text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

O que se deve colocar nas informações adicionais do currículo

      
informações adicionais curriculo
O principal a fazer ao se elaborar um currículo, é fugir ao óbvio e ser objetivo e sincero.  |  Fonte: Unsplash

Um processo de seleção começa assim que o recrutador recebe o currículo de um candidato. Ou seja, já é uma etapa eliminatória: a forma como o documento é construído pode definir se uma pessoa continua concorrendo ou não para uma vaga.

Um bom currículo é aquele que consegue apresentar, de forma compreensível, ao recrutador e ao gestor responsável pela oportunidade um resumo sobre a vida pessoal, acadêmica e profissional do candidato – sem que sobre espaço para dúvidas ou má interpretação dos dados.

Está em dúvida se seu currículo está bom ou não? Vou ensinar como construir o CV ideal a partir do que as equipes de recrutamento e seleção avaliam:

DADOS PESSOAIS

A parte inicial do currículo é utilizada para apresentar o profissional. Deve conter:

1. Nome completo

2. Idade

3. Estado civil

4. Endereço completo

5. Dois telefones (residencial e celular)

6. E-mail para contato

Por incrível que pareça, já recebemos na Universia Brasil currículos de candidatos que esqueceram de colocar o próprio nome. Não colocar o e-mail é ainda mais comum. As pessoas têm que ficar atentas, pois, para entrarmos em contato, os dados devem estar completos e atualizados – caso contrário, pode, inclusive, perder a chance de conseguir a vaga.

OBJETIVO PROFISSIONAL

Este tópico serve para que os profissionais escrevam, de forma sucinta, clara e direta, seus objetivos de carreira e na empresa para a qual estão se candidatando. Três linhas, no máximo, são suficientes para esclarecer as metas profissionais daquele momento.

FORMAÇÃO ACADÊMICA

O profissional deve colocar a última formação que possui no currículo. Quem não tem nível superior, deve citar o nível médio. Entretanto, quem já está cursando a faculdade, não precisa declarar as escolas em que estudou e se formou.

A descrição dos tópicos deve conter o nome da instituição, curso, ano em que começou e previsão de término. MBA, Pós-Graduação, Cursos Livres e Workshops devem ser citados, também colocando o nome da instituição e data de início e término – em cursos de curta duração, citar a carga horária.

Os cursos devem ser elencados por ordem de conclusão – sendo o que está sendo cursado o primeiro da lista. Candidatos não podem esquecer de pôr a data de conclusão de curso, é importante para os recrutadores verem quanto tempo ele poderá exercer a função da vaga em questão. Nos processos conduzidos pela Universia Brasil sempre abordamos assuntos importantes sobre currículos. Nos preocupamos em não fazer com que a empresa e nem o candidato percam tempo durante o processo.

EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Elencar as experiências profissionais de acordo com sua realização. Colocar o nome, período de trabalho e descrever, de forma sucinta, as atividades e responsabilidades da colocação.

Mas o que colocar quando o candidato não possui experiência?

Candidatos que não possuem experiências profissionais podem citar trabalhos realizados na faculdade, emprego em empresa júnior ou atlética, desenvolvimento de projeto acadêmico, auxílio em empresa familiar, intercâmbio, trabalho voluntário etc. Em caso de vagas de estágio, tudo é considerado experiência. É importante o candidato colocar, pois, mesmo não sendo experiências em empresas, conseguimos avaliar seu perfil profissional por meio das iniciativas.

QUALIFICAÇÕES E HABILIDADES

Este campo deve ser utilizado pelo candidato para divulgar informações positivas relacionadas ao seu desenvolvimento profissional. Características, principais competências, cursos de idiomas, expertise em processos e programas devem ser elencados em tópicos.

O profissional precisa citar todas as habilidades e conhecimentos que sejam relevantes para a posição para a qual está se candidatando. Além disso, é necessário citar o nível de conhecimento em alguns itens: básico, intermediário ou avançado – e ser sincero, pois o recrutador irá testá-lo em algum momento do processo.

