text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como elaborar uma resenha crítica e os seus benefícios para os estudos

      
Elaborar uma resenha crítica de qualidade é essencial na vida acadêmica.
Elaborar uma resenha crítica de qualidade é essencial na vida acadêmica.  |  Fonte: iStock

Ao longo da sua vida acadêmica, você provavelmente já se deparou com um comando de redação que pedia para escrever uma resenha acerca de um material indicado pelo professor, seja ele um livro, um filme ou mesmo uma obra de arte. 

O que é uma resenha?

A resenha é uma abordagem textual que busca analisar e descrever detalhadamente o seu objeto para o leitor. Ela normalmente será redigida como uma forma de apresentação ao leitor de algo que lhe seja desconhecido. 

As resenhas podem ser de três tipos:

  • Descritiva - A resenha descritiva tem como objetivo oferecer ao leitor uma descrição detalhada e minuciosa da obra que foi escolhida como seu foco de análise. É muito comum no âmbito das resenhas literárias, cinematográficas ou artísticas. Nesse caso, o autor deve tentar se abster de relatar suas opiniões e críticas acerca do mesmo, apenas apresentando as características principais do seu objeto de estudo.

  • Crítica - Por outro lado, a resenha crítica começa com a mesma descrição da resenha descritiva, mas deve ser feita de forma resumida, já que este não é o foco do trabalho. O autor, neste caso, não apenas pode como deve oferecer sua opinião e críticas acerca do objeto da resenha. Perceba que a expressão de uma opinião não se dá apenas através da construção direta (“Eu acho…”), mas através até mesmo da escolha de palavras do autor ao fazer a descrição.

  • Literária - São mais comuns no ambiente acadêmico e tem como foco exclusivamente as obras literárias. É fundamental incluir dados bibliográficos da obra escolhida como objeto central do trabalho.

Perceba que a resenha descritiva também não estará livre de uma carga das impressões pessoais do autor. Basta se imaginar lendo 5 descrições de uma mesma obra de arte ou de um filme, você já sabe que todos os 5 artigos serão totalmente diferentes uns dos outros. Isso ocorre pois ao analisarmos algo, cada um de nós vai prestar atenção e valorizar aspectos diferentes de um mesmo objeto. Isto é o resultado de termos visões de mundo e criações diferentes.

O tipo mais usual de resenha e mais cobrado nas escolas e faculdades é a resenha crítica, já que ela é ainda mais elaborada em seu narrativa, trazendo as impressões do autor.

A resenha crítica como forma de estudo

Existem diversas formas de estudo e sua eficácia pode variar de acordo com cada indivíduo, mas existe um consenso de que a elaboração de resenhas é uma das melhores formas de assimilar um conteúdo lido.

Cedo ou tarde, você terá a tarefa de ler um livro na escola ou para sua faculdade. É bem provável que, após a leitura, você tenha que fazer uma prova sobre ele. Então, surge aí um desafio e você deve se perguntar: “qual a melhor maneira de garantir que eu entendi o livro e vou saber responder a todas as questões do teste?”. 

Enquanto alguns alunos investem em ler e reler o mesmo material, pesquisas indicam que você não deve exagerar na leitura. Na verdade, o que você deve fazer é evitar ler muitas vezes o mesmo conteúdo. Ao invés disso, é recomendado uma única leitura e, depois, escrever um resumo, segundo o livro The Little Book of Talent: 52 Tips for Improving Your Skills, pertencente ao autor mais vendido do The New York Times, Daniel Coyle.

Alguns estudos já investigaram e constataram que as pessoas que escrevem resumos de algum texto ou livro lembram 50% mais do que aquelas que leram o material muitas vezes. Isso acontece porque, para aprender, não se pode permanecer “apático”. 

A leitura é um processo passivo, no qual você apenas deixa as palavras entrarem no seu cérebro. Para fixar, de fato, um conteúdo é necessário transformar o processo da leitura em algo ativo. Portanto, é preciso transformar o conteúdo em algo concreto, como um resumo, uma resenha crítica etc.

A produção de algo após a leitura força você a descobrir os pontos-chaves da trama, processar e organizar essas ideias em seu cérebro para que elas façam sentido. Escrevendo, você aumenta o alcance da leitura e, portanto, aprende mais e melhor.

