text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Conheça as melhores formas de estimular a criatividade!

      
Trabalhar a criatividade pode ser o diferencial que você precisa em sua carreira.
Trabalhar a criatividade pode ser o diferencial que você precisa em sua carreira.  |  Fonte: iStock

Por que a criatividade é importante?

A criatividade é uma característica “super-desejada” no mercado de trabalho atualmente. No entanto, para algumas pessoas essa habilidade não é natural e pode ser até um verdadeiro desafio desenvolvê-la. 

Isso pode acontecer por diversos motivos e, em geral, a culpa por não ser criativo pode ser dos seus próprios comportamentos. Estamos acostumados a associar a criatividade a uma ideia genial que aparece espontaneamente. 

A criatividade é cada vez mais valorizada no ambiente acadêmico e profissional. Em geral, pessoas que pensam diferente se destacam, pois são capazes de propor soluções inovadoras, contribuindo para o crescimento da equipe seja em um projeto na faculdade ou em uma tarefa no trabalho.

Decifrando a criatividade

Todos nós queremos ser pessoas criativas e nos esforçamos para ter novas ideias, solucionar problemas mais rapidamente e, principalmente, realizar um trabalho inovador. Porém, cientistas descobriram um dado que pode ser desconcertante para algumas pessoas: o nosso cérebro tende a não ser criativo.

As coisas que fazemos no dia a dia são diretamente conectadas às nossas lembranças. As tarefas que temos que realizar, a nossa forma de pensar, nossas habilidades são atos baseados em nossas ações passadas. Essa regra não foge da criatividade: assim como quase todas as nossas ações, ser criativo depende estritamente das nossas antigas experiências.

Para que uma ideia seja realmente criativa, é necessário que a nossa mente seja capaz de se desvencilhar das velhas noções. Ela precisa quebrar os paradigmas em que nos encontramos e "pensar fora da caixa". Entretanto, o nosso cérebro não quer que isso aconteça – ele quer que reciclemos o que já conhecemos.

Para contornar isso, toda vez que você sentir que está em uma "rotina criativa", tente descobrir em que memória ou conhecimento o seu cérebro está tentando se conectar. Pergunte-se: "Por que estou pensando dessa maneira?" e "Quais experiências estão fazendo com que eu pense dessa forma?”.

O segredo da criatividade

O caminho para ser mais criativo é bem diferente do que imaginamos, de acordo com John Wesley, fundador do website Pick The Brain. Para ele, todas as ideias que surgem em nossas mentes têm origem em um determinado lugar, em algum momento de nossas vidas. Todos os grandes artistas, inclusive os mais brilhantes e consagrados, também possuem a sua fonte de inspiração.

O escritor afirma que para ser uma pessoa mais criativa devemos parar de esperar a inspiração surgir repentinamente e começar a experimentar o diferente que está a nossa volta. Um bom passo primeiro passo seria observar as pessoas que lhe inspiram, buscando adaptar a fórmula delas a sua própria vida. O segredo é aprender através da observação: ao se deparar com algum trabalho que você admira, procure descobrir o que faz dele algo genial. John ressalta que há indícios de criatividade por todos os lugares, e devemos apenas absorvê-las e aplicá-las nas nossas próprias atividades criativas.

Outro passo importante para ser mais criativo é buscar um modelo que se encaixe com a sua personalidade: procure pesquisar sobre o perfil de pessoas com um estilo semelhante ao seu, e que servem de inspiração para as suas ideias. É importante também lembrar que buscar inspiração não é o mesmo que plágio. Trata-se apenas de ajustar, na sua própria vida, um determinado estilo que você admira em alguém.

Para Wesley, o papel da tecnologia também tem uma profunda ligação com a criatividade. A internet tem conectado tudo o que está a nossa volta, possibilitando o acesso desde aos trabalhos artísticos clássicos até aos mais contemporâneos. Além disso, todo tipo de arte é uma imitação. 

