text.compare.title

text.compare.empty.header

Notícias

Funcionamento do sistema de ensino superior americano

      
O sistema de ensino americano
O sistema de ensino americano

O sistema de ensino superior americano apresenta diferenças significativas em relação ao brasileiro. Em um país onde a cultura do vestibular não existe, os currículos dos alunos da "high-school" (ou ensino médio) tendem a ser cada vez mais competitivos.

Os estudantes americanos sabem que cada ano da "high-school" é um passo muito importante na disputa por uma vaga em uma boa IES do país. Nesse contexto, os jovens estrangeiros que pretendem fazer uma graduação nos Estados Unidos devem estar cientes das dificuldades que o sistema impõe, da competitividade existente entre os candidatos e, principalmente, das inúmeras diferenças em relação ao modelo brasileiro de ensino superior.

Estrutura do ensino

Com exceção dos cursos de Medicina, Veterinária, Direito e Odontologia (quem têm uma formatação diferenciada), todas as outras áreas de habilitação do ensino superior americano contam com três diferentes etapas: Graduação, Mestrado e Doutorado. Porém, apesar dos conceitos de classificação destas etapas serem semelhantes aos conceitos utilizados no Brasil, as divergências estão presentes do início ao fim da vida acadêmica.

Carreiras Universitárias (Undergraduated):

O termo "undergraduated" refere-se à educação que os americanos recebem depois que terminam o segundo grau. De modo geral, os cursos estão distribuídos em três grandes áreas acadêmicas: humanidades, ciências sociais e ciências da saúde, e as disciplinas podem ser obrigatórias ou opcionais.

Elas estão divididas em dois grandes grupos, dependendo de sua duração:

  • Cursos superiores de curta duração (Associated Degrees)
  • Licenciaturas (Bachelorïs Degrees)

Cursos superiores de curta duração (Associated Degrees):

O curso superior de curta duração, ou grau de associado, são aqueles programas acadêmicos que foram elaborados para serem concluídos em dois anos. Os créditos obtidos nos programas desses cursos em geral são reconhecidos pelas instituições como parte das licenciaturas de quatro anos. As pessoas que entram nos cursos superiores de curta duração com freqüência pretendem mudar para um programa de licenciatura e algumas vezes podem fazê-lo antes de terminar os dois anos.

Os cursos superiores de curta duração são constituídos por uma base teórica geral, complementada por disciplinas específicas em função da especialidade que se deseja cursar.Nesses dois anos, é possível adquirir um título em áreas tão variadas quanto enfermagem, profissões relacionadas com a saúde, especializações de negócios ou temas tecnológicos.

Licenciaturas (Bachelors Degree):

Licenciaturas ou bacharelados são aqueles cursos universitários com duração total de quatro anos, nos quais o aluno deve cumprir uma série de créditos em função da especialidade escolhida. Em cada ano de estudo o aluno recebe uma denominação diferente.

As especialidades de humanidades, ciências sociais, filosofia, estudos religiosos, estudos interdisciplinares ou da área cultural em geral recebem uma licenciatura em Artes (B.A. ou A.B.). Os programas de matemática, física, engenharia e outros campos profissionais podem receber um B.A., uma licenciatura em Ciências (B.S. ou S.B.) ou um título com o nome específico da matéria estudada.

Graduação:

Os anos da graduação são divididos em quatro etapas: Freshman, Sophomore, Junior e Senior.

  • Freshman: Corresponde ao primeiro ano do curso de graduação de uma IES americana.
  • Sophomore: Corresponde ao segundo ano do curso de graduação de uma IES americana.

O "Freshman" e o "Sophmore" equivalem, respectivamente, ao primeiro e segundo anos de graduação de IES americana. Nestas etapas, o curso aplica disciplinas de conhecimento geral. Essa iniciativa permite que o aluno tenha mais tempo para se decidir sobre a carreira a seguir, além de não precisar ingressar em uma instituição e, logo no primeiro ano, estudar matérias específicas de uma determinada habilitação. Somente a partir do terceiro ano, ou seja, no "Junior" o estudante escolhe o curso em que pretende tornar-se bacharel.

  • Junior: Corresponde ao terceiro ano do curso de graduação de uma IES americana, em que o aluno poderá escolher qual a habilitação deseja se especializar.
  • Senior: Corresponde ao quarto e, com exceção dos cursos de Medicina, Veterinária, Direito e Odontologia, o último ano de graduação de uma IES americana.

