text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Atividade de storytelling: o que é?

      
Apesar do nome estrangeirado, a atividade de storytelling é mais familiar do que pensamos.
Apesar do nome estrangeirado, a atividade de storytelling é mais familiar do que pensamos.  |  Fonte: iStock

Muito popular como técnica publicitária, a contação de histórias, ou storytelling, vem sendo utilizada também como ferramenta educacional, principalmente na modalidade EAD (Educação a Distância).


A rigor, isto não constitui uma inovação, pois desde tempos remotos, os profissionais da educação, no seu sentido mais amplo, contavam histórias para seus alunos. Um exemplo clássico é o de Jesus Cristo, que transmitia seus ensinamentos através de parábolas.


Mesmo nos tempos modernos, muitos professores em sua prática diária, utilizam técnicas narrativas para prender a atenção dos alunos e fazer com que os fatos narrados fiquem impressos na memória dos mesmos. 


Até mesmo em várias igrejas cristãs, muitos pastores utilizam as técnicas do storytelling, como a música de fundo, a voz carregada de emoção e a história dramática conectada à realidade dos ouvintes


Mas quando estamos falando de storytelling no contexto atual, estamos falando de uma narração que é transmitida por vídeo, mas que não se limita a um professor que conta uma história diante da câmera. É antes uma montagem de gráficos, áudios e vídeos que ilustram e dão sabor à narrativa do professor, sem deixar que este recurso, e devemos sempre pontuar que é um recurso, tome o lugar do processo de ensino-aprendizagem. 


Ver https://www.voxeldigital.com.br/blog/entenda-o-que-e-storytelling-e-como-ele-pode-ajudar-a-gerar-resultados-em-seu-ead/


COMO TRABALHAR COM STORYTELLING


O primeiro ponto que devemos saber sobre o storytelling é que esta técnica desenvolve a nossa imaginação e nossa capacidade de interpretação. É por este motivo, que a contação de histórias é altamente recomendada no processo educativo, pois além de desenvolver a nossa capacidade intelectual, histórias narradas despertam emoções, e pesquisas apontam a influência das emoções sobre a memória.


Ver https://www.portaleducacao.com.br/conteudo/artigos/fonoaudiologia/o-impacto-das-emocoes-nos-processos-de-memoria-e-aprendizagem/54571


Como dito anteriormente, o storytelling não deve se tornar a parte central do processo de ensino-aprendizagem, mas utilizado somente como mais um recurso do mesmo. Neste sentido, se tomarmos por exemplo um curso em modalidade EAD, o storytelling pode ser inserido para dar mais dinamismo e ilustração a um determinado tema que seja mais denso e exija mais atenção, mas não em todos.  


TÉCNICAS DO STORYTELLING 


Segundo Joe Lambert, diretor-executivo do Centro de Storytelling Digital (https://www.storycenter.org/home), são necessários sete componentes para o storytelling:


  1. Enfoque do narrador

  2. Questão dramática

  3. Conteúdo emocional que conecte o aluno à narrativa

  4. Frugalidade nos recursos

  5. Timing

  6. Emocionalidade na voz

  7. Trilha sonora para auxiliar a dramaticidade


Por outro lado, existe uma estrutura que deve ser respeitada no storytelling. Assim como numa redação dissertativa, a contação de histórias deve conter: introdução, desenvolvimento e conclusão. A diferença é o storytelling demanda um clímax antes da conclusão


Os educadores que aplicarem estas técnicas, e principalmente aqueles que oferecem cursos online poderão obter muitos resultados positivos se adicionarem estas técnicas de storytelling às suas aulas. 


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.