text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Aprender duas línguas ao mesmo tempo: é possível? Como? Descubra!

      
Praticar a escuta é vital na hora de aprender uma nova língua – e ainda mais essencial se você quer aprender duas ao mesmo tempo!
Praticar a escuta é vital na hora de aprender uma nova língua – e ainda mais essencial se você quer aprender duas ao mesmo tempo!  |  Fonte: iStock

Se você chegou até aqui é porque está querendo saber: afinal, é possível aprender duas línguas ao mesmo tempo? A resposta é sim, embora nem todo mundo goste dessa prática. Caso queira seguir por esse caminho, saiba que ele apresenta dificuldades, mas também pode trazer vários benefícios.


Quem fala mais de uma língua conhece bem o desejo de ter um botãozinho na cabeça para trocar automaticamente o idioma a ser falado. Quando você tenta aprender duas línguas ao mesmo tempo, a existência desse botão é um desejo constante, porque confundir idiomas entre si torna-se algo muito comum!


Mas também há um lado bom nessa dificuldade: você forçará tanto o seu cérebro a efetuar essas mudanças que, com o tempo, ela se tornará mais fácil. Aprender novas línguas traz, aliás, uma série de benefícios para o seu cérebro, assim como para o seu desenvolvimento pessoal.


Além de favorecer a cognição e a memória, como muitos estudos mostram, o aprendizado de novos idiomas pode contribuir para a sua compreensão do mundo e de outras pessoas. Confira então algumas dicas para aprender duas línguas ao mesmo tempo!

Saiba escolher os seus idiomas

Existe uma escala de dificuldade quando se trata de idiomas. Para falantes de português, as línguas latinas, também chamadas de línguas românicas, são mais fáceis de assimilar, devido à sua semelhança com a nossa própria língua materna.


Portanto, é mais fácil aprender italiano, por exemplo, do que alemão. Além disso, se você estiver aprendendo italiano e espanhol ao mesmo tempo, descobrirá que muitas palavras são semelhantes nessas línguas e encontrará facilidade em estruturar frases.


Por outro lado, a história do botãozinho de troca de idiomas citada acima fica ainda mais complicada quando você aprende dois idiomas muito parecidos, como espanhol e italiano: é bem mais fácil confundir essas duas línguas do que seria se você estivesse aprendendo espanhol e alemão, por exemplo.


O inglês, apesar de ser uma língua germânica como o alemão, é um objeto de aprendizado mais fácil para os brasileiros do que as suas "primas" indo-europeias, tais como o holandês e o sueco. Isso não apenas porque a gramática inglesa é mais simples, mas também porque já estamos mais acostumados com os seus sons e com várias de suas palavras. Afinal, ouvimos inglês quase o tempo todo, em músicas, séries e filmes, e já incorporamos termos como “download” e “crush” ao nosso cotidiano.


Assim, aprender inglês e espanhol ao mesmo tempo pode ser uma ótima ideia e será um desafio muito mais fácil do que se você se aventurar pelo russo e tcheco, ao mesmo tempo – praticamente uma missão impossível!

Para aprender duas línguas ao mesmo tempo, organize-se em dobro!

Para aprender um novo idioma, é preciso organização e disciplina. Para aprender duas línguas ao mesmo tempo, é preciso o dobro de organização e disciplina!


Não importa se você vai fazer aulas particulares, se vai usar um aplicativo de ensino de idiomas ou se pretende unir diferentes estratégias de aprendizado. Você precisa criar uma rotina e segui-la, pois somente com o estudo e a prática regulares será possível evoluir. Você pode sim dedicar mais tempo à língua que julgar mais difícil, mas faça isso de modo consistente.


Em qualquer situação de aprendizado, é preciso aprender a estudar e é indispensável manter a constância. A repetição espaçada é um dos métodos considerados mais eficientes para aprender e, especialmente, para memorizar. Validado por diversos estudos científicos, esse método é usado atualmente em softwares e aplicativos que facilitam o aprendizado, como é o caso do Anki.

Escute

Estudos mostram que escutar é essencial para aprender um novo idioma. Um experimento demonstrou, inclusive, que estudantes que praticaram a distinção entre sons de uma língua estrangeira pronunciando-os em voz alta progrediram menos do que aqueles que simplesmente se dedicaram a escutar.


Isso não significa que praticar a fala não seja importante. Pelo contrário, é altamente recomendável conversar com nativos do idioma que se quer aprender. Porém, especialmente no início do seu aprendizado, pratique principalmente a escuta.


Para aprender duas línguas ao mesmo tempo, o que requer o dobro do seu tempo, esta dica é particularmente adequada, pois você pode escutar podcasts, músicas, audiolivros e programas de televisão enquanto realiza outras atividades, como a faxina da casa ou exercícios físicos na academia!


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.