OUTRAS INFORMAÇÕES

Caso o candidato ainda queira adicionar alguma informação, como experiências internacionais, publicações ou atividades extracurriculares, deve utilizar o campo de outras informações – é importante citar apenas se estejam relacionadas às competências como profissional.

Agora, respondemos as principais dúvidas que recebemos dos candidatos:

Posso colocar uma foto minha no meu currículo?

Colocar foto fica a critério do candidato, desde que esteja adequada e seja profissional. Já recebemos fotos de noivas, de pessoas na balada com bebidas alcóolicas e até imagens com duas pessoas. É importante ter bom senso nesse momento.

Qual o tamanho ideal de um currículo?

Um currículo não pode ser longo, e sim facilitar a leitura dos contratantes. Por isso, é indicado que tenha de uma a duas páginas. Caso fique longo demais, descreva por completo apenas as principais informações. As demais, podem ser apenas citadas.

Qual o formato meu currículo deve seguir?

É importante que o currículo siga uma estrutura de tópicos e em nenhuma hipótese siga o formato de texto corrido.

O que eu não posso colocar no currículo de jeito nenhum?

Informações profissionais negativas, contatos de pessoas dentro da empresa para a qual está se candidatando, motivo de saída de empregos anteriores e e-mails com nomes inadequados.

Posso inserir minhas redes sociais no currículo?

Sim. LinkedIn é mais indicado.

Que erro não posso cometer de jeito nenhum em um currículo?

Mentir sobre habilidades e competências. Eventualmente, o recrutador e o gestor aplicarão testes ou farão entrevistas acerca do que foi citado. E, caso o candidato tenha mentido, ficará perceptível no mesmo momento. A base de um currículo deve ser a transparência.

Mas e quanto às informações adicionais do currículo? O que você pode colocar nessa seção do seu currículo?

Existem algumas informações básicas que precisam estar presentes no currículo, como o nome e a profissão. No entanto, você sabe quais outras adicionar para que seu documento seja selecionado no meio de tantos outros? Pensando em fazer com que ele se destaque, confira como criar o currículo mais completo possível: 


1 – Aponte todas suas experiências e habilidades profissionais

Dificilmente você enviará a versão completa para algum processo seletivo, mas é importante que você a tenha. Quando precisar enviar o currículo para algum local será fácil, porque precisará apenas editar o que você acredita ser relevante para aquela proposta de trabalho. Dessa forma, você não corre o risco de esquecer um dado importante que poderia ser um diferencial para a vaga citada.

 

2 – Faça o com antecedência

É importante que você tenha um currículo pronto antes mesmo de começar a participar de processos seletivos. Deixar para criá-lo em cima da hora pode resultar em um documento malfeito e, consequentemente, diminuir suas chances de ser chamado para as etapas seguintes do processo seletivo. À medida que você for adquirindo novas habilidades ou experiências, poderá adicioná-las ao currículo. Além de ser mais fácil, você dificilmente terá problemas com imprevistos no momento de enviar o documento.

 

3 – Inspire-se em bons modelos

A melhor forma de saber como criar um layout bonito e colocar informações relevantes é analisando o currículo de outras pessoas. Você pode pedir para ver o dos seus colegas, além de pesquisar na internet. Além disso, veja a forma como as informações pessoais estão escritas e encontre uma que vá ao encontro do seu estilo pessoal.

 

4 – Seja organizado

Na maior parte das vezes os recrutadores não levam em consideração currículos desorganizados, que não deixam claro informações importantes. Uma boa dica é separar todas elas em categorias, como dados pessoais, experiências e habilidades. Ao criar um currículo que contemple todos seus dados pessoais, é muito importante que seja organizado para facilitar a leitura do mesmo.

