olhar, possa parecer ser de difícil solução.

  2. Desafio - Este é o momento de propor o desafio ao grupo e estimulá-los a buscar as respostas.

  3. Pesquisas e elaboração de hipóteses - Os alunos vão se dividir em equipes para questionar todos os aspectos do problema proposto, desde suas causas até as formas de resolução. A partir da determinação das causas é que as equipes conseguem formular suas propostas para solução.

  4. Aplicação das hipóteses - É a hora de colocar as propostas em práticas para testá-las na prática. O professor deve atuar como um mentor, orientando os grupos sem cercear sua liberdade de questionamento.

  5. Feedback - Nesse momento, é importante estimular o questionamento do porquê outras técnicas não deram certo e fomentar o debate no grupo. O feedback do professor pode ser dado a qualquer momento, mas com cautela para não conduzir os alunos a uma determinada linha de raciocínio. Por isto, é nesta quinta etapa que o professor tem mais liberdade para participar ativamente com os alunos das discussões.

  6. Retorno ao início - Nesse momento, o professor retorna a pergunta motivadora e convida o grupo a refletir sobre as soluções que encontraram no processo de construção da resposta. 

  7. Avaliação - O professor analisa a participação de todos os envolvidos e como contribuíram para o resultado para diagnosticar falhas no aprendizado e buscar formas de atacá-las de maneira direta.

Objetivos e vantagens da sua aplicação

Este método de aprendizado tem como foco a formulação de problemas aplicáveis a realidade que cerca os alunos. Esta técnica aumenta, significativamente, as chances da retenção do conhecimento e habilidades adquiridas considerando o longo prazo. 

É exatamente este um dos maiores dilemas da pedagogia atual, já que o problema que a dificuldade de acesso ao conhecimento que tínhamos até bem pouco tempo foi superado com os avanços tecnológicos.

Por isso, a aprendizagem baseada em projetos tem sido adotada em escolas e, até mesmo, em empresas, não apenas como forma de melhorar a capacitação da equipe, mas em função das inúmeras vantagens que este método apresenta, como:

  • Estimula características de lideranças

  • Maior engajamento e participação do grupo

  • Melhoria contínua do raciocínio lógico dos alunos

  • Reforça o conceito de colaboração e sinergia dentro do grupo

  • Estimula o gerenciamento de recursos na resolução do problema

  • Fortalece a visão crítica diante de problemas práticos do dia a dia

  • Estimula o fortalecimento de uma boa relação dentro da equipe com foco na empatia



Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.