As pessoas mais criativas costumam imitar suas fontes de inspiração, procurando adaptar a trajetória delas ao seu estilo de vida. Contudo, segundo o site, a característica mais importante para a criatividade é a curiosidade. Na medida em que buscamos ter acesso a diferentes assuntos, maior é a probabilidade de nos tornarmos pessoas criativas, pois expandimos o nosso conhecimento. 

Por que as pessoas têm medo de ideias criativas?

Alguns estudos já testaram a ideia de que existe uma falta de conexão entre o que as pessoas dizem a respeito da criatividade e o que elas realmente pensam. Os testes procuraram por comportamentos comuns ao racismo inconsciente, baseando-se na ideia de que o racismo é uma prática condenada pela sociedade, mas que pode ser medida de forma inconsciente.

Depois de alguns experimentos, os pesquisadores descobriram que quando as pessoas estão incertas sobre algum comportamento elas se tornam mais propensas a ter pensamentos negativos sobre as ideias criativas. Além disso, elas encontram mais dificuldade em processar essas ideias.

Isso suporta as noções de que as pessoas não gostam de ideias criativas porque elas tendem a aumentar a incerteza. Isso ocorre porque você já sabe fazer as coisas de uma maneira antiga, mas o novo é misterioso. E nesse momento você precisa lidar com questionamentos do tipo “como vamos alcançar esta meta?”, “isso é prático?” ou “o que poderia dar errado?”.

É a partir daí que surge o medo e a incerteza, sensações que causam afastamento nas pessoas. Infelizmente, a criatividade exige incerteza para gerar definição, já que leva as pessoas para processos ainda não testados.

Por isso, quanto mais incertas as pessoas se sentem, mais encontram dificuldades para processar uma ideia realmente criativa. O que acontece é que para não se sentirem preconceituosas, usam sempre o discurso a favor da criatividade.

Melhores formas de estimular a criatividade

É possível desenvolver estratégias para conseguir ter ideias inovadoras e manter um fluxo constante de criação. Se você está precisando de um impulso nos seus projetos, conheça algumas dicas preparadas pela Universia Brasil e inspire-se.

  • Confira os clássicos

Criatividade vem com o conhecimento. Quanto mais referências você tiver, mais repertório terá para embasar suas teorias ou ressignificar projetos de sucesso de acordo com suas necessidades.

  • Não fique na dúvida

Teve uma ideia, mas não tem certeza se vai dar certo? Teste! Caso dê, você pode acabar descobrindo caminhos diferentes para criar novos produtos e suas tentativas terão valido totalmente a pena.

  • Anote

Você nunca saberá quando um insight pode surgir, portanto, esteja preparado para anotar suas ideias e guardá-las para fazer um exame melhor em outras situações.

  • Tenha foco

Quando estiver se dedicando a um trabalho, evite distrações. Conforme a sua concentração aumenta, você tem mais chances de desenvolver novas conexões e ser mais produtivo.

  • Descanse

É importante dar um tempo para a mente se desligar e reorganizar as ideias, bem como fixar conteúdos aprendidos. O sono de qualidade também é importante para repor as energias e manter a saúde, fatores fundamentais para ter boa disposição.

  • Não seja perfeccionista e saiba ouvir críticas

Alguns projetos só se concretizam na prática, ou seja, é preciso ter um bom conceito, porém, esperar até todos os detalhes estarem perfeitos para lançar algo novo pode ser prejudicial. Crie uma base sólida e aperfeiçoe o projeto aos poucos, conforme ele for se concretizando.

Também é importante que você saiba considerar pontos de vista diferentes. Caso algum colega não concorde com a sua ideia, entenda que não se trata de uma crítica pessoal, mas sim de outra perspectiva sendo proposta. Ouça o que ele tem a dizer a você e peça sugestões para que você possa melhorar.

  • Compartilhe suas ideias

Muitas vezes, outras pessoas podem contribuir com visões inovadoras para seu projeto. É interessante pedir opiniões para colegas que possam contribuir com conhecimento e análises críticas sobre o seu trabalho. 

Dessa maneira, você terá uma ajuda construtiva que pode ser valiosa para seu trabalho. Lembre-se de pedir sugestões para melhorar. Ter acesso a diferentes perspectivas é uma ótima forma para expandir a sua criatividade.