 

5 – Preocupe-se com a edição

Quando você tiver colocado todas informações que considera importantes no currículo, leia-o do começo ao fim. Dessa maneira, você poderá reestruturar frases e corrigir possíveis erros gramaticais.

Abaixo vamos colocar outras informações adicionais que devem constar no seu currículo.

O seu currículo é a primeira coisa que empresários e recrutadores vão olhar se estiverem considerando você para uma vaga de emprego. Por esse motivo, o seu currículo deve estar organizado e atualizado, apresentando a melhor imagem possível do seu lado profissional.

A seguir, confira 4 dicas essenciais para o seu currículo:

 

1. Mantenha o seu currículo simples

Mantenha o seu currículo simples. Use apenas com as informações relevantes do seu histórico profissional e as palavras-chave que vão ajudar você na hora de ser contratado.

 

2. Não "esprema" as informações

Se você tem uma carreira extensa, não é necessário "espremer" todas as informações em uma página. Apenas garanta que o seu currículo não passe de duas páginas.

 

3. Mostre como você é a solução

Empresas têm problemas que precisam ser resolvidos., e se você quer ser contratado você precisa ser a solução desses problemas. Escreva no seu currículo sobre como você vai beneficiar a indústria onde pretende trabalhar.

 

4. Liste os anos

Você não precisa colocar datas exatas no seu currículo, apenas anos. Essa é uma forma de manter o seu currículo simples, organizado e, ainda assim, descrever a sua vida profissional.

Conseguir um emprego nunca foi tarefa fácil. Uma série de fatores pode prejudicar você nesse momento, como a concorrência, as dificuldades do mercado e até mesmo a descrição do cargo. Mas um dos erros mais prejudiciais para a sua carreira, e que é percebido por pouquíssimas pessoas, é o seu currículo.

Pode não parecer, mas um currículo bem feito faz toda a diferença na hora de se candidatar para uma vaga. Com a quantidade de candidatos se inscrevendo para o mesmo cargo, em muitos casos, os recrutadores sequer leem o seu currículo do começo ao fim. Portanto é necessário que você tenha um CV de fazer inveja para que tenha uma chance. 

Mas um currículo invejável não significa apenas muitas referências e tempos longos de serviço. Organização e informações relevantes também contam pontos a seu favor. Confira os 5 passos para criar um currículo que certamente será notado pelos recrutadores:

 

COMO CRIAR UM CURRÍCULO QUE SERÁ NOTADO: 

1. DESENVOLVA UMA LISTA DE PALAVRAS-CHAVE RELEVANTES

A lista deve ser composta de palavras ou frases que identifiquem as suas habilidades únicas que podem ser úteis na sua profissão ou mercado de trabalho. Infelizmente não existe uma ciência exata quando se trata de identificar essas palavras, mas você pode usar algumas estratégias para descobri-las. Pense em descrições de cargos, sites de associações profissionais, recrutadores especializados na sua área, sites de empresas, etc. Essas são ferramentas que podem ajudar você a entender melhor o que o gerente de contratação espera dos candidatos.

  

COMO CRIAR UM CURRÍCULO QUE SERÁ NOTADO: 

2. USE UM CABEÇALHO PADRÃO

O topo do seu currículo pode ser padronizado e deve incluir o seu nome completo, seu endereço, todos os seus telefones de contato e o seu endereço de e-mail. Dessa maneira o recrutador terá todas as informações necessárias sobre você ao alcance da mão. Acredite, se ele tiver de procurar esse tipo de informação sobre você durante o desenvolvimento do seu currículo, provavelmente irá desistir antes mesmo de chegar à metade do documento.

  

COMO CRIAR UM CURRÍCULO QUE SERÁ NOTADO: 

3. CRIE UM SUMÁRIO PERSONALIZADO

Use as palavras-chave que você selecionou no primeiro passo para construir um sumário personalizado, com frases e pequenos “briefings” sobre as suas qualidades mais notáveis, assim como suas habilidades e conquistas. Esse sumário deve vir logo abaixo do seu cabeçalho e pode conter frases ricas como “anos de experiência”, “combinação única de habilidades”, “conquistas profissionais significativas”, etc.