Escolhendo sua habilitação:

A partir do terceiro ano, "Junior", o estudante poderá escolher a habilitação que pretende concluir seu bacharelado. Essa opção chama-se "Major". Após a escolha de seu "Major", o aluno poderá optar, caso tenha interesse, por cursar o "Minor", ou seja, matérias eletivas secundárias relacionadas à habilitação em que deseja se especializar.

  • Major: Habilitação em que o estudante deseja concluir seu bacharelado. Ex: Jornalismo, Economia, Psicologia, Física, Biologia etc.
  • Minor: Matérias eletivas secundárias em que o aluno escolhe disciplinas relacionadas ao seu "Major" para uma especialização. Ex: Caso o estudante tenha optado por um "Major" em Jornalismo poderá escolher um "Minor" em Jornalismo Empresarial, Esportivo ou Econômico.
  • Medicina, Odontologia, Veterinária e Direito:

Esses quatro cursos de graduação têm um processo um pouco diferente dos demais. No terceiro ano, ou "Junior", o estudante não escolherá a habilitação específica como medicina e direito, por exemplo. Nesses casos, ele irá optar por uma habilitação em: "Pre-Med", "Pre-Dental", "Pre-Vet" ou "Pre-Law", que correspondem a uma preparo inicial do curso em que desejam se formar.

Após a conclusão do "Senior", o aluno é submetido a um exame onde serão testados seus conhecimentos. Caso seja aprovado, o mesmo é encaminhado para uma "Professional School" onde poderá concluir o restante de seu curso e, por fim, exercer sua profissão. Em uma "Professional School", a duração dos cursos de Direito, Medicina, Odontologia e Veterinária podem variar entre quatro e oito anos.

Onde fazer a graduação:

A graduação nos Estados Unidos pode ser feita em diferentes tipos de instituições. Caso o estudante não esteja financeiramente ou psicologicamente preparado para ingressar em uma universidade, poderá cursar os dois primeiros anos da graduação, "Freshman" e "Sophomore", em um "Community College" ou "Two Year College".

De acordo com informações do Departamento de Consultas educacionais do Alumni, cada vez mais estudantes estrangeiros têm optado por cursar os dois primeiros anos da graduação em um "Community College". Segundo os responsáveis pelo encaminhamento desses estudantes, isso acontece porque os "Community Colleges" são alternativas mais econômicas, inclusive em relação à acomodação, pois, os estudantes geralmente ficam hospedados em casas de família.

Além disso, essas escolas não apresentam um clima tão competitivo como em uma universidade propriamente dita, onde o estudante estrangeiro concorre a uma vaga com alunos norte-americanos que já possuem, enraizado, esse tipo de comportamento.

Os "Community Colleges" funcionam como uma espécie de ponte para as universidades. Após concluídos os dois primeiros anos da graduação, "Freshman" e "Sophomore", o aluno poderá transferir-se para uma universidade comum e concluir os dois últimos anos de seu bacharelado.

Confira a seguir cada uma das opções de IES americanas onde é possível obter educação superior:

"State College" ou "University": Um "College" ou universidade estadual é financiado e administrado pelo estado ou governo local. Cada um dos 50 estados americanos opera pelo menos uma universidade estadual e provavelmente vários "Colleges" estaduais. Alguns deles levam a palavra "State" no nome, outros não.

"Private College" ou "University": Estes são administrados por organizações privadas e não pelo governo. O custo da educação será normalmente maior que o de uma escola estadual. Com freqüência os "Colleges" e universidades privadas são menores em tamanho que os estaduais.

"Two-Year College": Um "Two-Year College" admite alunos de segundo grau completo e confere um "Associate`s Degree", (dois primeiros anos de um bacharelado). Alguns são mantidos pelos estados, outros são privados. Você deverá certificar-se de que um "Associate`s Degree" poderá qualificá-lo para obter um bom emprego no Brasil. Em alguns casos é necessário um bacharelado para isto. Neste caso você poderá se transferir para um "College" de quatro anos ou uma universidade, onde poderá completar seu bacharelado em no mínimo dois outros anos.