Como elaborar resenhas críticas?

Solicitar que os alunos escrevam uma resenha é uma ótima forma de comprovar que eles de fato leram e entenderam os pontos principais de um determinado livro e, por isso, esse tipo de redação é comumente trabalhado pelos professores.

Se você não tem certeza de como estruturar seu texto de forma a deixar as suas ideias claras, não se desespere! Siga nossas dicas, aprenda como fazer resenha e garanta uma boa nota nos seus trabalhos e provas.

  • Saiba exatamente o que é uma resenha

Uma resenha é um texto que sintetiza, de forma crítica ou opinativa, os principais aspectos de uma obra, expressando a opinião do autor sobre ela. Por ser uma síntese, é preciso que ela apresente o que é essencial na obra, como acontece no gênero textual resumo.

Mas uma resenha deve ir além e emitir também a visão do autor, fazendo uma análise construída com base em argumentos pertinentes e consistentes. Portanto, ao elaborar o seu texto, é preciso estar atento a essas características relativas ao gênero textual.

  • Leia e entenda a obra

O primeiro passo é ler o livro com muita atenção. Você deve conhecer os personagens e entender todo o contexto da época em que ele foi escrito.

Por exemplo: é muito difícil elaborar uma resenha de uma obra como “Os Miseráveis”, de Victor Hugo, sem compreender os costumes da França do século XIX, entre a batalha de Waterloo e as barricadas de Paris.

Por isso, se você não sabe muito sobre o assunto do qual o livro trata, convém fazer uma pesquisa em outras fontes, para entender melhor a obra antes de começar sua resenha.

  • Organize seus pensamentos

Ao término da leitura, é preciso organizar os seus próprios pensamentos. A opinião do autor ficou clara para você? Quais impressões a obra passou? O que o autor pretendia ao publicá-la?

Além disso, é necessário refletir sobre como a obra se relaciona com os dias atuais, ou seja, como o que foi escrito em anos passados está presente na sociedade de hoje. Esse pode ser um dos pilares para elaborar a resenha.

  • Faça uma síntese do livro

Agora é hora de começar a escrever a sua resenha. É preciso ter em mente que ela deve apresentar o livro e apontar os principais aspectos abordados por ele. Por isso, uma boa maneira de começar é fazer uma síntese, um resumo do que foi contado.

Destaque aspectos importantes, como os personagens, o cenário e ambientação, os principais acontecimentos, os símbolos e quais são as relações estabelecidas por esses elementos.

Os personagens relevantes para a história devem ser citados. Uma boa dica é relatar suas impressões sobre a personalidade de cada um e dizer como a história seria completamente diferente sem eles.

  • Avalie e critique a obra

Você não pode se limitar apenas à síntese do livro, já que isso caracterizaria seu texto como um resumo. A resenha deve ir além e conter uma análise crítica da obra. Tenha um posicionamento e argumente sobre ele de forma embasada.

Identifique os elementos que o autor do livro desenvolveu com sucesso, para destacar as qualidades do trabalho. Da mesma forma, indique trechos nos quais a escrita deixou brechas ou não foi bem desenvolvida, mas sempre fundamentando o seu posicionamento. Você pode até mesmo incluir fragmentos do livro no seu texto para legitimar o que está retratando. Não se esqueça de, sempre, identificar esses trechos como citações, usando as aspas e fazer as devidas referências.

  • Apresente o contexto

Lembre-se de que uma resenha didática pode priorizar o conteúdo da aula para a qual ela foi proposta. Se você está escrevendo para o professor de literatura, insira a obra no movimento literário no qual o livro foi lançado. Se for para o professor de história, dê ênfase ao contexto social da época.

Relacione a obra ao contexto no qual está inserida. Quais características ela apresenta do movimento literário no qual se insere? Ou de que forma a sociedade na qual o autor vivia pode ter influenciado a sua escrita?

  • Respeite a modalidade escrita formal

Uma resenha de qualidade precisa estar de acordo com a modalidade escrita formal da Língua Portuguesa, pois é um texto de cunho acadêmico. Isso quer dizer que seu texto não pode apresentar coloquialismos, informalidades ou desvios gramaticais.