  

COMO CRIAR UM CURRÍCULO QUE SERÁ NOTADO: 

4. FIQUE ATENTO À FORMATAÇÃO

Lembre-se de que um currículo se trata de um documento e que o objetivo dele é alavancar a sua carreira, portanto, mantenha o profissionalismo inclusive na formatação. Esqueça fontes divertidas e coloridas, não tente ser inovador demais quanto à disposição das informações, etc.

 

COMO CRIAR UM CURRÍCULO QUE SERÁ NOTADO: 

5. SIGA O PADRÃO

Se formatar um currículo pode ser um problema para você, prefira a segurança do padrão. Um bom currículo deve facilitar a leitura do recrutador, portanto, lembre-se de não usar mais que dois tipos de fonte, varie os tamanhos apenas entre 10 e 12, deixe alguns espaços em branco, prefira que os intertítulos tenham uma fonte maior, em negrito ou com todas as letras maiúsculas.

 

Você provavelmente já sabe que um currículo profissional não deve omitir informações importantes ou conter mentiras sobre experiências anteriores que nem sequer existiram. Porém, algumas dessas invenções são aceitáveis e podem ser benéficas, ajudando em sua contratação, principalmente porque algumas delas podem se tornar verdade.

 

Confira 3 informações para acrescentar ao currículo:

 

1. Comentários de outras pessoas

Muitas vezes não acreditamos em comentários sobre nós feitos por outras pessoas. Porém, em alguns momentos você deve relevar essa descrença e levar a sério elogios que foram feitos a você. Se em seu último emprego alguém disse que você sabia como resolver problemas da maneira correta, acrescente essa informação ao seu currículo.

 

2. Qualidades e requerimentos para a vaga

Os recrutadores vão chamar os candidatos que tiverem a maior parte das habilidades e requerimentos na descrição da vaga para uma entrevista de emprego. Seja o candidato que eles estão procurando, até mesmo porque habilidades podem ser desenvolvidas.

 

3. Experiência

Muitos empregos procuram por candidatos que já passaram por experiências profissionais similares à da vaga que oferecem. Porém, pode ser que na prática isso não seja tão necessário. Por isso, você pode acrescentar algumas informações sobre experiências que ainda não possui e então passar a adquiri-las.

 

Vejamos agora os acertos de um currículo ideal:

 

NÃO SE ESQUECEM DOS DADOS PESSOAIS

Sim, existem candidatos que esquecem de colocar seu próprio nome no currículo. O erro é raro, mas esquecer de informar o telefone e um e-mail para contato é muito mais comum do que se imagina.

Constantemente recebemos currículos sem os dados básicos. Como entraremos em contato sem o telefone ou o e-mail do candidato?

O profissional também deve informar no primeiro item do currículo sua idade e seu endereço. Além disso, os telefones e o e-mail devem ser válidos. Já foram eliminados candidatos que não responderam ao chamado ou que passaram contatos errados.

COLOCAM OBJETIVO PROFISSIONAL

O objetivo profissional muitas vezes é ignorado no currículo, mas é essencial para que os recrutadores entendam se o perfil do candidato encaixa-se nos requisitos da vaga. As pessoas parecem ter medo de colocar o que desejam de sua carreira e na empresa para qual estão se candidatando, mas isso é essencial para direcionarmos o candidato para a oportunidade que ele deseja.

Neste item, que pode ser descrito em uma linha, o candidato precisa colocar seus objetivos profissionais e os cargos que espera ocupar – especialmente na organização contratante. Tenha coerência. Se sua última experiência foi como estagiário, por exemplo, seu objetivo não pode se “gerente ou diretor”.

SABEM DESCREVER SUAS EXPERIÊNCIAS

Não basta colocar sua formação acadêmica e competências técnicas sem que você as descreva – sempre de forma sucinta.