  • Siga exemplos e busque outros pontos de vista

Boas referências não são apenas livros ou trabalhos para consulta. Profissionais competentes e bem-sucedidos também podem servir como exemplo de criatividade. Conheça histórias de vida inspiradoras e pense em como você poderia resolver tais situações se agisse como essa pessoa.

Ao elaborar um projeto, pense em como ele seria útil e afetaria outras pessoas. Essa técnica ajuda a solucionar problemas sobre diversas perspectivas, transformando o produto em algo interessante para diversos públicos. 

  • Busque soluções e não tenha medo de arriscar

Em muitos casos, a resposta que você está procurando pode não estar diretamente relacionada à sua área. Observe os sistemas produtivos comuns em outras carreiras, pode ser que você encontre processos que ajudem no seu desenvolvimento.

Além disso, para estimular a capacidade de criar algo novo, saia da sua zona de conforto e busque novas possibilidades, mesmo em lugares onde você não espera encontrá-las. Lembre-se de que muitas vezes, uma grande ideia pode surgir no momento mais improvável.

  • Relaxe

Boas ideias são inesperadas, por isso, permita-se divagar por alguns momentos. Ter um tempo para relaxar e se perder em pensamentos pode ser uma ótima ideia de descobrir novas ideias. Tenha uma pausa produtiva e colha bons resultados.

  • Tome um banho ao acordar

Quando a mente está relaxada é mais fácil dirigir o centro das atenções para dentro, para o fluxo de associações remotas que emanam do hemisfério direito do cérebro. O banho, por seu poder de relaxar os músculos, acelera esse processo. Por isso é tão comum ter insights criativos durante os banhos quentes.

  • Mantenha hábitos

De acordo com pesquisa da Universidade de Toronto, no Canadá, fazer algo com o que você já está acostumado, como caminhar, tirar um cochilo ou mesmo lavar a louça, permite que você acesse, de maneira inconsciente, as informações periféricas que o seu cérebro não consegue acessar durante um estado intenso de foco.

  • Extraia o máximo da desordem

A pesquisa “Imagine: How Criativity Works” mostrou também que um dos melhores momentos para insights criativos é o primeiro da manhã, logo que você acaba de acordar. Isso acontece porque o cérebro sonolento é desorganizado, aberto a todos os tipos de ideias não convencionais.

Os vilões do pensamento criativo

Muitas pessoas se perguntam por que não conseguem ser criativas e ter pensamentos inovadores. Embora pareça uma habilidade difícil de ser desenvolvida, muitas vezes os seus próprios comportamentos são responsáveis pelas falhas, são os chamados “vilões do pensamento criativo”. 

Ainda que cada pessoa tenha suas características particulares, existem 7 motivos comuns que atrapalham o pensamento criativo. Se você quer encontrar as causas para não ser uma pessoa criativa, é interessante prestar atenção e ver se você se reconhece em alguma delas. São elas:

  • Companhias e pensamentos negativos

Se você está rodeado de pessoas que não são criativas e não instigam esse tipo de pensamento é improvável que você consiga desenvolver a sua criatividade. Por isso, busque por pessoas que consigam deixá-lo mais à vontade para pensar de maneira inovadora.

Além disso, pare de pensar que o seu trabalho não é suficientemente bom e que as outras pessoas têm ideias melhores que as suas. Acreditar nas suas competências é essencial para que elas possam ser aperfeiçoadas e, consequentemente, desenvolvidas. Por isso, evite pensar negativamente. Deixe de dizer que você não tem criatividade.

  • Personalidade forte

Pessoas que possuem a personalidade forte costumam ser inflexíveis e acharem que sempre estão corretas. Pensar dessa maneira faz com que o seu lado inovador seja deixado de lado e você tenha sempre o mesmo padrão de pensamento. Por isso, aceite que existem soluções melhores que as suas e comece a escutar o que os outros têm a dizer. Ouvir diferentes opiniões pode ajudar a sua criatividade.