Fique atento para seguir as exigências do tipo de texto: seja objetivo e imparcial, escrevendo com clareza, precisão vocabular e em concordância com a gramática normativa. Depois que seu texto estiver pronto, revise-o para corrigir possíveis inadequações.

  • Imprima seu estilo individual

A resenha também dá a chance de você mostrar seu estilo individual de escrita, seja na fluência do texto, na presença ou não de humor ou até mesmo na velocidade em que as coisas acontecem. Por isso, não se limite a fazer um texto impessoal demais. Imprima sua marca (mas, é claro, sem deixar de lado as características do gênero e do tipo de texto).

Viu como fazer resenha pode ser simples? Você pode ainda seguir cinco passos básicos para produzir uma excelente resenha crítica.

Como fazer uma resenha em 5 passos

Se esta é sua primeira resenha, vamos te ajudar com o passo a passo básico para tornar essa tarefa mais simples.

  1. Analise a obra com cuidado e atenção. Caso você tenha que escrever sobre um livro ou um filme, é essencial que você tenha assistido ou lido a obra, no mínimo uma vez, e com bastante atenção.

  2. Revisite a obra a todo momento. A compreensão profunda da obra é a chave para escrever uma resenha bem abrangente, portanto não tenha receio algum de reler ou rever quantas vezes achar necessário até saber que possui o completo domínio do material.

  3. Redija uma introdução. Situe o seu leitor detalhando qual a obra escolhida e dando as informações essenciais para que ele mesmo possa buscá-la, caso tenha curiosidade em ler/ver a obra original. É interessante também abordar uma breve descrição do autor da obra, caso seja conhecido. Bastam 1 ou 2 parágrafos nesta introdução.

  4. Apresente a obra. Este pequeno resumo pretende recriar para o leitor os principais aspectos retratados na obra original, já que muitas vezes ela pode ser desconhecida ou inédita, como é o caso de críticas de filmes em fase de lançamento. Ainda que a sua escolha de palavras já possa dar uma ideia das suas impressões para o leitor, este não é o momento ainda de expôr suas opiniões diretamente.

  5. Faça sua análise crítica. Este é o momento de compartilhar com o leitor as suas impressões, mas sempre de forma fundamentada. Você pode citar outros autores que corroboram suas ideias ou até exemplos fáticos, mas fique atento para não tornar o texto muito pessoal e, com isso, afastar o leitor que veja seu texto como uma defesa “excessivamente pessoal” de uma ideia. 

Elaborar resenhas críticas é uma atividade excelente para os jovens, na medida em que estimulam o pensamento crítico, o que pode ser um diferencial para aquele aluno até o mercado de trabalho. 

E mais, para os amantes da literatura que desejam desenvolver mais suas habilidades de escrita, que tal acessar outros sites do ramo. Esta é uma excelente forma de buscar resenhas e começar a divulgar o seu próprio material, dando o passo inicial para uma imersão neste universo fantástico!

Confira abaixo 3 blogs para amantes da literatura:

 1. Poetry Blogs

O blog Poetry Blogs é atualizado diariamente com poemas de todos os estilos, formas e tamanhos de poetas ao redor do mundo. Você pode ler os poemas de outras pessoas e também pode publicar os seus próprios.

 2. Bard Box

O blog Bard Box reúne um acervo de obras relacionadas a Shakespeare. Esse acervo inclui textos, áudios e vídeos sobre as peças do escritor inglês. O blog também possibilita que você poste as suas próprias interpretações da obra do dramaturgo, incentivando a sua criatividade.

 3. The Booket

O blog The Booket é utilizado para fazer a resenha de livros de ficção para adultos e crianças. O site também oferece livros relacionados a cada resenha, incentivando a leitura e facilitando a escolha de bons livros para os leitores.

Seguindo as nossas dicas, com certeza você vai ser capaz de produzir uma boa resenha, que atenda à proposta do seu professor e também às características desse tipo de texto. Existem ainda alguns sites interessantes que também trabalham e desenvolvem o pensamento crítico. Confira aqui!


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.