"Community College": Trata-se de um "Two-Year College" estadual (público) que serve uma comunidade local, normalmente uma cidade ou condado. Muitos dos estudantes são da própria localidade que vivem com a família, ou estudantes vespertinos que trabalham durante o dia.

"Escolas profissionais": Uma escola profissional prepara estudantes em áreas como arte, música, engenharia, administração e outras profissões. Algumas são parte de uma universidade. Outras são escolas independentes. Em alguns casos, podem também oferecer cursos de pós-graduação.

"Institutos Politécnicos": Estas são escolas que oferecem pelo menos quatro anos de estudo em ciência e tecnologia. Alguns destes institutos oferecem cursos de pós-graduação. Outros são similares aos "Community" e "Junior Colleges" e oferecem programas mais curtos em especialidades menos avançadas.

Escolas Confessionais: Muitos "Colleges" e universidades americanas foram fundados por grupos religiosos. O relacionamento entre a escola e a organização religiosa pode ser bastante flexível. Alguns preferem admitir estudantes que sejam membros do próprio grupo religioso, porém a grande maioria é aberta a todas as religiões e crenças. Tradicionalmente, muitas destas escolas confessionais exigiam que os estudantes fizessem cursos sobre a bíblia e assistissem com regularidade a serviços religiosos. Estas práticas, porém, são cada vez menos freqüentes.

Institutos Técnicos: Estas instituições treinam estudantes em áreas como tecnologia médica ou engenharia industrial? possível que o curso o prepare para a carreira que você quer. Porém o diploma pode ser ou não equivalente a um diploma de um "College" ou universidade. Alguns "Colleges" ou universidades não aceitam a transferência de créditos de institutos técnicos. Se você está pensando em estudar em um instituto técnico, verifique se o governo brasileiro e outros "Colleges" e universidades americanas aceitam o diploma.

Nos "Community Colleges" também são oferecidos cursos técnicos especializados em determinadas áreas de atuação, que podem ser concluídos em dois anos. Entretanto, esse tipo de curso não tem uma equivalência no Brasil. Nesse caso, o estudante não conseguirá uma revalidação em nosso país.

Processos de Admissão:

Nos EUA existem cerca de 3.600 faculdades e universidades que oferecem cursos superiores. Isso significa que há uma grande variedade de programas, dependendo das características de cada estudante. A escolha de um ou outro, embora a princípio possa parecer muito complicada, não será tão difícil se você levar em conta uma série de pontos como: escolha da universidade adequada, como preparar um requerimento e o processo de inscrição.

Avaliação:

O sistema educativo universitário dos EUA está estruturado por créditos. Isso quer dizer que os estudantes matriculados em uma universidade devem cumprir uma série de créditos, entre 130 e 180 anuais, para obter seu título. ? possível que algumas universidades tenham outro tipo de sistema, baseado na carga horária ou em unidades. Dessa forma, em vez de cursar um número determinado de créditos, o aluno deve cumprir uma série de horas por semestre ou quadrimestre em função do que a universidade especifica.

Os cursos completos são divididos em quatro módulos:

  • Curso básico: proporciona a base para o título acadêmico. ? composto por uma série de matérias distribuídas ao longo dos anos de curso, entre as quais estão a matemática, as ciências sociais, as humanidades e os idiomas.
  • Curso principal: denominado major, é a disciplina em que o aluno deseja especializar-se, embora algumas universidades permitam que o estudante se especialize em duas disciplinas. Em qualquer caso, essa disciplina deve representar um terço ou a metade dos créditos totais do título acadêmico.
  • Cursos secundários: denominado minor, é a disciplina que o aluno deve escolher para obter sua segunda especialização. Deve representar a metade dos créditos dos cursos principais.
  • Cursos optativos: escolhidos dependendo do que cada departamento oferece, permitem completar o número de créditos necessários para a obtenção do título, ao mesmo tempo que oferecem ao aluno a possibilidade de aprofundar-se nas matérias que mais lhe interessem.

O sistema de avaliação dessas universidades é um sistema de avaliação contínua. Isso quer dizer que o seu conceito final não dependerá somente de um exame, mas também de todos os trabalhos entregues e práticas realizadas ao longo do curso, assim como de sua assiduidade e participação nas aulas.