  • Timidez

Não é incomum vermos pessoas que possuem ótimas ideias, mas não as compartilham porque são tímidas ou acreditam que não sejam ideias realmente boas. Se esse é o seu caso, esqueça a sua timidez e coloque para fora as suas ideias. Mesmo que elas não sejam ótimas, elas podem incentivar o pensamento dos outros e desencadear a criatividade.

  • Viver em uma bolha

Estar sempre com as mesmas companhias, frequentar os mesmos lugares e não entrar em contato com novas formas de pensar tem o poder de diminuir a criatividade de qualquer pessoa. Por isso, não tenha medo de se arriscar e conhecer novas coisas. Vá a novos locais, faça amizades e saia da sua zona de conforto.

  • Vícios

Vícios não só físicos, como a bebida e cigarro, como também pensamentos viciados podem influenciar negativamente na criatividade de uma pessoa. Se você tem sempre a mesma forma de pensar e não consegue criar novas estratégias é improvável que o seu lado criativo se sinta à vontade para ter pensamentos inovadores.

  • Falta de estudo

Independentemente da área de atuação, todos os profissionais precisam continuar os seus estudos. Parar de estudar é a melhor maneira de não estar por dentro das tendências da área e sempre ter as mesmas velhas soluções para os problemas. Por isso, mesmo que você já tenha se formado, não deixe de ficar atento às novidades da sua profissão.

  • Prazos apertados

Profissionais que lidam constantemente com prazos muito apertados não conseguem encontrar soluções criativas e acabam tendo sempre o mesmo modelo de pensamento. Viver sob pressão esempre estar ocupado pode diminuir a criatividade e prejudicar seriamente a carreira de um profissional.

  • Suposições

Se você tentar adivinhar o que as pessoas esperam de você, dificilmente vai te trazer propostas criativas. Seja na escola, na universidade ou no trabalho, deixe de lado as suposições e trabalhe com propostas originais, que resolvem os problemas de maneira inovadora. Lembre-se de que as pessoas não esperam por soluções criativas, portanto, se você estiver sempre tentando atender expectativas de terceiros, jamais conseguirá exercitar sua criatividade.

  • Regras em excesso

Embora se fale muito sobre a capacidade criativa atualmente, muitos ambientes escolares e corporativos desencorajam esse tipo de comportamento. Isso acontece, com a imposição de diversas regras que limitam a sua atuação. Procure ir além das regras, só isso já vai ajudá-lo a pensar de maneira criativa. Busque maneiras de implantar a criatividade sem desrespeitar nenhuma regra.

  • Medo

Certos ambientes são agressivos e competitivos demais, o que faz com que as pessoas sintam medo de parecerem estúpidas buscando a criatividade. Geralmente essas pessoas têm ideias ótimas, mas estão amedrontadas demais para falar abertamente sobre elas e colocá-las em prática.

  • Esperar o “tempo certo”

Esperar que alguma coisa surja do nada para que então comece a desenvolver o seu trabalho não trará qualquer resultado. O “tempo certo” na verdade é o mais cedo possível. Se você quer desenvolver a sua criatividade, se esforce para isso assim que tenha uma oportunidade.

  • Pensar nos “erros” passados

Ter errado anteriormente não significa que você cometerá os mesmos erros no futuro. Não deixe que pensamentos sobre os problemas passados tomem conta da sua mente. Lembre-se que, tal como já foi citado, errar faz parte do processo criativo e que esse é o caminho para a perfeição.

Como o ego afeta a criatividade

Você já tentou várias táticas para se tornar mais criativo mas ainda tem dificuldades em formular ideias inovadoras? Saiba que o problema pode não ser o método, mas o lado psicológico que está afetando a sua criatividade. Isso acontece porque o processo criativo é altamente subjetivo e, portanto, sofre a ação direta dos fatores emocionais.

Nesse caso, seu ego pode estar sendo uma barreira para o seu desenvolvimento. Um dos motivos está no medo de errar: ao atingir uma reputação renomada, é normal que as pessoas tenham medo de se arriscar, mas isso é um entrave para quem quer tentar coisas novas.