É essencial que na formação esteja escrito o nome do curso, instituição de ensino e data de início e conclusão; para as habilidades e qualificações, citar nível de expertise (básico, intermediário, avançado) e, caso tenha estudado sobre, colocar o nome do local; já nas experiências profissionais, colocar o nome do cargo, da empresa, data de início e término e descrever, de forma resumida, habilidades e responsabilidades da função.

Vejo que muitos candidatos acabam sendo eliminados por não descreverem o que colocam no currículo. Para uma avaliação assertiva, precisamos dos detalhes.

ACERTAM A ESTRUTURA IDEAL

Um currículo ideal deve ser dividido em tópicos e contem de uma a duas páginas. Por isso recomendamos que as informações devem ser descritas de forma sucinta. É preciso saber definir o que merece mais destaque para descrever seu perfil profissional. Geralmente, as experiências mais recentes devem ser mais detalhadas.

NÃO MENTEM

Mentiras são facilmente encontradas em currículos, especialmente nos tópicos de habilidades e qualificações. O candidato coloca que possui nível avançado em determinada competência, mas não mostra como a aprendeu. Assim já começamos a desconfiar.

Se o recrutador, eventualmente, não perceber a mentira, o candidato será eliminado em outra fase do processo, porque os requisitos básicos de uma vaga são analisados com testes ou diretamente na entrevista com o gestor. Existem casos de candidatos que afirmaram que conseguiriam fazer uma entrevista em inglês, mas, quando o gestor fez as perguntas, não sabia responder.

A transparência é um dos fatores mais positivos na hora da contratação; assim como a mentira é o que causa mais eliminações durante um processo.

 

Finalmente, veremos 16 dicas para se ter um currículo eficaz.

 

Aparência não é tudo, mas tem validade sim

O currículo é o seu cartão de visita para o mercado de trabalho. Ainda que o documento bem feito não seja sinônimo de vaga garantida, é a partir dele que o recrutador decidirá se vai ou não te aprovar para as próximas etapas do processo seletivo. Portanto, ressalte suas melhores qualificações.

 

Seja discreto

Mediante a quantidade de currículos é preciso despertar a atenção do recrutador. Mas cuidado! Não é utilizando letras bordadas, figuras, desenhos ou bordas que vai conquistar esse destaque. Lembre-se: o currículo é um documento formal. Opte por páginas lisas e fontes padrões (Ariel, Times, Verdana, Tohama).

 

Opte pela objetividade

Quem quer contar tudo no currículo, não tem a chance de falar nada. Isso porque o documento geralmente é aprovado ou descartado já na sua primeira metade. Duas folhas são mais do que suficiente para se apresentar ao selecionador. Nada de tentar se enganar com a diminuição do tamanho da fonte. Seja conciso e coloque no currículo apenas as informações necessárias e compatíveis com a vaga desejada. Quanto mais você fala mais perde pontos.

 

Cuidado com a superficialidade

Na ânsia de tentar resumir ao máximo suas qualificações e habilidades, cuidado para não se tornar evasivo ou superficial. O currículo deve ter as informações mínimas necessárias para que o selecionador o conheça. Realce as realizações pessoais de maneira clara, organizada, lógica e simples.

 

Priorize as informações pessoais logo no cabeçalho

Além de conhecer as habilidades técnicas, os recrutadores precisam identificar facilmente a quem elas se referem, se o perfil do candidato é adequado à vaga e, principalmente, como contatá-lo em caso de interesse. Portanto, apresente no topo do currículo o nome completo, o estado civil, a nacionalidade (opcional), a idade, o endereço físico (rua, número, cidade e estado), o e-mail e ao menos duas opções de telefone. Caso esteja concorrendo a uma vaga fora da cidade em que mora, enfatize a disponibilidade de mudanças. Lembre-se de manter todos esses dados atualizados.