Para a avaliação, a universidade utiliza uma escala de porcentagens em função do conceito que o professor considere apropriado ao esforço do aluno. A essa porcentagem é atribuída uma letra, que é a que aparece no boletim:

100 - 90% = A
89 - 80% = B
79 - 70% = C
69 - 60% = D
59 - 50% = E
49 - 0% = F

Dos conceitos finais obtidos extrai-se a média do curso. Para calcular essa média, atribui-se a cada letra um valor numérico entre 0 e 5. Esse valor é multiplicado pelo número de créditos da disciplina em questão, depois somam-se os valores de todas as matérias e divide-se esse total pelo número de créditos do curso.

Pós-Graduação

No Brasil há dois tipos de pós-graduação: Stricto-Sensu  que engloba mestrado e doutorado; e Lato-Sensu direcionado à especialização em determinadas áreas. Nos Estados Unidos são considerados cursos de pós-graduação apenas o mestrado e doutorado.

Outros cursos oferecidos após a graduação, ou mesmo durante esta última, são considerados apenas de extensão ou especialização. Os cursos de especialização chamados de "certificate programs", "short courses" ou "continuing education" são muito variados em termos de datas de início,
duração e número de horas-aula por semana. Os requisitos de admissão são: diploma de conclusão do ensino médio (segundo grau) ou de nível superior; TOEFL (Test of English as a Foreign Language); carta de comprovação financeira, que poderá ser obtida no banco no qual o candidato ou responsável tem conta, certificando que o seu saldo médio comporta os custos indicados pela escola.

Mestrado:

O mestrado brasileiro e americano possuem muitas semelhanças. Como no Brasil, para que um candidato a mestre nos Estados Unidos conclua o curso é necessária a elaboração e defesa de um trabalho de pesquisa conhecido como dissertação de mestrado.

Os mestrados acadêmicos podem ser enquadrados em três diferentes categorias: MA, MS e MFA. Todos os outros certificados são enquadrados na categoria profissional.

MA ou "Master of Arts": Engloba diferentes áreas do conhecimento como: Economia, Folclore, Antropologia e Inglês.

MS: Master of Science : Engloba áreas do conhecimento como: Arquitetura, Ciência da Computação e Engenharia Química.

MFA: Master of Fine Arts: Engloba áreas do conhecimento como: Fotografia e Teatro.

Muitos estudantes estrangeiros conseguem se qualificar para o emprego que almejam só após um mestrado. Nesse caso, o MBA ou "Master in Business Administration", da categoria profissional, é extremamente popular e dura, aproximadamente, dois anos. Porém, alguns programas de mestrado, como jornalismo, por exemplo, têm duração de apenas um ano.

Estes mestrados são considerados um primeiro passo para a qualificação para um doutorado (Ph.D.).

Doutorado (Ph.D.):

Muitas escolas de graduação consideram o mestrado como um primeiro passo para a obtenção de um doutorado. Porém existem instituições em que o estudante pode se preparar diretamente para o doutorado, sem a necessidade de obter um título de mestre. O tempo para a conclusão de um doutorado em território americano pode ser de três anos ou mais. No caso de estudantes estrangeiros, a duração média de um doutorado varia entre cinco e seis anos.

O grau de doutorado certifica que um estudante adquiriu o conhecimento necessário para trabalhar como professor universitário no campo em que se especializou. Esses programas podem ser divididos em duas partes. Na primeira parte, com duração de três a cinco anos, o estudante deve assistir aulas junto com outros alunos, prestando um exame no final para demonstrar os conhecimentos que adquiriu durante os anos de estudo. Superado esse exame, o estudante entra na segunda fase, de dois ou três anos de duração, quando concentra seus esforços no desenvolvimento de uma pesquisa sobre algum aspecto relevante de seu tema de estudo, escrevendo uma tese sobre o mesmo e defendendo-a perante uma banca composta por especialistas no tema.

O título de doutorado mais conhecido outorgado nos EUA é o de Doutor em Filosofia (Ph. D.). No entanto, existe uma quantidade de títulos de doutorado que gozam do mesmo status e representam variantes do Ph.D. dentro de certos campos.


Tags:

Aviso de cookies: Nós usamos cookies próprios e de terceiros para melhorar os nossos serviços , para análise estatística e para mostrar publicidade. Se você continuar a navegar considerar a aceitação de seu uso nos termos estabelecidos nos Política de Cookies.