Outro fator é o inconsciente. Ao ter uma ideia rejeitada, por exemplo, pode acontecer de que, de maneira proposital ou não, você se sinta desencorajado a contribuir e acabe interrompendo o fluxo de ideias.

É preciso estar atento também, se você não está atrapalhando a inovações de outras pessoas. Muitas vezes, criticar demais o trabalho dos outros, apontando sistematicamente todos os erros, pode ser sinal de um ego inflado, que não deseja que outros também conquistem o seu próprio espaço.

A melhor maneira de superar esses obstáculos é colocar os interesses pessoais de lado e assumir que o trabalho de equipe deve ser prioridade. Trabalhar a capacidade de receber críticas construtivas também é um ótimo começo para derrubar os bloqueios do ego e recuperar a confiança para inovar. 

Não se esqueça, pessoas narcisistas pensam que sabem tudo sobre tudo e não precisam da ajuda de ninguém para serem criativos, mesmo quando estão oferecendo as alternativas mais óbvias. Preste atenção se você não se apaixona muito facilmente pelas suas próprias ideias, isso pode ser um sinal claro de narcisismo.

A criatividade ao longo do dia

Você sabia que alguns estudos já revelaram que existem momentos ao longo do dia onde a nossa criatividade está mais aflorada? Se você precisa destinar um horário para resolver problemas que exigem criatividade, veja qual é o melhor momento.

As pesquisadoras Mareike White e Rose Zacks descobriram novas características sobre a criatividade das pessoas que podem mudar completamente a ideia que fazemos de nossa capacidade de criação

Em geral, os indivíduos possuem horários em que produzem mais e são mais criativos. Há pessoas que têm mais inspiração durante a madrugada, enquanto outras rendem melhor no início do dia. 

O curioso é que, segundo a descoberta feita pelas cientistas, o período em que estaríamos mais aptos para resolver problemas é exatamente o inverso do horário que rendemos mais. Por exemplo, uma pessoa que gosta de trabalhar de noite seria mais criativa nas primeiras horas do dia.

Como isso é possível? Para investigar a criatividade, as pesquisadoras submeteram cerca de 500 estudantes a dois testes diferentes. Um deveria medir a habilidade de inspiração dos participantes, onde havia um tipo de problema que exigia a interação com o desconhecido, fazendo com que o estudante criasse soluções.

O segundo teste mediu a capacidade dos estudantes de resolver problemas analíticos, que exigem foco e objetividade para atingir um resultado específico. As duas capacidades, de inspiração e análise, são importantes para a criatividade, mas possuem papéis diferentes no processo criativo. 

O que White e Zacks descobriram foi que indivíduos que funcionam melhor durante a manhã tiveram resultados melhores para resolver os problemas de inspiração no período noturno, quando, aparentemente, eles não deveriam funcionar muito bem. Exatamente o mesmo padrão, mas reverso, foi apresentado pelas pessoas que rendem mais durante a noite.

Os resultados não podem indicar porque isso acontece, mas provavelmente têm a ver com o fato de que, quando estamos cansados ou menos focados, a mente fica mais livre para avaliar alternativas que nossa mente descartaria caso estivéssemos concentrados. Com mais opções para considerar, é provável que você faça conexões entre ideias que aparentemente não se ligariam.

Por outro lado, estar focado pode estreitar a atenção, fazendo com que nossa capacidade de inspiração e criação seja controlada por fatores práticos, que o forçam a uma análise mais objetiva.

Como exercitar a criatividade?

Como já falamos, a criatividade pode ser estimulado e, se você quer aprimorar suas ideias, existem algumas técnicas que podem te ajudar. Algumas, você já deve ter até mesmo ouvido falar, como é o caso do “10% de inspiração e 90% de transpiração”. 

Está frase, dita por Albert Einstein, reflete os exercícios criativos, afinal as ideias não caem no colo de ninguém. Você precisa trabalhá-las para que elas ganhem forma e possam, assim, ser desenvolvidas. 