 

Nada de expor os documentos pessoais

Preserve os dados de seus documentos pessoais (CPF, RG, número da carteira de trabalho, título de eleitor ou carteira de reservista). Apresente-os apenas quando for solicitado e minimize os riscos deles caírem na mão de pessoas erradas.

 

Fotos são dispensáveis

Não é usual, tampouco recomendável anexar fotos no documento, exceto quando solicitado pelo recrutador. O que está em análise, neste momento, não é a sua aparência, mas sim os seus conhecimentos e experiências profissionais.

 

Substitua o objetivo profissional por áreas de interesse

Os objetivos profissionais geralmente são muito vagos e nada têm a agregar aos recrutadores. Indique áreas relacionadas à sua qualificação ou mesmo à sua experiência profissional. Lembre-se: as áreas descritas devem estar correlacionadas. Caso tenha duas carreiras, opte por montar dois currículos diferentes.

 

Tenha foco

Mande o documento apenas para vagas relacionadas à área de interesse. Não perca energia, tampouco tempo disparando seu cartão de visita para oportunidades que não atendam o seu perfil. Seja autocrítico, mas não crítico para o envio de seu currículo.

 

Resuma suas qualificações

Essa é uma opção restrita aos profissionais com experiência de no mínimo três anos. O espaço deve ser dedicado a compilar toda sua carreira com informações sobre as qualificações, habilidades, vivências profissionais e conhecimentos (certificações e prêmios). Você tem até três linhas para se vender.

 

Descarte os cursos que não estão relacionados à área da vaga

Se você conclui o Ensino Superior, não é preciso incluir os dados da formação do Ensino Médio. Cursos técnicos só devem ser relacionados se vinculados à área da vaga. Priorize as formações que realmente fazem a diferença. É importante incluir os nomes das instituições de ensino e as datas de início e fim do curso (mês/ano).

 

Selecione apenas as principais experiências profissionais

Para não estender demais seu currículo, priorize a descrição dos últimos empregos. Caso a empresa não seja tão conhecida, faça uma breve referência de sua atividade. Inclua também o mês e o ano tanto do início como do fim da contratação. Os resumos das atividades profissionais devem ser optados apenas pelos profissionais que não apontaram o resumo de suas qualificações.

 

Priorize formatos globais

Ao querer inovar você pode perder a oportunidade de se tornar visível. Portanto, opte em salvar o seu currículo em formatos mais acessíveis. A versão mais usual e de menor risco é o .doc.

 

Nada de mentir

A omissão de informações é válida e até mesmo recomendável para deixar o currículo mais objetivo e conciso. Mas a mentira, ao invés de tornar seu cartão de visita mais atraente, pode manchar sua imagem profissional. Ao analisar o documento, a informação falsa até pode passar despercebida. No entanto, você pode ter uma grande surpresa no ato da entrevista pessoal.

 

Cuidado com erros ortográficos e gramaticais

Fique atento para não cometer erros de ortografia, concordância e até mesmo de digitação. Qualquer deslize pode demonstrar falta de cuidado ou zelo no preparo do documento. Além do mais, o domínio da Língua Portuguesa é requisito básico para qualquer vaga. A dica, portanto, é: revise, revise e revise. Recorrer à ajuda de amigos para reler o currículo também pode ser válido.

 

Pretensão salarial

A indicação da pretensão salarial também é dispensável. Esse é um assunto confidencial, que deve ser discutido no ato da entrevista. Mas, caso solicitado, analise o mercado e faça uma oferta compatível ao valor aplicado – nem maior nem menor. Enfatize também a disposição por futuras negociações.

Estas são informações que acreditamos se devem colocar nas informações adicionais do currículo. Se o candidato seguir estas instruções atentamente, ele terá um currículo ideal e completo.

Descubra como ter sucesso em uma entrevista de emprego

Aumente substancialmente as suas probabilidades de contratação com estes conselhos para o sucesso em qualquer processo de recrutamento.

Faça a download do E-book aqui


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.