text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Desenvolvendo sua inteligência emocional

      
Investir na sua inteligência emocional é fundamental para seu amadurecimento.
Investir na sua inteligência emocional é fundamental para seu amadurecimento.  |  Fonte: istock

Afinal, o que é inteligência emocional?

O conceito de inteligência emocional vem da psicologia e teve sua primeira abordagem pelo renomado biólogo britânico, Charles Darwin, em seus estudos sobre a evolução das espécies. Darwin acreditava na importância da expressão das emoções como forma de garantia de uma vida saudável capaz de sobreviver e se adaptar no mundo em que vivemos.

Todos nós temos a capacidade de desenvolver nossa inteligência emocional, já que ela está ligada a forma como lidamos com nossos próprios sentimentos e com os das pessoas que nos cercam. Não é uma tarefa fácil, mas é um aspecto que merece especial atenção já que ela será especialmente útil em nosso convívio com os colegas da escola, do trabalho e, em especial, com nossos familiares.

A inteligência emocional é um conceito difícil de explicar conceitualmente, mas que todos nós compreendemos em casos práticos. Quem nunca passou por uma situação de descontrole diante de um motivo banal? Isso ocorre porque reagimos de forma excessiva diante de casos bobos em decorrência do nosso passado. 

É importante frisar que não existe uma forma correta de reagir a nenhum acontecimento, mas ter inteligência emocional nos mostra que reagir dessas formas exacerbadas levam ao nosso próprio desequilíbrio, o que não faz bem a ninguém.

Como desenvolver nossa inteligência emocional?

1. Conheça você mesmo

Um processo de autoconhecimento é essencial para aprender a lidar com as emoções. Sem esta etapa, todas as demais parecem inócuas. Então o primeiro passo é você ser capaz de ser sincero consigo mesmo. Tente responder às perguntas:

  • Quando você não está bem, você consegue identificar a causa?

  • Você consegue perceber que um determinado comportamento de alguém não te faz bem?

  • Você já percebeu que pessoas específicas não te fazem bem, seja no geral ou em situações específicas?

  • Você já reagiu de forma excessiva e conseguiu compreender o motivo da sua reação?

Se você respondeu “sim” para quaisquer dessas questões, você já consegue compreender alguns aspectos que te abalam fortemente. A compreensão é o primeiro passo para aprender a lidar com as coisas que te afetam.

2.Saiba como gerenciar suas emoções

Uma vez que você consiga identificar comportamentos que te atingem e que não te fazem bem, ser capaz de impedi-los é uma tarefa ainda mais difícil. Isto porque, normalmente, as atitudes que mais nos atingem são aquelas oriundas das pessoas que temos mais próximas. 

Sem dúvida, o caminho mais simples para construção de uma inteligência emocional sólida é através de mecanismos onde você não dependa das atitudes dos outros. Assim, saber se blindar de ataques de pessoas queridas é a estratégia mais difícil de ser implementada, mas também a mais eficaz. 

Quando você é capaz de separar aquilo que te atinge por causa da sua história de vida, você consegue se manter imune a ataques vazios de terceiros, que estão apenas descarregando suas próprias frustrações.

Saber gerenciar suas emoções é saber controlar seus impulsos. Significa escapar daquilo que muitos dizem ser a sua natureza de contra atacar, quando atacado. O importante é ter em mente que a pessoa que ataca sempre sairá perdendo, já que o seu desgaste foi alto.

3. Busque motivação e empatia

Esses dois fatores são fundamentais para a inteligência emocional bem apurada. A empatia é a capacidade de compreender as ações dos outros, de se colocar em seu lugar. Apenas assim que será possível superar determinados questionamentos que não conseguimos compreender. 

A motivação, por sua vez, é aquilo que nos move sempre em frente. É fruto da nossa força interior.

Benefícios da inteligência emocional

Ser capaz de administrar todos esses sentimentos que nos atingem diariamente é uma arte, mas em troca disto tudo, você certamente encontrará benefícios que compensam, como:

  • Autoestima e autoconfiança como resultado do autoconhecimento e do controle das emoções;

  • Uma melhor visão de mundo capaz de criar empatia com os sentimentos das outras pessoas;

  • Equilíbrio Emocional;

  • Fortalecimento das relações que você estabelece com aqueles que o cercam;

  • Desenvolvimento da comunicação;

  • Queda vertiginosa no grau de estresse;

  • Excelente administração do tempo e produtividade, já que você saberá fazer uma triagem entre as questões realmente essenciais;

  • Crescimento da sua realização pessoal e melhora da qualidade de vida.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.