  • Escreva

Às vezes, as pessoas estão com tantas coisas na cabeça que não conseguem encontrar soluções criativas ou apenas ter boas ideias, independentemente do tempo que elas demorem pensando a respeito. 

Se você sofre com essas situações, saiba que a melhor maneira de esvaziar a mente é abrir um caderno em branco e apenas escrever. Pode ser sobre o que está te incomodando ou então algo completamente banal. O importante na escrita automática é que, ao focar nessa atividade, aos poucos você vai se concentrando e, consequentemente, criando um ambiente propício para o surgimento de ideias.

  • Exercite sua mente

Todos os dias, sente-se a mesa e faça uma lista de dez ideias. Quaisquer ideias: desde uma sinopse de um filme que você gostaria de ler até algum objeto que só faria sentido num filme futurista. Não importa. O objetivo desse exercício é manter sua cabeça produzindo para que você consiga ter ideias boas rapidamente, sobretudo em momentos nos quais elas são necessárias.

  • Monte um álbum de recortes

Pode parecer bobo, mas ter um caderno ou um álbum com recortes de revista é uma boa fonte de inspiração. Por meio da seleção e observação das fotos e frases, você exercita sua capacidade crítica, um dos pilares da criatividade. Além disso, você terá sempre a mão um material que você pode consultar até para desenvolver ideias já praticamente consolidadas.

  • Adote uma postura questionadora

Fazer perguntas é a chave para aumentar o pensamento inovador, já que a pessoa entra em contato com novos temas e pontos de vista. Assim, questione sempre que possível e você perceberá o quanto seus conhecimentos serão intensificados, consequentemente surtindo um reflexo positivo na sua criatividade.

  • Priorize a leitura sempre

A leitura é um dos grandes estimuladores dessa habilidade, então invista nessa prática. Além de você melhorar drasticamente sua escrita, será mais fácil enxergar o mundo ao seu redor com outros olhos e conseguir extrair ideias criativas.

  • Exercite o seu cérebro

A mente humana está dividida em duas partes, uma voltada para a criação e outra para a lógica. Assim, a maior parte das pessoas tem uma propensão a utilizar mais apenas uma delas. No entanto, use estratégias para usar ambas da mesma forma, como a técnica do “mind mapping”, ou seja, de mapeamento cerebral.

A ideia central é que você coloque no papel tudo o que pensa, para então organizar os conceitos melhor e desenvolver sua capacidade de inovação. 

Estimulando a criatividade com a internet

A grande maioria dos internautas utiliza a internet somente como um meio para se divertir e conhecer pessoas novas. Apesar de essas serem atividades positivas para qualquer pessoa, existem ainda outras coisas na internet que podem aumentar a criatividade.

Uma das atividades que mais podem desenvolver o lado criativo do internauta é entrar em contato com informações e outros perfis que possam trazer algo de novo para ele. Por exemplo: se ele possui pouco conhecimento em astronomia e tem interesse na área, seguir a NASA no Twitter pode ser uma boa ideia. Conhecimento em outros assuntos é bom para profissionais que desejam se destacar e ter ideias diferentes das demais pessoas.

Outra maneira de estimular a criatividade pela internet e conhecendo outros profissionais da sua área. Aproveite redes sociais como o LinkedIn para se aproximar de pessoas que tenham uma carreira que o inspire e descubra quais ideias e conceitos os ajudaram a chegar onde estão. É possível também buscar por livros e pesquisas desenvolvidas por especialistas e conhecer ainda mais sobre a sua área de atuação.

Por fim, participe de atividades que sejam desafiadoras para você. Por exemplo: se você tem dificuldade de escrever, crie um blog e passe a fazer pequenas postagens sobre assuntos que sejam agradáveis para você. 

Se você é tímido, considere a possibilidade de começar o seu próprio vlog. Ao sair da sua zona de conforto e fazer algo que você não está acostumado, é possível aprender novas habilidades e desenvolvê-las para a sua vida profissional.

Aproveitando os benefícios da internet para o seu desenvolvimento profissional, será possível aumentar a sua criatividade e se destacar na sua área de atuação.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.