text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Como abordar seus pontos fracos em entrevistas

      
Falar sobre seus pontos fracos com clareza pode te fazer ganhar pontos em uma entrevista de emprego.
Falar sobre seus pontos fracos com clareza pode te fazer ganhar pontos em uma entrevista de emprego.  |  Fonte: iStock

O que são seus pontos fracos?


Ainda que pareça óbvio, algumas pessoas ainda têm certa dificuldade em determinar o que são pontos fracos e perceber quais podem se aplicar à si próprio. O conceito por trás da ideia de um “ponto fraco” é uma vulnerabilidade ou fragilidade que algo ou alguém possui.


É claro que todos sabemos que ninguém é perfeito e por isso cada um de nós apresenta qualidades, habilidades e também fragilidades. O ponto fraco que os entrevistadores estão buscando costuma estar relacionado a uma fraqueza ou imperfeição moral que aquele candidato possua e que, em um primeiro momento, pode não ser perceptível. 


Por que uma boa resposta é algo positivo para o candidato?


Você já se perguntou qual é o propósito dos recrutadores questionarem sobre algo tão sensível? Muito mais do que propriamente a resposta dada, eles buscam avaliar outros aspectos do candidato, principalmente sua maturidade e senso crítico.


O motivo pelo qual essa pergunta é tão temida é que ela invade nossa privacidade e nos provoca, retirando o candidato da sua zona de conforto e fazendo com que ele tenha que refletir sobre si próprio. É difícil falar sobre nossas fraquezas, mas é muito pior quando se está diante de desconhecidos que sabemos estar avaliando cada resposta dada com o objetivo determinar nossa adequação ou não no perfil buscado.


Muitas pessoas acreditam que a melhor resposta é dizer que não tem pontos fracos, porém isto não poderia estar mais longe da verdade. Se um dos principais objetivos é a autoanálise, negar que você possua qualquer defeito é encarado como uma mentira, seja para si próprio ou para os recrutadores.


Assim, isso leva ao questionamento: como abordar um assunto que mostra suas imperfeições e te deixa em uma posição de aparente desvantagem?


O que e como falar sobre seus pontos fracos em entrevista?


Reconhecer seus defeitos é o primeiro passo para evitar que eles tenham um impacto negativo na sua vida pessoal e profissional. Além disso, outro ponto avaliado pelo entrevistador é a capacidade do candidato falar sobre si mesmo e, nesse caso, a sinceridade é sempre o melhor caminho.


Uma boa saída é falar sobre seu ponto fraco trazendo um exemplo real de como ele se apresentou e, principalmente, como você conseguiu superá-lo para melhorar e evitar que não se repetisse a mesma situação. Mostrar a sua capacidade de superar suas maiores dificuldades, medos e fragilidades mostra como você está empenhado em não deixar que dificuldades te impeçam de atingir o ponto em que você quer estar.


A melhor resposta à esta pergunta só você poderá dar, mas existem alguns pontos fracos clássicos que são muito comuns e que podem ser interessantes ser abordados, caso você os possua. 


Perceba que existem fraquezas que são fundamentais de serem mencionadas a depender da vaga que você está buscando. Por exemplo, se você tem medo de cachorros e vai trabalhar em algum lugar que existam cachorros, é essencial que isto seja mencionado, ainda que você não seja a pessoa escolhida. 


Os traços clássicos que costumam ser abordados aqui são:


  • Nervosismo ou ansiedade - O nervosismo excessivo pode ser debilitante, mas não é incomum. Conte sobre as técnicas que você usa para contornar esta dificuldade. 

  • Medo de falar em público - Talvez a fraqueza mais recorrente, o medo de falar em público deve ser conversado especialmente no caso de carreiras onde apresentações fazem parte do seu dia a dia. É essencial traçar estratégias para contornar esse problema. Se já está fazendo isso, conte sobre palestras bem sucedidas que tenha dado, o público participante e como você se saiu.

  • Problemas de confiança e tendência a ser centralizador - Normalmente pessoas que têm dificuldade em confiar nas habilidades dos colegas de trabalho tendem a não delegar e acabar por centralizando demais as atividades. Isto pode ser prejudicial para a empresa e sobrecarregar mental ou fisicamente o próprio empregado.

  • Dificuldade de Organização ou Perfeccionismo - Ao falar que é desordenado ou perfeccionista, é bom mostrar como você tenta minimizar esta sua característica e mostrar que elas não inviabilizam seu desempenho. 

  • Impaciência ou Assertividade - Mostre como você controla suas palavras e atos quando estiver impaciente com os colegas, já que ambas as características podem trazer conflitos no ambiente corporativo.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.