text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Aprendendo como iniciar uma startup

      
Aprendendo como iniciar uma startup
Aprendendo como iniciar uma startup  |  Fonte: istock

EXPLICANDO O QUE É UMA STARTUP

De acordo com um artigo publicado na revista Exame em Fevereiro de 2016, uma startup não é qualquer pequena empresa, mas um tipo de empresa que em condições de incerteza desenvolve um modelo de negócios repetível e escalável.

Ver https://exame.abril.com.br/pme/o-que-e-uma-startup/

Mas o que vem a ser um negócio repetível e escalável e como isto influencia a questão de como iniciar uma startup?

NEGÓCIO REPETÍVEL

Em poucas palavras, um negócio é repetível quando você consegue oferecer o mesmo produto de forma ilimitada sem custos adicionais. Um bom exemplo disso é o comércio de livros eletrônicos. O livro encontra-se sempre disponível para quem quiser baixar e não existe nenhum custo adicional para o vendedor, ele simplesmente disponibiliza o link de download para quem pagar. 

Isto também é válido para o comércio de livros on demand, a exemplo do que já faz a plataforma Kindle da Amazon (que também negocia ebooks). O livro é impresso somente a partir do momento em que ocorre uma compra. Não existe uma tiragem inicial que ficará à espera de compradores indefinidamente.

Nos dois casos, o vendedor não tem nenhum custo adicional para oferecer o mesmo produto quantas vezes for necessário. Por isto, este modelo de negócios chama-se negócio repetível.

NEGÓCIO ESCALÁVEL

Uma empresa escalável é aquela que consegue aumentar a receita sem que se mude o modelo de negócio e sem aumento nos custos. 

Naturalmente, negócios que trabalham com o modelo repetível possuem grande potencial escalável. Ambos caracterizam as startups, que não nada mais nada menos do que o modelo de negócio mais promissor da era digital, pelo menos na atualidade.

Negócios escaláveis e repetíveis costumam estourar em épocas de crises, e poderíamos citar exemplos do Brasil, que tem passado por uma crise, para ilustrar esta ideia.

Negócios que são baseados na criação de aplicativos que servem como intermediários de serviços são o melhor exemplo disso. Eles possuem um alto grau de escalabilidade e repetibilidade.

A história do iFood prova isso, pois foi fundado inicialmente como uma startup. O Uber, outro exemplo, é considerado a startup mais valiosa do mundo - 50 bilhões de dólares em 2015!

Ver https://administradores.com.br/artigos/uber-a-historia-da-startup-mais-valiosa-do-mundo

Já deu para notar que as startups normalmente requerem um conhecimento profundo de tecnologia. iFood e Uber são os exemplos mais conhecidos, mas fundamentalmente todos estes aplicativos e sites de sucesso como Whatsapp, YouTube, Soundcloud etc. são Startups. A questão que fica é: como iniciar uma startup e ter o mesmo sucesso destes pioneiros?

COMO INICIAR UMA STARTUP

Não é preciso ser um gênio da informática ou da tecnologia, mas é fundamental, no mínimo se associar com pessoas do ramo digital que tenham boas ideias. E as grandes ideias de sucesso surgem das necessidades.

Identificar as necessidades e interesses do dia a dia do cidadão comum é o mantra comum das histórias de criação das grandes startups de sucesso. Mesmo o Facebook possui esta mesma narrativa. 

Ver https://oglobo.globo.com/economia/a-origem-do-facebook-4934191

O segundo passo é buscar investidores. E para isso, não se precisa necessariamente ir até um banco solicitar um empréstimo. Muitas startups, como o Facebook já mencionado, contaram com investidores anjos (também chamados de investidores angels), que são pessoas experientes e bem sucedidas no ramo dos negócios que investem não somente seu dinheiro, mas também seu conhecimento e experiência em novas empresas em troca de uma participação minoritária, por volta de 5 a 10%.

Existe mesmo um site que reúne e orienta os empreendedores que desejam atuar como anjos dos jovens empresários. Ver https://www.anjosdobrasil.net/o-que-eacute-um-investidor-anjo.html

Em suma, não existe exatamente uma “receita de bolo” que ensine como iniciar uma startup, mas as informações dadas ao longo do artigo contém os ingredientes essenciais da receita: boas ideias, pessoas competentes no ramo tecnológico e investidores anjos.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.